Planeta X

X

Tem havido muita conversa recentemente nos mídia sobre a potencial de descoberta do Planeta X, ou Planeta Nove, como lhe chamam agora:

http://www.sciencemag.org/news/2016/01/feature-astronomers-say-neptune-sized-planet-lurks-unseen-solar-system

https://en.wikipedia.org/wiki/Planet_Nine

Embora esta ainda não seja a descoberta oficial do Planeta X, é um passo na direção certa. Isto faz parte do processo de Divulgação gradual em curso. A cabala suprimiu o conhecimento sobre a existência do Planeta X durante décadas. Você pode querer saber que o Maui High Performance Computing Center (MHPCC) controlado pelo quimera, intercepta todos os dados recolhidos por todos os principais observatórios astronómicos no mundo inteiro, e apaga todos os dados que possam levar à descoberta directa do Planeta X:

https://en.wikipedia.org/wiki/Air_Force_Maui_Optical_and_Supercomputing_observatory

Há oito anos, o cientista japonês Patryk Lykawka publicou um artigo científico que previu a existência de um planeta hipotético muito próximo do Planeta X real nas suas características orbitais:

http://allesoversterrenkunde.nl/!/!/actueel/artikelen/_detail/gli/the-mystery-of-planet-x/

http://arxiv.org/abs/0712.2198

http://arxiv.org/ftp/arxiv/papers/0712/0712.2198.pdf

É claro, a sua pesquisa não recebeu a cobertura da imprensa internacional como o actual anúncio de Mike Brown teve, pois estava demasiado perto da verdade.

Apenas para refrescar a vossa memória, aqui estão as características do Planeta X real, que me foram dadas pelos Pleidianos:

Planet-X1

Raio: 7.500 km

Massa: 0,76 massas terrestres

Semi-eixo maior: 70 AU

Inclinação: 40 graus

Excentricidade: 0,25

O Planeta X tem um núcleo rochoso, um manto de gelo de água e uma fina camada superficial de metano congelado. Se uma sonda espacial visitasse o Planeta X à distância, ela iria encontrar uma superfície azul prateada com grandes secções de terreno liso e manchas de superfície geologicamente dinâmicas com sinais de criovulcanismo. Se a sonda chegasse perto o suficiente para a resolução das suas cameras exceder 10 metros por pixel, iria descobrir curiosas estruturas rectangulares visíveis, altamente reflectivas, nalgumas partes da superfície. Esses são os tetos de vidro das bases de sub-superfície do Movimento de Resistência e da frota da Confederação Galáctica.

E, se você ainda não adivinhou, o Planeta X não é o Nibiru.

Fonte: http://2012portal.blogspot.ch/2016/01/planet-x.html

2 thoughts on “Planeta X

  1. Ha tempos tenho ouvido falar do planeta x ou Nibiru, e sem querer , em 21 de abril deste ano fotografei uma estrela ou planeta ao lado do sol. Venho acompanhando com fotos esse astro e todos os dias ele está lá ! Por favor, alguém me informe, se não é Nibiru, o que é?

    • Olá Rossana

      O Nibiru não existe tal como alguns meios de comunicação alternativos falam. Os corpos celestes mantêm as suas distâncias relativas (aqueles que têm um núcleo vivo, não estão incluídos os cometas e asteróides) pelo que aquilo que fotografou poderá ser uma das esferas (Bio-satélites) da Civilização Central ou de outra civilização ou, como alguns advogam, a estrela irmã do nosso Sol (o nosso sistema solar é na realidade um sistema binário).

      O que na mitologia foi referenciado como Nibiru poderia ser uma descrição feita à luz do conhecimento que havia na altura da observação do mesmo fenómeno que você fotografou!

Deixar uma resposta

Top
%d bloggers like this: