O VÉU

O VÉU

Chegou a hora de transmitir mais informação sobre os Arcontes e, como estamos entrando no período em que o destino deste planeta está a ser decidido, as pessoas precisam de ser informadas para que melhores escolhas possam ser feitas.

Acerca de 26.000 anos atrás os Arcontes declararem este planeta como sendo propriedade sua e todos os seres que nele vivem como os seus reféns e escravos. Eles declararam este planeta como sendo propriedade sua se criaram uma quarentena pelo que cada entrada ou saída de veículos espaciais deste deste planeta necessita de uma autorização especial dos Arcontes. Esta é a razão para a “não-interferência” de muitas civilizações, da qual muito se ouve falar. A raça humana estava a ser mantida refém pelos Arcontes durante todos esses milénios e depois de ter sido mantida num sistema de circuito fechado que a obriga a reencarnar no mesmo lugar vezes sem conta, a amnésia e letargia instalaram-se. O tempo da amnésia está quase no fim. Após 21 de Junho deste ano, as operações de salvamento coordenadas pela raças de ETs positivas vão subir de intensidade.

No passado, a única forma que um ser humano tinha de escapar à quarentena era através do processo da Ascensão, durante o qual ele tinha de se libertar de todos os apegos às realidades físicas, etéricas, astrais e mentais onde os Arcontes podiam operar. Uma opção alternativa para alcançar a liberdade viajando para outros sistemas estelares vai ser disponibilizada para a Humanidade assim que a quarentena se dissolver.

Veil

Os Arcontes sustentam o seu controlo numa tecnologia especial que é chamada o Véu. É uma grelha de frequências eletromagnéticas no plano astral inferior e, em particular, no plano etérico, estendendo-se até à altura máxima de 13,84 Km acima e abaixo do nível do solo da superfície do nosso planeta o que, em grande medida, impede a Luz de penetrar a quarentena da Terra. O Véu está a ser operado pelos Arcontes não-físicos. Esta tecnologia poderia ser melhor descrita como um HAARP etérico. Esta tecnologia distorce a estrutura do tempo / espaço ao nível quântico e, assim, cria grandes dificuldades para os sistemas de propulsão das naves das forças ET positivas. No passado, isso dificultou o progresso das raças de ETs positivas em relação a este planeta de forma significativa.

Para além de manter os bons ETs afastados, o Véu tem uma função de programação / reprogramação da população humana e de a manter no processo de reencarnação / reciclagem . Agora vou indicar alguns dos principais programas astrais / etéricos para os seres humanos encarnados, actualmente activos:

1) A redução da consciência e do corpo de luz / desativação do merkaba. Este programa é mantido com tecnologia de ressonância de ondas etérica.

2) O bloqueio do livre arbítrio e da iniciativa positiva. Este programa é mantido com a tecnologia de infra-sons etérica. Parte desse som precipita-se para o plano físico e algumas pessoas podem ouvi-lo como um zumbido de muito baixa frequência. Esta foi a fonte dos sons misteriosos que as pessoas ouviram no início de 2012 e não a destruição de bases militares subterrâneas profundas, como algumas fontes erroneamente relataram. Os  infra-sons bloqueiam certas áreas no cérebro físico e a iniciativa positiva. Estes infra-som são também a causa de cansaço fora de vulgar de que muitas pessoas sofrem sem qualquer razão aparente.

3) A redução da inteligência. Isto é feito por indução de campos magnéticos fortes sobre o cérebro etérico e sobre a membrana entre o cérebro físico e etérico sendo que isto perturba o processo do pensamento. Este programa resulta no enevoamento da mente, esquecimento e falta de foco.

4) Indução da desarmonia nas relações. Isto é feito violando os chakras do corpo etérico e criando frequências dissonantes na membrana da aura com infrassons etéricos. Este programa resulta na separação artificial entre o amor e a sexualidade, no enclausuramento do coração, na hiperatividade da mente e no desequilíbrio entre entre os princípios feminino e masculino.

5) Induzir a pobreza. Isso está a ser feito pela projecção de hologramas / imagens de pobreza  para o cérebro etérico.

6) Divisão em subculturas. Este programa funciona alvejando as diferentes subculturas com imagens holográficas etéricas opostas e específicas e, assim, criando a divisão entre elas.

7) Padrões alimentares / obesidade. Este programa é induzido ao projectar imagens de um determinado alimento que cria a obesidade, para o cérebro etérico.

8) O Olho Que Tudo Vê. Este programa espião opera a partir do plano etérico e monitoriza toda a actividade dos seres físicos e, depois, relata isso para os Arcontes não-físicos.

9) Implantes. Estes são cristais etéricos / astrais que foram colocados na aura de cada ser humano um pouco antes da encarnação, visto essa pessoa precisar de descer dos planos astrais mentais / superiores através do astral / etérico menor para o físico, a fim de encarnar. Esses implantes removem a memória das encarnações anteriores e são a principal razão pela qual a maioria não se lembra de vidas passadas, nem das entidades Arcontes dominantes no planeta. Os implantes são chamadas poeticamente de “véu do esquecimento”.

Haviam também implantes físicos. Os implantes físicos eram muito populares na Atlântida, mas foram interrompidos após a queda da mesma. Houve uma tentativa de reintroduzir implantes físicos após a II Guerra Mundial, com biochips físicos que foram colocados na grande maioria dos seres humanos através dos programas de vacinação. Esta é a principal razão pela qual a OMS tornou a vacinação obrigatória. Os biochips físicos reforçavam outras programações, mas foram com sucesso completamente eliminados da população humana acerca de dois anos atrás com uma tecnologia especial que podia ser operada à distância, desenvolvida pelo Movimento de Resistência. Portanto, os temores sobre a Nova Ordem Mundial colocar biochips na população humana não se baseiam na realidade uma vez que a população já tinha sido implantada com biochips e esses mesmos biochips também foram removidos sem que ninguém realmente se apercebesse.

Os Arcontes reactivaram e renovaram o Véu no início de 1996 após o despertar em massa que aconteceu no início dos anos 90 que tornaram a intervenção das raças de ETs positivos neste planeta uma possibilidade real. Isso foi feito com cerca de 200 explosões nucleares no plano astral inferior e planos etérico. Essas explosões nucleares não-físicas criaram uma racha no tecido do espaço / tempo que abriu buracos de minhoca através dos quais muitas entidades reptilianas invadiram o planeta Terra a partir do espaço exterior e infestaram o plano astral e etérico. O véu foi reactivado novamente em Dezembro de 2004 após o despertar em massa à presença Deusa que aconteceu após o primeiro trânsito de Vênus em junho de 2004 e depois de algumas operações bem-sucedidas da frota Pleidiana no sentido de libertar este planeta. Agora, após a o segundo trânsito de Vênus em Junho de 2012 esse despertar está a acontecer novamente. Desta vez, o Véu não pode ser reforçado pois não há forças ET físicas ou não-físicos negativas no espaço sideral para invadir o nosso planeta. Estamos, portanto, muito perto da vitória final.

O sucesso das nossas meditações em massa foi tal que cerca de 70% do Véu no plano astral e cerca de 35% do Véu no plano etérico já foi removido. Portanto, é muito importante que continuemos com meditações em massa até que o trabalho seja concluído completamente e o Véu removido. Isto está programado para acontecer no período de 7 meses que começou em 20 / 21 Maio com a reinicialização da grelha energética e que será concluído a 21 de Dezembro  de 2012.

Os Arcontes físicos e o resto da Cabala física podem ser removidos muito antes do Véu ter completamente desaparecido.

Os Arcontes físicos e não físicos têm um plano com o nome de código “Doom33” para evitar que as detenções em massa aconteçam. De acordo com esse plano, quando as detenções em massa começarem, os Arcontes não-físicos dariam um sinal através de rituais de ocultismo para o topo dos Arcontes físicos dentro da organização SMOM (Cavaleiros de Malta) e entre os maçons de 33 º grau. Essas pessoas, então, dariam ordens através das suas ligações no interior das agências militares e secretas para criar o máximo de destruição e devastação possível. Isto estariam em sintonia como o conceito de Armagedão  e as profecias do Fim dos Tempos que são altamente respeitadas entre os Arcontes físicos. Eles fariam qualquer coisa para ver essas profecias cumpridas. Você não precisa ter medo desses planos pois as forças da Luz têm planos detalhados para evitar que a maior parte dessas profecias nunca aconteçam.

Os Jesuítas Arcontes físicos ainda estão no controlo do programa de computador de inteligência artificial de lógica difusa que gere o sistema financeiro e do qual o  Benjamin Fulford fala. O Movimento de Resistência implantou nesse sistema um vírus informático no dia da Reinicialização da Grelha Energética a 20 / 21 Maio  [2012] e agora pode reiniciar o sistema financeiro quando isso for necessário para as operações das forças da Luz.

Os arcontes físicos jesuítas perderam muito poder sobre a população em geral na revolução de Março, em 1848/1849. A maioria deles mudou-se para os planos astral e etérico mais baixos. Aqueles que permaneceram no plano físico ainda controlam a Humanidade indirectamente, através dos Rothschilds. Os Rothschilds não operam de forma independente, mas obedecem às ordens dos seus senhores jesuítas Arcontes.

O Solstício de 2012 é o ponto de viragem em que muitas coisas sobre os Arcontes e situação planetária serão decididas. O gráfico de inovação de linhas temporais de Sheliak mostra uma diminuição drástica na entropia até 21 de Junho , e que revela este ponto de viragem:

2012 Sheliak

Traduzido do original em “The Veil”, publicado no dia 18 de Junho de 2012

1 comentário sobre “O VÉU

Deixar uma resposta

Top
%d bloggers like this: