Estratégia para O Evento: Cabeça e Coração

spaguettimontain

Durante o fim-de-semana de 11 e 12 de Julho os desenvolvimentos na Zona Euro relativos ao termo, agora viral, “Grexit”, mostraram de forma óbvia que acontecimentos históricos e transformadores vão acontecer num futuro próximo, no que diz respeito ao sistema bancário e financeiro. Muitas informações estão apontando para este Outono – e mesmo que nada aconteça este ano, todo o sistema está pendurado por arames, e mesmo o stock destes já se esgotou no início de 2015 .

Intuitivamente, todos nós sabemos o que isto significa. O Evento não é mais aquele acontecimento Místico que está para acontecer num futuro distante. Ele está à porta – e pode muito bem ocorrer da forma mais inesperada. É essencialmente uma configuração elaborada de dominó, onde todas as peças têm de cair sequencialmente uma por uma, e no momento certo. E como podem observar no vídeo (minuto 1:06), nem sempre tudo corre como esperado.

Alguns de vocês podem ser os voluntários na divulgação de informação e no aliviar da pressão a que os governos locais e líderes comunitários serão sujeitos, pois estes ficarão confusos e perplexos com a velocidade impressionante da evolução dos acontecimentos. Eu pretendo ser uma dessas pessoas, e o vídeo é uma boa alegoria a respeito quanto teremos de ser cuidados ao observar os acontecimentos para que tudo possa prosseguir de forma fluída.

Isso não significa necessariamente que tenhamos de ter todas as respostas – pode qualquer pessoa realmente afirmar saber tudo sobre o que está a acontecer e a ordem pela qual as informações serão divulgadas? Será uma situação evoluindo de forma dinâmica, e certas tácticas podem precisar de ser descartadas e outras implementadas num abrir e fichar de olhos. Por isso é prudente ponderar a situação como sendo fluída, em que muitos milhões de pessoas estão trabalhando para garantir que o líquido flui para onde é mais necessário.

Eu publiquei alguns artigos sobre o ano passado que eu espero que sejam úteis e relevantes para os outros no que diz respeito à sua própria preparação para o Evento. No entanto, eu provavelmente escrevi 10 vezes mais que ainda não foram publicados por reconhecer a futilidade de tentar planear todos os detalhes. Recentemente, eu tive que dar um passo para trás e tentar avaliar coletivamente todos os artigos, literatura e sites que realmente contêm informações úteis.

Durante essa avaliação, concluí que a adaptabilidade é possivelmente a característica mais importante de qualquer plano pessoal previamente estabelecido, pois ninguém sabe o que vai acontecer nesses primeiros dias após o sistema financeiro encerrar. Isso significa que as mais importantes ferramentas à sua disposição são a sua mente e o seu coração. Por isso, a primeira coisa que precisa de ser preparado para o EVENTO é VOCÊ!

Alinhem os vossos corações e as vossas mentes para as transformações que se avizinham – visualizem a missão que escolheram como sendo bem-sucedida.

Eu vejo a mente eo coração como um sistema. Enquanto o cérebro é como a CPU, o coração é o mecanismo que mantém tudo em funcionamento. Isto é verdade, literalmente, na perspectiva de manter-se vivo, mas também do ponto de vista de usar a intuição e orientação interior para determinar o curso de ação mais apropriado nos momentos críticos.

Numa situação tensa, o cérebro pode bloquear, porque ele não sabe como processar informações tão rapidamente quanto possível, e o coração torna-se o seu maior aliado. Se lá no fundo você SABE que você QUER ajudar os outros, você vai ser capaz de ajudar mais eficazmente os outros durante um período de mudanças caótica.

Isso significa não apenas conhecer-se a si mesmo da melhor forma possível, mas também estar disposto a comunicar explicitamente aos outros o que seus motivos e agendas são nesses momentos cruciais.

Não é possível para uma pessoa para ter todas as informações, competências e conhecimentos, redes e experiência necessárias concretizar as acções práticas que serão necessárias para manter a calma à escala global. Mas uma pessoa pode inspirar os outros – especialmente quando em contacto directo e pessoal – trabalhar arduamente e fazer o seu melhor no período em que seja verdadeiramente necessário.

Deixe claro que suas intenções são positivas, e peça a outros que façam o mesmo. Se uma massa crítica de indivíduos chave estão todos trabalhando para os mesmos objetivos – ajudar os outros, minimizar a agitação social, garantir que os mantimentos que salvam vidas são distribuídos de forma eficiente e eficaz – não há dúvida em minha mente de que podemos ser bem-sucedidos em fazer o EVENTO acontecer e tornarmo-nos na mudança positiva para a Humanidade daqui em diante.

Isto é sobre nós, como uma espécie, ‘crescemos’ e aprendermos a assumir a responsabilidade do nosso bem-estar colectivo. Este processo começa por dentro – no cerne do nosso “estado de ser”. Cada um de nós que assumiu o desafio de informar os outros e difundir a Paz, deve acreditar no seu interior mais profundo que podemos fazer isto, e que seremos capazes de manifestar as circunstâncias necessárias para superar esses difíceis primeiros passos em direcção a uma nova realidade. Se cremos e confiamos em nós mesmos, seremos a inspiração para os outros – os principais líderes serão incentivados a fazer o seu melhor e em não se preocuparem com a incerteza do futuro, mas preocuparem-se sim com os outros seres humanos de hoje – nos momentos decisivos em que a tudo finalmente começar a acontecer.

Um breve resumo dos pontos principais:

Nota -. A fim de maximizar a utilidade deste artigo, eu incluí uma série de pontos no final que parafrasear ideias-chave. Estes são os conceitos gostaria que retivessem, e se você se esquecer tudo o resto, não faz mal. Mantenha o que é necessário e deixar o resto cair.

  • O EVENTO será o culminar de uma estrutura maciça de dominós que foi criada ao longo das últimas décadas. Mesmo que a estrutura tenha demorado um longo e penoso período de tempo a erguer, o processo atual de queda dos dominós ocorrerá, comparativamente, num ‘piscar de olhos’
  • Não importa se os seus planos pessoais são simples ou complexos, lembre-se sempre da necessidade de adaptabilidade. A sua mente e coração são as suas maiores ferramentas; seja criativo, compassivo e inspirador – seguidamente, encoraje outros a fazer o mesmo em momentos-chave.
  • Mesmo que você não tenha competências em funções críticas (por exemplo manutenção redes elétricas), deixe claro que suas intenções são positivas e peça a outras pessoas com competência nessas áreas para pensar acima de tudo naquilo que vai ajudar a maior quantidade de pessoas mais rapidamente, sem prejudicar outros. Podemos ser criticados por lógica errônea ou falhas de expressão, mas um coração puro, com intenção positiva, vai quase sempre ser respeitado e conquistar a atenção dos líderes-chave.
  • Acredite em si mesmo, e SAIBA que você pode fazer isto. Haverá assistência providenciada a partir de aliados invisíveis, por isso desligue-se dos seus medos. Reconheça que você não tem todas as respostas, mas implore aos líderes locais para ‘fazerem o que está certo “. Ter a intenção correta e conhecer-se a si mesmo é muito mais do que simplesmente memorizar centenas de milhares de detalhes. Caberá aos líderes locais posteriormente e se necessário, activar os protocolos de emergência existentes e mobilizar pessoal que não esteja de seviço. A sua tarefa mais importante é para inspirá-los a fazê-lo por Amor e Responsabilidade para com os outros seres Humanos.

Traduzido a partir do original em http://eventreference.org/2015/07/17/event-strategy-the-head-and-the-heart/

Deixar uma resposta

Top
%d bloggers like this: