Esta é a Razão pela qual os Protectores Solares na Realidade AUMENTAM o Risco de Cancro da Pele

Contrariamente à crença popular, usar protector solar irá aumentar o risco de melanoma. Os ingredientes do protector solar inibem a síntese do óxido nítrico induzível (iNOS). Os protectores solares previnem a vermelhidão induzida pelos raios UV, que ocorre em parte através da acção do óxido nítrico (NO), sintetizado pela pele. Mas o NO é uma importante molécula imunorreguladora e é crucial na indução da resposta imune aos tumores mediada pelas células.

De acordo com um artigo no Melanoma Research:

read more

As Convicções Anti-Vacinação de Gandhi soam a Verdade, quase Um Século Depois

Há quase um século, Gandhi publicou um livro onde ele desconstruía os perigos e a falta de eficácia das vacinas e as agendas que as motivavam. As suas palavras ressoam como verdadeiras, agora mais do que nunca.

O tópico das vacinas na internet tem sido tema de controvérsia. Não só Gandhi assumiu o que muitos hoje consideram ser uma posição “anti-vacinas” extremista, como também alguns têm questionado se ele alguma vez fez essa declaração ou semelhantes.

“A vacinação é uma prática bárbara, e é uma das mais fatais de todas as ilusões actuais do nosso tempo”. “Aqueles que são objectores conscienciosos à vacinação devem, se necessário, ficarem isolados contra o mundo inteiro, em defesa da sua convicção”. Mahatma Gandhi

A verdade é que esta citação apenas arranha a superfície da crítica mordaz que Gandhi fez sobre os perigos, ineficácia e malfeitorias associadas às campanhas de vacinação no seu tempo. Gandhi, é claro, é o mais célebre anti-imperialista da história, tendo quase sozinho desencadeado o movimento da independência da Índia do domínio colonial britânico. Ele era extremamente sensível às formas ocidentais de controlo e opressão, e pôde aplicar seu intelecto à forma pela qual o estabelecimento médico ocidental estava a forçar milhões de índianos a sucumbir à prática insalubre da vacina contra a varíola e a praga.

read more

A Verdadeira Razão pela qual o Trigo é Tóxico (e não é por causa do Glúten)

As histórias tornaram-se demasiado frequentes para serem ignoradas.

Emails de pessoas com problemas alérgicos ou digestivos relativos ao trigo nos Estados Unidos não tiveram nenhum sintoma quando comeram massa nas férias em Itália.

Pais confusos a questionarem-se porque é que o consumo de trigo às vezes desencadeia reações auto-imunes nos seus filhos, mas não noutros momentos.

Na minha própria casa, durante muito tempo, eu questionei-me porque é que o meu marido podia comer o trigo que eu preparo em casa, mas ele ficava com efeitos digestivos negativos quando comia o mesmo num restaurante.

read more

As 7 formas através das quais o leite e os produtos lácteos estão a fazê-lo ficar mais doente

Recorda-se da publicidade sobre o leite que você costumava ver quando era garoto, alegando que o leite “fazia bem ao corpo”? Acontece que isso pode não ser verdade, de todo. Na realidade poderá ser exactamente o oposto. Novas evidências continuam a surgir e sugerem que beber leite de vaca não é realmente natural e não é verdadeiramente bom nem necessário para nós, de todo. Não é uma coincidência que aproximadamente 65 a 75 por cento da população humana total no nosso planeta têm uma capacidade reduzida de digerir a lactose após a infância. Em alguns países, mais de 90% da população adulta é intolerante à lactose.

read more

Nenhuma das principais indústrias do mundo seria lucrativa se pagasse pelo Capital Natural que usa

A noção de “externalidades” tornou-se familiar nos círculos ambientais. Refere-se aos custos impostos pelas empresas que não são pagos por essas empresas. Por exemplo, os processos industriais podem colocar poluentes no ar que aumentam os custos de saúde pública mas o público, e não as empresas poluentes, é que paga a conta. Desta forma, as empresas privatizam os lucros e nacionalizam os custos.

Embora a noção seja incrivelmente útil, especialmente na associação das preocupações ecológicas com as económicas, eu sempre tive minhas reservas sobre ela. Os ambientalistas dos dias de hoje adoram falar na linguagem da economia – porque lhes dá credibilidade – mas eu me preocupo-me com o envolvimento dessa mesma noção com conceitos técnicos desprovidos de emoções pois estimula um efeito narcotizante. Isso traz à mente o incrementalismo: aumente alguns impostos aqui, aperte um regulamento acolá e o gigante industrial poderá continuar a fazer tudo da mesma forma. No entanto, se levarmos a ideia a sério, não apenas como um fenómeno contabilístico, mas como uma descrição profunda das práticas humanas actuais, as suas implicações serão positivamente revolucionárias.

read more

Múltiplas Vacinas Infantis Associadas ao Aumento da Mortalidade

Um novo estudo publicado na revista Vaccine trouxe à luz um lado obscuro e extremamente perturbador, ainda que na práctica não seja reportado, das campanhas de imunização nos países sub-desenvolvidos, ou seja, a constatação de que a mortalidade infantil às vezes aumenta quando aumenta o número de vacinas co-administradas. Uma descoberta diametralmente oposta à crença amplamente difundida de que a vacinação é sempre uma intervenção que salva vidas e que quanto mais vacinas forem administradas aos bebés, melhor.

read more

“O Número de Deus”: As Origens do “UM”

Símbolos Matemáticos – imagem representativa

De acordo com Plotino (filósofo grego do século III dC), o “UM” é a realidade e a Fonte última de toda existência (Yael, 2006). Filo de Alexandria (filósofo judeu-egípcio nascido durante o século I aC) considerou o número “UM” como o número de Deus e a base para todos os números (“De Allegoriis Legum“, ii.12 [i.66]). Como todas as verdades, a natureza fundamental do “UM” é recorrente no tempo. Um exemplo é a evolução do signo escrito 1. Como a imagem abaixo mostra, começou com uma linha horizontal usada pelos indianos, e transformou-se e evoluiu até que surgiu novamente como uma linha, desta vez vertical. A busca pelo significado do “UM” está em curso ainda nos dias de hoje. Por exemplo, no início do século passado, o matemático e génio místico Ramanujan acreditava que todas as unidades emergiam do produto entre o zero e o infinito (Saymal e Ravi, 2016). E, no que a isso diz respeito, quem somos nós para questionar o homem que conheceu o infinito.

read more

Como os Vegetarianos e os Veganos podem Evitar as Deficiências Nutricionais mais frequentes

Como os Vegetarianos e os Veganos podem Evitar as Deficiências Nutricionais mais frequentes.

Na sua essência, todas as vitaminas e minerais necessários para o corpo humano ser saudável e vibrante podem ser encontrados em partir de fontes naturais, não-animais. No entanto certos nutrientes são mais difíceis de obter devido aos métodos modernos de produção de alimentos. A melhor forma de evitar deficiências alimentares ao ter uma dieta vegetariana ou vegan é consumir uma abundante quantidade de frutas frescas, legumes, grãos, e nozes. Comer uma dieta equilibrada e variada composta por alimentos que são naturalmente abundantes em vitaminas e minerais dará ao seu corpo um elevado nível de nutrição.

read more

Caminhando na Direcção do TEMPO CERTO: O Evento, A Cenoura, A Dupla-fenda e a Progressão Geométrica

O Problema do Objet Petit a.

Uma coisa que bloqueia muitas vezes a aplicação das Leis da Manifestação é definitivamente a nossa compreensão do “Tempo”.

No mundo ocidental fomos ensinados que, para chegarmos ao ponto A desde o ponto B devemos demorar o menor “Tempo” possível. Estamos sempre a correr entre o ponto A e o B.

Em oposição directa, a filosofia oriental apregoa que, para alcançar o tempo B desde o tempo A, deveremos utilizar o menor “espaço” possível. Dessa forma também não é uma coincidência que muitos idiomas orientais (o chinês e japonês por exemplo) sejam pictóricos e tenham múltiplos significados possíveis para cada caractere. Isso acontece porque eles não são lineares.

read more

A Revisão pelos Pares: “A Ciência perde a Credibilidade à medida que muitas Pesquisas demonstram serem Falsas”

A ciência de hoje, em todos os campos, é atormentada pela corrupção. No entanto, na maioria das vezes, as tentativas de consciencialização sobre a fraude científica – uma questão que poucos jornalistas têm estado dispostos a abordar – são atendidas com a resposta: “Bem, é revista pelos pares ou não?”

Embora a boa ciência devesse sempre ser revista, usar esse rótulo como uma forma de credibilidade pode ser perigoso, pois faz com que as pessoas descartem a pesquisa de novas informações instantaneamente se não o for, particularmente quando essas informações colidem com as crenças há muito tempo enraizadas na Consciência humana via marketing de massas, educação e muito mais.

read more

Top
%d bloggers like this: