Os Seres das Aves Azuis e os Seres das Esferas: você sabe o que o Amor pode fazer?

Enquanto estava em Boulder a gravar o meu novo programa na GaiaTV, “A Alma Desperta: A Ciência Perdida da Ascensão”, sentei-me com Corey Goode e David Wilcock ao longo de três episódios do seu programa de sucesso “Revelações Cósmicas: por dentro do programa espacial secreto”:

http://www.etseetc.com/2016/06/aviarios-azuis-esferas-na-arte-antiga-3o-episodio-da-5a-temporada-corey-goode-o-programa-espacial-secreto/

http://www.etseetc.com/2016/06/relacoes-simbioticas-da-ascensao-4o-episodio-da-5a-temporada-corey-goode-o-programa-espacial-secreto/

http://www.etseetc.com/2016/06/ascensao-espiritual-vs-tecnologia-5o-episodio-da-5a-temporada-corey-goode-o-programa-espacial-secreto/

Corey é um delator do Programa Espacial Secreto (PES) que conta uma história surpreendente de civilizações humanas avançadas no espaço e extraterrestres chamados de Seres Azuis das Esferas e Sere Aves Azuis, que estão a guiar a Humanidade. Centenas de milhares de pessoas têm visto as “Revelações Cósmicas” para ouvir, para dar apoio a Corey, e para defender uma remodelação da plataforma das relações ET e humanas… e um novo começo para a Humanidade, revelando o nosso verdadeiro lugar no sistema solar.

Os críticos dizem que a história de Corey é pura fantasia extraída de revistas de ficção científica da década de 1920 e 30. A primeira pergunta que David Wilcock me fez durante a entrevista era se eu achava que Corey era louco”.

“Eu não faço a mínima ideia”, eu disse. As pessoas acreditam no que querem acreditar. Ver é acreditar para alguns. Eles querem provas: fotos, vídeos, alguma coisa. Outros vêem e crêem em Corey, confiando na sua sinceridade e na validação de David Wilcock, que é conhecido pelas suas ligações a delatores e informadores sobre ET.

Tudo que eu sei é que eu gostava de conversar com os dois. Quando eu ouvi pela primeira vez a história de Corey pensei, uau, ele está a falar de dois dos meus temas favoritos: a Tribo das Aves e as Esferas Azuis que eram buracos de minhoca ou esferas da Ascensão dos antigos. Eu pensei que a qualquer momento ele poderia abordar algumas das crenças antigas sobre estes assuntos.

Já agora, nenhum destes assuntos é abordado nas revistas de ficção científica. Isto é, a menos que você leia os antigos textos religiosos dos egípcios, a literatura hindu, a tradição espiritual nativa americana e a Bíblia como ficção científica e interprete a arte cristã que retrata a Ascensão de Jesus numa esfera azul, como arte e fantasia.

Clare e eu discutimos aspectos destes temas, em particular das esferas azuis, num episódio da nossa série ARCANUM chamado “Os Tronos da Ascensão dos Antigos”. Eu revisitei o assunto directamente num episódio da “Alma Desperta” chamado “A Esfera Azul e a Alma”.

Depois de ver o meu programa e a arte histórica que apresentei, os produtores da Gaia TV imediatamente reservaram a entrevista com Corey e David. O que eu falei corrobora a história de Corey, disseram.

O resultado foi uma conversa emocionante.

Bem, e uma entrevista transformou-se em três. E muito mais ficou por discutir.

Não é todos os dias que se tem a oportunidade de preencher uma lacuna um investigador nato como David Wilcock, mas como verão no programa, isto foi exactamente o que aconteceu. A pérola que eu deixei na porta de David, estou certo, é uma prenda que vai abrir novos caminhos para ele e para todos os que seguem o seu trabalho. As minhas bênçãos para todos.

Corey ficou impressionado com as minhas fotografias do templo de Horus, em Edfu, mostrando Horus, o Deus com cabeça de falcão, pintado de azul. Ele nunca tinha visto algumas das imagens que eu estava a apresentar. As suas reações espontâneas foram perspicazes e inspiradoras. Ele fez-me lembrar de como eu me senti quando eu pela primeira vez tirei as fotos.

Screen shot 2016-06-07 at 5.07.39 AM
Horus em azul em Edfu. Foto por William Henry.
Screen shot 2016-06-07 at 5.08.47 AM

Mais, ele adorou a minha colecção das fotos de Horus em azul de Dendera. Ele ficou particularmente impressionado pelo facto de que, até cinco anos atrás, quando os egípcios restauraram o teto, as imagens azuis magníficas estavam cobertas de fuligem preta. Ninguém sabia que Horus era azul. Por falar em sincronia Divina! Nós rimos, perguntando se eles estavam à espera das revelações sobre os Seres das Aves Azuis de Corey?

Screen shot 2016-06-07 at 5.13.58 AM
Horus entronizado em Dendera, no Egipto. Foto por William Henry.
Para onde eu levei Corey e David desde aí através da minha colecção de arte da Ascensão deixou-os boquiabertos.

Neste artigo, vou partilhar algumas da ideias-chave da minha pesquisa sobre os Seres Azuis das Esferas e os Seres-Aves azuis.

Então, vou partilhar alguns dos meus pensamentos sobre a Tribo das Aves que não fizeram parte da nossa conversa. Eles têm a ver com percepção proveniente de duas fontes místicas extraordinárias, “O Feiticeiro de Oz” e Paul McCartney.

Eu sei que você vai ficar tão surpreso quanto eu sobre a relação. Primeiro uma palavra sobre sobre

O REGRESSO DAS TRIBOS PÁSSARO

Desde li o livro de Ken Carey de “O Regresso das Tribos Pássaro”, em 1992, eu parti na busca de uma antiga tribo de seres espirituais que continuamente se manifestam para os seres humanos desde há milhares de anos, até o presente, para “actualizar” Humanidade… para dar-nos, enfim… asas.

As “Tribos Pássaro” não são aves. Eles são seres celestes ou anjos que são mestres e professores da Ascensão. Carey chama-lhes o Povo das Estrelas. Eles realmente são o Povo das Estrelas, mas na vida real eles não têm asas.

O livro de Carey inspirou a minha pesquisa sobre a linguagem angelical da Tribo Pássaro, a linguagem das Aves. Eu escrevi um livro sobre isso em 1998, mas isso é uma história para outra altura.

O meu caminho levou-me até ao Egito e o homem-pássaro com cabeça de Ibis, Thoth, o professor da ressurreição e dos mistérios da Ascensão…

Screen shot 2016-06-07 at 5.30.02 AM
Thoth ressuscita o rei Seti I, vestido com a roupa Karast de Osiris, de entre os mortos com o Ankh ou a “Chave da Vida”. Foto por William Henry.
Screen shot 2016-06-07 at 5.27.13 AM
Horus, o Filho da Luz. Foto por William Henry.
…E ao Horus com cabeça de falcão, o filho de Ísis e Osíris. Nos antigos textos egípcios das Pirâmides, alguns dos mais antigos textos sobre a Ascensão no mundo, o rei falecido sobe para os portais do céu como Horus, indicando o seu papel nos “mistérios do portal estelar” do antigo Egito. Horus simboliza a vida, o corpo de Luz eterno regressando às estrelas… tornando-se um Caminhante das Estrelas na Dimensão da Bênção.

Esses mistérios dos portais estelares tornaram-se claros para mim no teto do magnífico templo de Amor e Alegria em Dendera, no Egipto, onde vemos vários membros da tribo Pássaro, incluindo Isis, a Grande Mãe Cósmica e Horus, o seu Filho de Luz de Hathor, assim como pessoas-pássaros azuis juntamente com seres humanos azuis revestidos com camuflagens de penas.

Screen shot 2016-06-07 at 5.42.24 AMScreen shot 2016-06-07 at 5.42.39 AM

Screen shot 2016-06-07 at 5.43.13 AM
Horus navega na sua Nave da Eternidade ou Arca dos Milhões de Anos.
Vemos também o homem-pássaro azul, Horus, surfando no cosmos na sua nave da eternidade, na sua nave / sol / estrela em forma de buraco de minhoca.

Screen shot 2016-06-07 at 5.43.21 AME podemos ver Horus no seu trono da Ascensão forrado a penas.

Screen shot 2016-06-07 at 5.13.58 AM
Horus no seu trono da Ascensão forrado a penas. Ele detém o Ankh e o ceptro Usa que abre as portas da Dimensão dos Abençoados.
O nosso objetivo, como seres humanos, é o de alcançar esse trono de penas da Ascensão e navegar os buracos de minhoca da Eternidade. Isto significa que estamos a tornar-se num ser de Luz, como Horus e o resto da Tribo-Pássaro e a entrar na Dimensão prometida dos Abençoados.Então aí temos. Pessoas-Pássaro e Aves Azuis no Egipto antigo. Incrível! Certo?Mas há mais.Olhando de forma mais atenta para o remendo no ombro de Horus, vemos o “logotipo” dos pássaros azuis, a serpente com asas.Screen shot 2016-06-07 at 6.13.58 AM

A serpente alada foi adotada pelos judaico-cristãos como o símbolo para os Serafins, os seres angélicos de pura Luz e Amor. Os Serafins são geralmente retratados como homens-ave de asas vermelhas. Vermelhas porque ardem com o Amor do Criador. No entanto, eles também são mostrados como anjos azuis ou homens-ave. Azul como o céu. Azul do género azul verdadeiro.

Screen shot 2016-06-07 at 6.48.30 AM

Estes “homens-pássaro-anjos” azuis são as sentinelas da porta ou portão da Terra que a liga aos reinos celestiais. É por isso que eles são mostrados formando um portão em forma de bexiga ao redor do trono de Cristo, o novo Horus.

Screen shot 2016-06-07 at 6.49.06 AM

Screen shot 2016-06-07 at 6.49.16 AM
Juízo Final, por Fra Angelico.

Os Serafins vieram à Terra para ensinar aos seres humanos a arte da Ascensão ou a transformação em anjos ou “pássaros azuis”. Ser beijado por um Serafim significa ser iniciado por eles nos mistérios da Ascensão e nos mistérios dos nossos Eus divinos.

Você consegue identificar as Aves Azuis ou Serafins na pintura abaixo? Pista. Olhe através do olho no céu.

Screen shot 2016-06-07 at 6.49.28 AM

Screen shot 2016-06-07 at 6.49.37 AM
Detalhe das Aves Azuis ou Serafins Azuis no Trono de Cristo.
A ESFERA AZULA minha pesquisa sobre a Tribo-pássaro levou-me a ser um investigador sobre a Ascensão e um especialista em explorar os segredos da arte sob a temática da Ascensão. Para mim, não há nada mais fascinante ou imperativo para nós entendermos, do que a Ascensão de Jesus. Como eu escrevi no “Segredo de Sion”,

“A Ascensão é um assunto fantástico na arte cristã, bem como um tema nos escritos místicos. Até o século 6 a iconografia da Ascensão já tinha sido estabelecida e cenas sobre a Ascensão no século 9 estavam a ser retratadas em cúpulas de igrejas. O óculo ou o olho da cúpula é considerado o Portal do Sol. A partir desta porta de entrada no topo da cúpula ergue-se o Eixo do Mundo, a ligação entre o céu e a terra. As Cúpulas, portanto, são o limiar ou a entrada para o mundo espiritual. Assim, retratando Jesus ascendendo numa / através de uma cúpula simboliza que ele viaja através do buraco de minhoca. Os Evangelhos de Rabbula em síriaco (c. 586) incluem algumas das primeiras imagens da Ascensão e apresentam aquilo que se tornou na iconografia padrão da Ascensão. Eles oferecem a primeira ilustração de Jesus a ascender num anel irradiando Luz ou incandescente, em forma de amêndoa (“portal”) voando para o Céu numa carruagem com rodas girando dentro de outras rodas e muitos olhos com asas de anjos (mostrado aqui). A amêndoa é o espaço liminar (“limiar”) onde dois círculos se sobrepõem. É um símbolo poderoso do reino psicológico e espiritual onde os opostos se fundem, onde os planos ou dimensões da existência se encontram e a transformação ocorre. O motivo das rodas que giram dentro de rodas é comparável à visão de Ezequiel. Como são o leão, o touro, o homem e a águia símbolos dos quatro evangelistas Mateus, Marcos, Lucas e João e os quatro seres que guardam o Trono de Deus”.

RabulaGospelsFol13vAscension
O Evangelho de Rabula. Cristo ascende numa esfera azul erguido por anjos.
Assim, este evangelho deu início ao tom azul para todas as futuras imagens da ascensão cristãs. No entanto, eu acredito que as imagens tiveram origem nas imagens de Horus no barco do buraco de minhoca em Denderah. Enquanto a arte egípcia mostra uma vista lateral da figura ascendente, a arte cristã mostrar o mesmo conceito vista de frente. No Egipto, vemos uma vista lateral do buraco de minhoca. Na arte cristã olhamos para a sua garganta enquanto Jesus viaja através dela. Essa é minha perspectiva de qualquer forma.Tenho vindo a recolher imagens do Cristo a ascender numa esfera azul. O significado é claro. A esfera azul é para ser imaginada como um portal ou entrada. Gostaria de saber se isso é o que Corey quer dizer quando se refere aos seres azuis das esferas.942_AscensionDomeOfItalianMosaicArtist1150-1200CorrectSanMarcoASCENSIONScreen shot 2016-06-07 at 7.47.07 AM

A Bíblia chama à esfera azul uma “nuvem” (Atos 1: 1-11), mas é claramente destinada a ser entendida como um veículo Merkaba ou um Trono. Ele tem as características dum buraco de minhoca, um dispositivo de transporte interestelar ou interdimensional.Como o livro de Atos nos diz, Jesus voltará da mesma forma que nos deixou: na nuvem / esfera azul do buraco de minhoca.

OS SERES AZUIS DAS ESFERAS

Eu não tive as experiências com os Seres Azuis das Esferas como Corey teve, mas eu tinha um encontro intenso com o olho azul de Horus, em 2002, enquanto meditava na câmara da Grande Pirâmide do Rei.

Vindo do nada, eu vi um olho azul na tela da minha Consciência irradiando felicidade para mim. Ele pairava por cima de mim. Ele estava consciente e eu sabia que estava a tentar fazer contacto comigo. Isso continuou por vários minutos.

TWO BLUE EYES

Fiquei impressionado com a experiência, ainda mais quando eu percebi que era o Olho de Horus azul que estava emanando Amor bem-aventurada para mim.

Depois desta experiência, eu sabia que iria passar o resto da minha vida a tentar entender o que aconteceu… e como viver essa sensação novamente.

Felizmente, deparei-me com o trabalho de Swami Muktananda (1908-1982), o fundador do caminho espiritual do Yoga Siddha. Embora ele não tenha abordado o Olho de Horus, ele ofereceu uma explicação para a minha experiência com base nos seus ensinamentos sobre a Pérola Azul.

De acordo com Muktananda, a experiência da Pérola Azul, também referida como o ponto azul, é a mais importante das experiências de meditação.

Quando a energia kundalini (Força de Deus que ascende pela nossa árvore interior da vida) se torna activa através da meditação mantra e sobe através dos sete chakras, muitos veem um ponto azul subtil aparecer e desaparecer na sua tela mental durante a meditação. A serpente num poste simboliza o nascer da kundalini. Os israelitas chamam a este símbolo o Neustã, e na história de Moisés levanta a serpente de cura. Quando Moisés a levantou a serpente alada manifestou a cura para os israelitas.

As escrituras descrevem esta Pérola Azul como a luz divina da Consciência, que habita em todos.

Os Budistas ensinam que através da meditação regular, prolongada e foco na Pérola Azul – ou esfera azul – experiencia-se gradualmente a sua verdadeira natureza.

Mais, a pérola azul contém e fornece acesso aos diferentes planos de existência.

Quando a Pérola Azul se expande, escreve Muktananda no Segredo dos Siddhas, um Ser azul extraordinário a que alguns chamam de Anjo Azul e se manifesta do centro do seu centro … numa esfera azul.

Como já falamos no Caminhantes das Estrelas e a Dimensão dos Abençoados, os povos xamânicos tradicionais por todo o mundo descrevem uma pérola azul, uma encantadora luz de azul requintado, que é um modo de transporte. Ela surge num flash, sem qualquer provocação ou pensamento, e abre-se como uma flor de lótus ou um buraco de minhoca.

MAN IN SAPPHIRE BLUE
O Homem de Azul Safira por Hildegaard de Bingen. Jesus, o Ser Azul, manifestou-se a Hildegaard numa visão.
Este ser é chamado o Senhor Azul. A visualização do Ser azul é considerada a realização da forma de Deus.
Screen shot 2016-06-07 at 6.50.05 AM
Na pintura de Hieronymus Bosch, Cristo aparece como um Serafim azul a João, O Revelador.
O Ser Azul, a personificação da Consciência de Deus, é feito de uma luz extraordinária, diz Muktananda.À medida que a Consciência se expande (ou pulsa) e permeia todo o Universo, e posteriormente se contrai, de forma semelhante o Ser Azul, a Consciência, a Grande Luz, mais uma vez torna-se na Pérola Azul, tão pequena quanto uma semente de sésamo ou mostarda, e reentra no corpo através dos olhos.A visualização do Ser Azul leva ao conhecimento completo.Você pode imaginar uma essência-semente dentro de si, uma partícula de Azul Divino – também chamada de Maçã Azul, uma pedra azul ou uma pérola azul – que floresce numa nova pele ou vestuário (azul) e abre caminhos no espaço que permitem o acesso imediato a outros sistemas de estrelas ou até mesmo galáxias a biliões de kilómetros de distância… caminhos que nos levam de volta à Fonte?PARA ALÉM DO ARCO-ÍRIS

Estranhamente (ou talvez não), todo esse simbolismo surge em conjunto na canção “Somewhere Over the Rainbow”, que alguns acreditam que é das mais assustadoramente belas e mais esotéricas canções jamais escritas. Ele certamente capta a essência do nosso desejo: voltar para casa ou para tornar a nossa casa actual mais próxima da nossa casa “real”.

Aqui está a letra:

Algures além do arco-íris, muito alto

Há uma terra que eu ouvi uma vez numa canção de embalar

Algures além arco-íris o céu é azul

E os sonhos que você ousa sonhar realmente tornam-se realidade

Algures além do arco-íris pássaros azuis voam sobre o arco-íris.

Porquê então, então, oh, porque é que eu não posso?

Se pequenos e felizes pássaros azuis voam sobre o arco-íris porque é que, oh porque é que eu não posso?

A mensagem da canção é a de que você pode voar com os pássaros azuis. Você pode alcançar o Corpo de Luz do arco-íris. Os sonhos concretizam-se.

Como?

Ao meditar sobre a Pérola Azul e conhecer os segredos das tribos dos pássaros.

OS PÁSSAROS AZUIS SABEM PARA O QUE É QUE O AMOR É… E O QUE PODE FAZER

Agora, vamos voltar à metafísica da canção de Paul McCartney “Bluebird”.

À noite já tarde, quando o vento é está parado eu virei a voar através da sua porta

E você vai descobrir para que é o Amor

Eu sou um pássaro azul, eu sou um pássaro azul, eu sou um pássaro azul,

Eu sou um pássaro azul

Yeah, yeah yeah

Pássaro azul como “uma metáfora para o poder transcendente do Amor e da libertação do espírito humano da escravidão mental e física”.

Eu não consigo pensar numa forma melhor de descrever a missão da tribo dos pássaros azuis dos mitos antigos e da tradição sagrada.

Como McCartney intuiu, os pássaros azuis do passado, incluindo o Horus, eram mensageiros do Amor que vieram através da porta secreta e trouxeram o segredo do poder do Amor para transformar o espírito humano.

McCartney novamente:

Toque os teus lábios com um beijo mágico

E você será um pássaro azul também

E você vai saber o que o Amor pode fazer

Voar para longe através do ar da meia-noite

Conforme caminhamos através do mar

E finalmente seremos livres

Você é um pássaro azul, você é um pássaro azul

Você é um pássaro azul, você é um pássaro azul

Yeah, yeah yeah

Você é um pássaro azul, você é um pássaro azul, você é um pássaro azul, Yeah, yeah yeah

Pássaro azul, ah, ha pássaro azul, ah ha pássaro azul

Sim, nós podemos voar sobre o arco-íris como os pássaros azuis.

Podemos saber o que o Amor pode fazer.

Ser tocado pelo beijo Amoroso de um Serafim azul é a experiência humana final.

A prosseguir.

Sobre William HENRY

William Henry é um autor que reside em Nashville, investigador mitologista e apresentador de TV. Ele é uma autoridade internacionalmente reconhecido sobre o potencial espiritual humano, a transformação e a Ascensão.

Deixar uma resposta

Top
%d bloggers like this: