Conferência da Ascensão – 3.ª parte das notas completas e revistas – Glarus, Suiça – 16 a 17 de Abril 2016

Vesica-450x338

Aviso Legal:

As seguintes notas da conferências são uma interpretação da pessoa que escreveu estas notas. Muitos dos detalhes são omitidos e algum do significado original é perdido. Elas não são as exactas palavras de Cobra e Isis.

Anotações feitas por Antares durante a conferência, e editadas por Nova Biscotti e Cobra

Para ler a 1.ª parte clique aqui

Para ler a 2.ª parte clique aqui

Para ler a 4.ª parte clique aqui

Para ler a 5.ª parte clique aqui

Isis no Sábado 16 Abril

Isis levou-nos através dos seguintes temas abaixo falados. Eu tentei descrever muitas das suas palavras e formulações que pudessem transmitir a energia da experiência tanto quanto possível para si. Na verdade, eu espero que essa energia maravilhosa que todos nós temos experienciado chegue até si. O trabalho energético durante as conferências detém um papel importante em todo o processo de nossa transformação. A meditação e mantras num grande grupo irradiam uma energia poderosa e profunda. Eu não menciono todas elas no meu texto. Antares

O CÁLICE DE LUZ

Isis Astara:

Se eu abrir a porta para a Luz, EU SOU o Cálice de Luz; com o meu corpo, a minha alma e o meu espírito. O nosso corpo físico limita-nos ao reino do espaço e do tempo. A verdade é que somos seres multidimensionais de Luz Divina. Quanto mais Consciência tivermos mais Luz irá fluir através dos nossos corpos e, por isso, crescer e crescer até que nós sejamos o Templo da Luz.

Para primeiro reconhecer os nossos corpos como templos de Luz, temos de nos libertar dos atributos que nos limitam nesse sentido. Enquanto aprendemos a libertar-nos deles, começamos a ver nossos corpos com novos olhos. Muitos termos que usamos na dualidade serviram como uma ferramenta para nos orientar, como por exemplo os termos “masculino” e “feminino”. Para experienciar os nossos corpos percebemo-nos a nós mesmos como feminino / masculino.

Os nossos corpos foram criados para a nossa alma entrar no mundo físico. Somos faíscas de Luz divinas e esta Luz preenche cada uma das nossas células. Com a nossa visão expandida agora podemos recalibrar a nossa atitude para com os nossos corpos.

O cálice simboliza o Feminino Divino, o nosso corpo aqui na Terra como sendo um portal entre dimensões. Fomos criados como mulheres / homens e, agora, podemos ser um cálice do Feminino Divino através de nossas qualidades femininas.

O nascimento da vida ocorre através deste cálice.

Vesica-450x338

A nova vida como a conhecemos começa no útero como uma espiral. O corpo feminino é certamente capaz de canalizar através de si próprio uma vida de outra dimensão para vir aqui para o reino físico. Dentro da geometria sagrada, vemos este processo como o Vesica [imagem acima]. Este, por muito boas razões, é considerado e referido como o milagre da vida. É uma tarefa importante e indispensável para as mulheres a de aprender a reconhecer isso, visto elas serem um canal para dar vida. Para os homens é muito essencial, igualmente, mergulhar no que isso realmente significa, para poderem entender, apreciar e apoiar verdadeiramente as mulheres.

Em particular agora no tempo do Retorno da Deusa é crucial trazer a energia do Feminino Divino no fluxo cósmico apropriado também para o corpo masculino. Tem de haver permissão para a Consciência feminina – no interior dos corpos femininos e masculinos. A energia quer permea-los, e ambos são as “mães” que dão origem à nova Era Dourada, canalizando a energia do Feminino Divino.

Vamos apenas começar por honrar e a respeitar a energia Feminina Divina em cada um de nós. Assim que isso acontecer, o Feminino Divino e do Masculino Divino começam a mover-se e os antigos padrões ultrapassados de ambos são curados. A Energia Masculina Divina forte precisa de uma forte energia Divina Feminina e vice-versa. Aprendemos a saber como e porque precisamos uns dos outros para entrar em equilíbrio.

As energias do Masculino Divino como a força, a coragem, o poder, dar proteção, acção, etc ajudam o homem a encontrar-se a si mesmo e também a mulher. Isto é devido ao facto de que quando um homem está na sua força Masculina Divina, ele então é capaz de apoiar a mulher para fazer com que a sua energia Feminino Divina floresça. Nós podemos transpor essa nova compreensão também para os nossos próprios processos pessoais – para os aspectos ocultos de ambas as energias dentro de nós. A energia do Feminino Divino está fortemente ligada ao corpo físico, dentro dos sentidos e das emoções. Quando estamos em equilíbrio, permitimo-nos falar a verdade, para sermos conscientemente acordados, em vez de funcionar no velho padrão de lutar pelas nossas vidas, de sermos a vítima e de vermos tudo como muito difícil.

Que a participação na Conferência Ascensão faça a sua parte, para nos ajudar a entender como sair do papel de vítima. Em muitas das nossas relações – com nós mesmos, bem como com os outros – nós ficamos presos em várias condições: experienciamos depressão, a falta de força e sentimos a estagnação no progresso pessoal. Tudo isso tem estado codificado no nosso ser até o presente momento. Agora é hora de abandonar esse velho papel. As novas energias, em particular as dos últimos meses, não permitem que qualquer um desses jogos persista por muito mais tempo. As energias estão a fazer com que nos elevemos acima do drama.

Ser o cálice do Feminino Divino e do Masculino Divino significa ser um mestre do nosso campo energético. Assim ficamos a conhecer o jogo. Sair do estado de vitimização nas relações é essencial para dominar o momento do “AGORA”. O passado não é importante, o futuro ainda não chegou. Assim, a única coisa que podemos fazer é dominar o presente momento, não importa qual seja a situação. Não existem mais razões para o drama, não há necessidade de sermos agressivos ou dominante!!!

E porquê? Após o fim do calendário Maia o tempo linear chegou ao fim. Desde a mudança para o alinhamento com o coração Galáctico percepcionamos o tempo de forma diferente, como a energia em espiral. Está a tornar-se importante para nós entender que devemos parar de ver os nossos corpos como feminino ou masculino unicamente. Como o cálice do Amor que nós somos, nós respeitamos os nossos próprios seres e mudamos a nossa perspectiva dos nossos corpos para longe da visão materialista da visão divina. Somos todos parte do mesmo campo de energia, da mesma matriz.

Torus-Mensch-450x427

Todas as nossas células contêm a Centelha Divina, como acontece em toda a natureza. No mundo exterior mais do que nunca, tudo o que nós irradiamos manifesta-se em realidade.

Agora é o momento das mulheres decidirem realmente respeitar a energia divina masculina, e para os homens decidirem acolher plenamente o masculino sagrado, assim como também realmente respeitarem o feminino divino nas mulheres. É realmente uma decisão. Os homens não precisam mais de ter medo das mulheres, do seu poder – através do qual elas estão em posição de fazer nascer a vida. O corpo feminino já é um cálice Divino ser capaz de fazer nascer a vida. Trazer a vida de outra dimensão para aqui é um enorme acto que, por vezes, dá a essa força elemental uma dimensão que pode parecer um pouco ameaçadora. Até agora, por um lado, os homens tinham medo dessa energia e eles reagiram com controle e domínio e, por outro lado, para as mulheres é de extrema importância parar imediatamente de castrar os homens para mantê-los fracos, criticando-os por fazerem ou não fazerem isto ou aquilo. Os homens reagem às críticas fornecendo pouco apoio, o que leva a mais críticas ainda.

Os chakras ods nossos corpos têm cores do arco-íris. A luz branca é um arco-íris. Ambos os corpos são sagrados e eles são portais de Luz. EU SOU SAGRADO = A LUZ É SAGRADA. É o mesmo.

Assim que sair do estado de julgamento e pararmos de ignorar Verdade Divina identificamos a Criação como a verdadeira Essência. Isis avisa que já sabemos tudo aquilo sobre o qual ela está a falar.

Chakra Picture-300x450

Todas as nossas células contêm a Centelha Divina, como acontece em toda a natureza. No mundo exterior mais do que nunca, tudo o que nós irradiamos manifesta-se em realidade.

Agora é o momento das mulheres decidirem realmente respeitar a energia divina masculina, e para os homens decidirem acolher plenamente o masculino sagrado, assim como também realmente respeitarem o feminino divino nas mulheres. É realmente uma decisão. Os homens não precisam mais de ter medo das mulheres, do seu poder – através do qual elas estão em posição de fazer nascer a vida. O corpo feminino já é um cálice Divino ser capaz de fazer nascer a vida. Trazer a vida de outra dimensão para aqui é um enorme acto que, por vezes, dá a essa força elemental uma dimensão que pode parecer um pouco ameaçadora. Até agora, por um lado, os homens tinham medo dessa energia e eles reagiram com controle e domínio e, por outro lado, para as mulheres é de extrema importância parar imediatamente de castrar os homens para mantê-los fracos, criticando-os por fazerem ou não fazerem isto ou aquilo. Os homens reagem às críticas fornecendo pouco apoio, o que leva a mais críticas ainda.

Os chakras ods nossos corpos têm cores do arco-íris. A luz branca é um arco-íris. Ambos os corpos são sagrados e eles são portais de Luz. EU SOU SAGRADO = A LUZ É SAGRADA. É o mesmo.

Assim que sair do estado de julgamento e pararmos de ignorar Verdade Divina identificamos a Criação como a verdadeira Essência. Isis avisa que já sabemos tudo aquilo sobre o qual ela está a falar.

As novas energias obrigam-nos a abandonar a batalha e o sistema, a fim de nos reconectarmos com a nossa verdadeira natureza.

A LEI DA ESCOLHA, A DECISÃO

Na medida que eu sei que eu tenho o poder de escolha e que eu sou capaz de trazer de volta o meu poder para criar a minha vida. As nossas vidas são baseadas nas nossas decisões. A lei da escolha precisa das nossas acções mais do que de palavras, mais das nossas actividades e uso activo da lei do livre-arbítrio. Se queremos ser donos do processo de Ascensão temos de nos tornar mestres do livre-arbítrio. O nosso livre-arbítrio foi dramaticamente suprimido no passado, de modo que nós tentávamos a fuga a essa supressão quer procurando o papel de vítima ou dominador. Anteriormente nós não nos sentíamos como Criadores, nós apenas dizíamos “sim” às coisas que nos levassem “a algum lugar”. Agora é a hora de aprender a dizer “NÃO!”. Assim, somos capazes de abandonar qualquer situação. Diga NÃO se você não se sentir bem, se não suportar algo ou aceitar algo para o qual sente que não existe utilidade e que não faça emergir a sua verdadeira natureza.

Assim a pergunta é: qual é a escolha “certa”? Como somos um Cálice de Luz com a nossa Presença EU SOU somos donos do nosso campo energético, firmemente ancorado com o nosso coração dentro de nós mesmos.

Temos de aprender a conectar-nos com o nosso “director interno” – o nosso líder interior. Por nossa livre vontade e pelo nosso Director Interior entramos na Luz, Amor e Abundância, com a nossa intuição a guiar-nos. Se realmente compreendemos a lei do livre-arbítrio, temos a oportunidade de nos tornarmos verdadeiros mestres.

Por exemplo, se não sabemos o que fazer, temos que aprender a ser muito honestos com nós mesmos e decidirmos a partir desse lugar, estabelecendo fronteiras. Por favor, faça todos os exercícios dizendo verdadeiramente “SIM” e “NÃO”.

A PODEROSA PRESENÇA EU SOU

Podemos ler muitos livros sobre A presença EU SOU. Durante o processo de ascensão cedo ou mais tarde iremos juntos com a nossa mãe Gaia através do processo de experienciar o EU SOU. Os Mestres Ascensos introduziram o conhecimento sobre o EU SOU O QUE EU SOU. Todos somos a Luz do Criador e confirmamos o facto de sermos uma centelha divina ao afirmarmos: “Eu sou o que eu sou”.

Numerosas partes do conhecimento sobre a presença EU SOU foram dadas pelo Mestre Ascenso Sanit Germaine quando apareceu a um homem maravilhoso no Monte Shasta. Godfrey Ray King tem escrito livros sobre o assunto.

Somos seres soberanos e conscientes de Luz. Os nossos direitos estão consagrados dentro dos nossos chakras http://recreatingbalance1.blogspot.de/2015/04/notes-from-cobra-and-isis-conference-in_23.html – leia totalmente.

O Livre Arbítrio está intensamente ligado ao nosso processo de Ascensão. Fortalecendo o nosso livre-arbítrio aproximamo-nos da Ascensão. O livre-arbítrio está ancorado dentro do nosso plexo solar. Visto cada um de nós ser um Cálice de Luz e está conectado com o nosso Director Interior, se nós escolhermos com o nosso livre-arbítrio, então nós somos co-criadores. Esta decisão está a ser feita com absoluta honestidade para com nós mesmos. A Liberdade exige obediência, não dogmas, mas para com a nossa orientação interior! Então somos livres. Quando ouvimos a nossa orientação interior ligada ao coração, não temos mais medos das nossas decisões. Vamos manifestar a Paz. Para essas decisões nós na Consciência para a escolha dos caminhos, do foco e das acções.

Com a decisão, foco e visualização – conectados com a EU SOU, criamos milagres. Cada chakra tem o seu elemento e pelo mantra o seu próprio som. O som do EU SOU é “SO HAM”. SO HAM vem do sânscrito e o significado é EU SOU. (Juntos cantamos o mantra e Isis afirmou que é útil repetir os mantras 3, 9, 27 vezes… ou mais.)

St. Germaine através de um livro ensina-nos que primeiro temos de dar atenção e Consciência à nossa própria presença EU SOU e ligarmo-nos ao nosso próprio EU SOU O QUE EU SOU, antes de nos conectarmos com os Mestres Ascensos. Este descreve uma forma de nos aproximarmos da Ascensão. Há muitos grupos que exercem o “EU SOU” juntos e isto não é algo mecânico mas, de facto, algo muito enérgico. Faça a sua invocação da presença EU SOU com sentimento. Se você deseja solicitar ajuda, comece a invocação com o “Poderoso e Amado poder do EU SOU”, escolha um comando através do director interno para remover a energia negativa e termine com “que assim seja”.

A mensagem mais importante que podemos levar conosco desta Conferência da Ascensão é esta: a aplicação consciente do nosso livre-arbítrio. A Luz respeita o livre-arbítrio e não permite interferências. Quando percebemos que temos sido manipulados e separados de nós mesmos, podemos entrar na zona do livre arbítrio novamente e reconectarmo-nos com o nosso próprio poder Pela nossa decisão de livre-arbítrio de invocar conscientemente as forças da Luz recebemos o apoio delas, assim que a solicitarmos. Quando estamos conectados com o nosso livre-arbítrio e as convidamos, elas estão autorizadas a ajudar-nos. Por favor, pense sobre isso e sobre o que podemos fazer como um grupo para alcançar a libertação do planeta. Já durante esta conferência nós ancoramos a nova energia e a informação, e a espalhamos através do nosso poderoso campo unificado.

Em várias ocasiões meditamos durante a conferência e, neste ponto, cantamos um mantra Atlante. Ele fortalece a nossa presença EU SOU. Isis convidou-nos a sentir o mantra profundamente e conectarmo-nos com a nossa livre escolha e livre arbítrio.

Infelizmente, não é possível mostrar todas as imagens vistas na conferência, porque elas não estão disponíveis para nós. Assim, algumas imagens são apenas semelhantes às originais. Elas são ilustrativas.

Source: http://eventreference.org/2016/06/12/ascension-conference-notes-pt-3-glarus-switzerland-april-16-17-2016/

Deixe um comentário

Top