Wikileaks revela que General da Força Aérea Norte-Americana está envolvido na Divulgação Extraterrestre e dos Programas Espaciais Secretos

wikileaks-outs-usaf-general-involved-in-secret-space-program-disclosure-768x480

Entre as mais recentes revelações de emails lançadas pelo Wikileaks está o nome de um general da Força Aérea dos EUA envolvido numa iniciativa liderada pela estrela de rock Tom DeLonge, para revelar a verdade sobre os OVNIs e os programas espaciais secretos. Este General foi o director de uma unidade de pesquisa de topo da força área Norte-Americana na base de Wright Patterson até 2013, e tem secretamente ajudado DeLonge a montar uma equipa de dez assessores para abordar a questão de como revelar ao mundo a verdade sobre os OVNIS e os programas espaciais secretos da Força Aérea Norte-Americana que usam tecnologias de antigravidade.

O e-mail hackeado era dirigido a John Podesta, presidente da campanha presidencial de Hillary Clinton, e datado de 25 de Janeiro de 2016, e tinha como assunto “General McCasland”:

Ele mencionou que ele é um “céptico”, mas não é. Eu trabalho com ele já desde à quatro meses. Eu acabei de lhe fazer uma apresentação de quatro horas sobre todo o projecto à algumas semanas atrás. Confie em mim, já estamos a ser aconselhados sobre como fazer tudo isso. Ele só tem que dizer isso em voz alta mas ele é muito, muito consciente – visto que ele estava encarregue de todas as coisas. Quando a queda em Roswell aconteceu, eles enviaram-no para o laboratório da base aérea de Wright Patterson. O General McCasland foi encarregue desse exacto laboratório até à um par de anos atrás. Ele não só sabe o que eu estou a tentar alcançar, como ele ajudou a montar a minha equipa de assessoria. Ele é um homem muito importante.

Cumprimentos, Tom DeLonge

Podesta já havia sido mencionado por DeLonge como um “funcionário que trabalha com ele para revelar a verdade sobre os OVNI’s. O envolvimento de Podesta em iniciativas de Divulgação OVNI está bem documentada, e envolve o período em que esteve ao serviço tanto na administração Clinton como na de Obama.

Sem dúvida, a mais significativa entre as muitas declarações de Podesta sobre OVNI’s e o sigilo governamental foi o seu tweet no último dia em funções como Conselheiro Sénior do Presidente Obama, onde ele revelou:

podesta-ufo-tweet
E finalmente, o meu maior falhanço de 2014: mais uma vez não ter conseguido a divulgação dos ficheiros OVNI. Jonh Podesta

No início de 2016, DeLonge foi co-autor do livro Máquinas Sekretas: perseguindo sombras, que é o primeiro de uma série prevista de livros e documentários de multimédia prevista que prometem destapar o véu sobre os programas espaciais secretos e o fenómeno OVNI.

Em Máquinas Sekretas, DeLonge descreve um general sem nome que o ajudou a montar uma equipa de consultores para promover o processo de Divulgação:

Eu tive reuniões em salas misteriosas no meio do deserto. Eu tive reuniões ao mais alto nível na NASA. Eu tive conversas em centros de pesquisa, grupos de reflexão e até mesmo no telefone ligado a instalações secretas. Fui apresentado a um homem a quem chamo de “O Cientista” e outro a quem eu chamo de “General”. E há muitos mais sobre os quais eu não posso falar, mas alguns tornaram-se verdadeiros amigos e todos se têm tornado conselheiros próximos. Cada um desses homens ocupou ou ocupa atualmente os mais altos cargos das forças armadas e da elite científica. O ponto a reter aqui é que eu fiz isso. Eu montei uma equipa de homens e mulheres com “conhecimento de causa”. E todos eles acreditam que eu estou a fazer algo importante, algo que faz o seu tempo e o meu valer apena. [in Máquinas Sekretas – pág. Kindle 95-100]

130409-f-jz004-207-240x300

O Major General William N. McCasland (Força Áerea dos Estados Unidos, aposentado)

Com a divulgação do Wikileaks, sabemos agora que o general não identificado é o Major-General William N. McCasland, que até 2013 foi o comandante de um Laboratório de Pesquisa de topo da Força Aérea Norte-Americana.

Aqui está uma breve biografia de McCasland antes de se aposentar:

O Major General William N. McCasland é o comandante do Laboratório de Pesquisa da Força Aérea na base aérea de Wright-Patterson, no Ohio. Ele é o responsável pela gestão científica da Força Aérea como um programa de pesquisa tecnológica de 2.2 biliões de dólares assim como outro programa de pesquisa adicional e desenvolvimento financiado por clientes no valor de mais 2.2 biliões de dólares. Ele também é responsável por uma força de trabalho que totaliza aproximadamente 10.800 pessoas na componente de laboratório, a 711.ª Ala de Desempenho Humano e o departamento de investigação científica da Força Aérea.

A biografia de McCasland revela claramente que ele tinha a base científica e técnica necessária para estar muito familiarizado com o tema das tecnologias aeroespaciais avançadas relacionados com o fenómeno OVNI.

McCasland, no entanto, não é o único General da Força Aérea a apoiar DeLonge. Na contracapa de Máquinas Sekretas, surge uma recomendação de outro general aposentado da Força Aérea dos EUA, cuja missão militar no passado foi a de assistente especial do Comandante do Comando Espacial da Força Aérea. Aqui está o que o Major General Michael Carey afirmou:

Máquinas Sekretas apenas arranhou a superfície sobre “a quem” nós confiamos a nossa tecnologia classificada – certamente os nossos adversários estão cientes dos nos feitos, visto eles fazerem o mesmo, mas e os nossos cidadãos, os nossos políticos e até os mesmo nossos próprios militares? Tom DeLonge e A. J. Hartley criam uma narrativa convincente descrevendo o jogo do “gato e rato” que é intemporal entre adversários estratégicos. Se tem existido sob o mar, sobre a superfície da terra e os seus céus por que não acreditamos que ocorre no espaço? Os nossos líderes militares têm afirmado que o espaço é um ambiente disputado já desde à muitos anos. Talvez devêssemos acreditar neles! – Major General Michael J. Carey

Com as revelações do Wikileaks agora sabemos o nome e o pano de fundo do General da Força Aérea Norte-Americana directamente envolvido na iniciativa de Divulgação de DeLonge. A recomendação de Carey para Máquinas Sekretas de DeLonge confirma que pelo menos dois funcionários séniores e outros mais da Força Aérea dos Estados Unidos, secretamente, apoiam a iniciativa de Divulgação de DeLonge.

Em Máquinas Sekretas, Tom DeLonge dispende muito tempo a descrever o envolvimento de empresas no desenvolvimento de um programa espacial secreto envolvendo a Força Aérea dos Estados Unidos. Segundo ele, um consórcio global de corporações, secretamente financiou o desenvolvimento de “triângulos voadores” TR-3B usando os princípios da antigravidade e campo de torção adotados a partir das experiências realizadas na Alemanha nazi, e mais tarde por engenharia reversa pela Força Aérea Americana.

tr-3b-768x676

Isso resultou no desenvolvimento de um esquadrão de TR-3B na instalação altamente secreta pertencente à área 51, a S-4 em Papoose Lake. A Agência de Inteligência do Comando de Defesa Espacial da Força Aérea dos Estados Unidos é responsável pelo TR-3B ou o “Gafanhoto”, operando a partir da S-4 de acordo com Delonge, como lhe foi transmitido pela sua equipa de assessoria que agora sabemos que incluia McCasland.

Delonge passou a explicar em Máquinas Sekretas que o TR-3B é um militar EUA combinados e veículo aeroespacial produzido de forma combinada por corporações e militares, capaz de operar tanto perto da superfície da Terra como um avião convencional como na órbita baixa da Terra como uma nave espacial. Ele descreveu veículos “Gafanhoto” de tamanhos diferentes, tendo os maiores várias centenas de metros de diâmetro.

Num artigo anterior foi discutida a possibilidade de DeLonge fazer parte duma iniciativa de “Divulgação limitada” onde alguns, mas não todos os aspectos dos vários programas espaciais secretos são revelados publicamente. É plausível que McCasland e o resto da equipa de consultoria de dez funcionários corporativos e militares que aconselham DeLonge, possa fazer parte de uma operação de revelação limitada destinada a vazar informações sobre o que tem acontecido na Área 51 a fim de proteger o secretismo dos programas secretos mais importantes a serem desenvolvidos noutros lugares.

© Michael E. Salla, Ph.D. Nota de direitos autorais.

Leitura adicional:

Fonte: http://exopolitics.org/wikileaks-reveals-usaf-general-involved-in-ufo-secret-space-program-disclosures/

Deixar uma resposta

Top
%d bloggers like this: