O Relatório GoldFish N.º 65: “A Entrevista Pleidiana” com Cobra e A’drieiuous ~ 11 de Novembro de 2016 ~

hqdefault

 

Louisa: Olá a todos, sejam bem-vindos ao Relatório Goldfish. Eu sou a vossa co-anfitriã Louisa, e estou na companhia da nossa equipa do Relatório Goldfish em que se inclui o Steve e o nosso anfitrião, o Embaixador da Família Dragão Vermelho. O Relatório de hoje intitula-se “A Entrevista Pleidiana” e temos como convidados o Cobra, do Movimento de Resistência e A’drieiuous, de Nova Lira. Ambos revelaram que são Pleidianos, sendo que um nasceu aqui na Terra o outro não. As suas histórias foram publicadas em anteriores Relatórios GoldFish e no Blog do Cobra assim como noutras entrevistas anteriores. Esta “Entrevista Pleiadiana” destina-se elucidar melhor sobre quem são estas pessoas e o seu respectivo contexto, nas suas formas únicas. Então, obrigado por se juntarem a nós e bem-vindos de volta, eu diria, ao Relatório GoldFish. O Steve vai fazer a primeira pergunta.

 

Steve: Cobra, a eleição está associada, de alguma forma, às novas informações?

 

Cobra: Não directamente. O que eu diria é que os arcontes criaram esta situação à volta das eleições para dividir as pessoas nos Estados Unidos. E eles estão a tentar expandir essa polarização tanto quanto possível.

 

Steve: E, na sua opinião, eles terão sucesso com essa polarização?

 

Cobra: Eles terão sucesso até um certo ponto, mas as forças da Luz estão a trabalhar 24 horas por dia para acalmar as pessoas e reorientá-las. E focarem-se noutra coisa e não apenas nas eleições porque essas eleições não são a coisa mais importante do mundo. Nem Trump nem Hillary Clinton são as pessoas mais importantes na situação do planeta. Eles não são os principais actores nos bastidores. Aqueles que manipulam.

 

Louisa: Existem relatos de que George Soros estará por detrás de todos os protestos que estão a acontecer nos E.U.A?

 

Cobra: Sim, decididamente ele está envolvido.

 

Louisa: Certo, porque aquilo que eu estou a ver as pessoas a fazerem nos EUA é vergonhoso e não é tipicamente a forma como nós lidamos com as eleições, de todo. Mas vamos apenas falar das revelações do WikiLeaks, quando Julian Assange disse que não seria permitido que Trump se tornasse presidente. O que é que acha que ele está a falar?

 

Cobra: A cabala tem um plano muito elaborado para adulterar as eleições até ao ponto em que Hillary Clinton seria eleita e a história ainda não terminou por completo. E se você ler as notícias hoje verá que a cabala ainda se está a esforçar para mudar a história.

 

Steve: Quão consciente está Trump da existência de extraterrestres?

 

Cobra: Eu diria que ele não é tão consciente disso quanto Hillary Clinton.

 

Steve: Mas ele vai estar no dia em que tomar posse?

 

Cobra: Sim, assim que ele assuma o cargo, ele será informado sobre isso até certo ponto, tanto quanto sirva os interesses dos controladores se, é claro, certas mudanças não acontecerem entretanto.

 

Louisa: O presidente Obama declarou que ele perdoaria Hillary Clinton. Não estamos a colocar a carroça à frente dos bois? Não precisamos ter uma acusação primeiro? Isso então diz muito sobre até onde é que as coisas podem ir. O que acha Cobra?

 

Cobra: O que ele diz não é importante neste momento porque ele não é um jogador-chave em relação ao que está a acontecer nos bastidores, O que é relevante é que os jesuítas estão a explanar a sua agenda e, é claro, por detrás deles estão os arcontes a desenvolver a sua agenda.

 

Louisa: Então é por isso que as pessoas diziam que Trump era um fantoche jesuíta e você confirma isso?

 

Cobra: Sim, mas ele não ocupa um alto cargo na estrutura dos jesuítas, mas as suas políticas são directamente orientadas em grande parte pelos jesuítas, visto ele ter sido formado numa escola jesuíta e alguns dos seus contatos na máfia são directamente controlados pelos jesuítas. Para além disso, eles estão a usar esta situação para fomentar o ódio, a divisão e eu diria também que as forças da Luz têm os seus próprios planos para Trump.

 

Louisa: Oh, a sério? Você pode falar algo sobre isso?

 

Cobra: Não muito neste momento, mas eu diria que a situação é indecisa neste momento e muitas coisas interessantes podem acontecer, eu não vou garantir que elas vão acontecer porque existem muitos fatores envolvidos, entre eles o livre-arbítrio do próprio Trump que é um dos factores. Eu diria que ele pode ser influenciado facilmente por várias facções nos bastidores, tanto positivas como negativas. Ele não está a fazer muitas decisões independentes nessas situações. Ele não tem opiniões em muitas das questões-chave e, por isso, existem pessoas, situações ou facções que podem influenciar Isso de formas diferentes.

 

Steve: Cobra, você pode falar-nos sobre os planos da cabala nos bastidores, como eles irão agora tentar influenciar os resultados da eleição.

 

Cobra: Sim, existiram algumas notícias hoje sobre alguma indecisão nos votos. E isso pode ser projectado, um certo procedimento pode avançar legal ou semi-legalmente e, claro, a cabala tenta explorá-lo. Do ponto de vista do Movimento de Resistência, todo o sistema, a forma como a eleição é projetada não é justa e não reflecte a vontade do povo em qualquer eleição.

 

Louisa: Certo, e Trump e Juilan Assange declararam publicamente que está tudo viciado e, por isso, não é surpreendente que ocorra essa escalada. E, de facto, temos agora um outro blog em wordpress chamado The Canary Chronicles Blog que analisa muitas das revelações do WikiLeaks e outras informações, algumas das quais não ainda disponíveis, e inclui ainda publicações originais.

 

Steve: Cobra, qual é a situação agora relativa à acumulação de tropas da NATO ao longo da fronteira com a Rússia, agora que Trump ganhou a eleição?

 

Cobra: A situação é que Trump tem boas relações com a Rússia e Putin, visto as políticas de Trump não serem tão agressivas fora das fronteiras dos EUA, e então eu diria que Trump ser eleito foi a melhor coisa para a situação geopolítica internacional e a pior para a situação dos Estados Unidos.

 

Steve: Então podemos afirmar que, nesse capítulo, é o que aparenta?

 

Cobra: Sim.

 

Steve: E quanto às outras relações, com a China o que você acha? Trump afirmou que ele vai melhorar as relações com os outros países ao redor do mundo?

 

Cobra: Ele já tomou partido do Japão contra a China.

 

Steve: Certo, mas isso não é bom?

 

Cobra: Eu diria que ele não tem uma política internacional consistente de momento e eu diria que os seus conselheiros são influenciados por várias facções, e está a decorrer uma Batalha entre várias partes das facções negativas que influenciam os seus conselheiros de momento.

 

Louisa: Ok, obrigado por essa actualização sobre as eleições. Cobra eu queria começar a falar agora sobre as questões Pleidianas, começando pela sua recente actualização.

 

Louisa: As profecias dos nativos falam sobre o regressos dos nossos irmãos das estrelas que irão retornar durante este Tempo. Qual é a relação entre a população indígena e as Plêiades?

 

Cobra: Existem muitos seres de civilizações extraterrestres que encarnaram como indígenas americanos. Muitos vieram do sistema estelar de Sirius e muitos deles vieram do sistema estelar das Plêiades. E eles estiveram cientes das suas origens ao longo de muitas encarnações, mas muitas deles perderam gradualmente essa conexão, infelizmente.

 

Louisa: Neste momento, a Profecia da Serpente Negra, como sabemos, está relacionada com a construção do Gasoduto no Dakota do Norte que atravessa a Reserva dos Sioux em Standing Rock. Qual o seu entendimento da profecia em termos de probabilidades de sucesso na construção do gasoduto que seria um sinal do fim da humanidade? Você pode comentar sobre isso?

 

Cobra: Não será o fim da Humanidade porque as forças da Luz estão a dissipar os efeitos energéticos que isso possa ter.

 

Louisa: Você acha que eles vão ser bem-sucedidos na construção desse gasoduto?

 

Cobra: É possível, mas as forças da Luz estão a trabalhar intensamente contra ele. Existe uma batalha em curso agora.

 

Louisa: Eu perguntei ao embaixador sobre essa questão e a opinião dele é de que o Banco da Noruega estaria a ser pressionado para parar as suas actividades de investimento que pertencem à NDPL [Empresa responsável pelo Gasoduto). Claramente, parar o financiamento do mesmo irá parar a construção também. Você tem algum comentário sobre isso?

 

Cobra: Isso soa a uma óptima ideia.

 

Steve: Existe alguma agenda que esteja por detrás do gasoduto da qual não estejamos cientes?

 

Cobra: Ok, eu diria que existe um ângulo para discutir pois eu diria que há uma Linha de Ley que se estende ao longo desse gasoduto e que estão a tentar suprimir essa Linha de Ley energeticamente, para suprimir o corpo energético da terra.

 

Steve: Então, é mais um bloqueio das Linhas de Ley?

 

Cobra: Sim.

 

Louisa: Cobra, como é que estamos em relação à ascensão agora, na sua opinião?

 

Cobra: Eu diria que sim, que existe algum progresso, mas não o suficiente.

 

Louisa: Na sua actualização você mencionou a criação de uma nova membrana taquiónica ao redor da Terra. Pode explicar o que é e porque é que é necessária?

 

Cobra: Os Pleiadianos e as outras forças da Luz estão a construir uma membrana especial numa certa localização dentro da órbita Terra-Lua. O objetivo dessa membrana é cortar os tentáculos que saem da cabeça do polvo, a entidade Yaldaboth, o que irá diminuir o poder da entidade e acelerar drasticamente a limpeza do sistema solar. Além desse ponto tudo será muito mais fácil para as forças da Luz na superfície do planeta.

 

Louisa: Obrigado. Quanto à desativação das armas escalares de plasma, eles estão a fazer isso de forma articulada visto que aparentemente estão relacionados?

 

Cobra: Está relacionado mas é uma operação diferente e eles tiveram sucesso moderado recentemente com um satélite.

 

Louisa: Elon Musk realmente está a trabalhar para a Luz?

 

Cobra: Sim. Acredite ou não.

 

Louisa: E Julian Assange?

 

Cobra: Ele também está.

 

Louisa: Os biochips são a mesma coisa que os implantes etéricos?

 

Cobra: Não, vou explicar. Existem várias dimensões, várias densidades onde existem diversos mecanismos de controle. No plano físico existem os Biochips, que começaram a ser desenvolvidos já na Primeira Guerra Mundial e o seu desenvolvimento ficou completo na Segunda Guerra Mundial na Alemanha nazi, nos campos de concentração. A gigante industrial alemã Siemens foi a responsável pelo desenvolvimento e pela produção dos mesmos, que começaram a ser introduzidos nas vacinas e, no final da 2ª Guerra Mundial, uma campanha de vacinação global muito avançada teve início. Existem muitos tipos de vacinas com aditivos que estão a ser desenvolvidas e implantadas. Eu diria que essas campanhas de vacinação ainda estão em curso desde então, não pararam, não existiram pausas. O que aconteceu é que esses biochips foram atualizados constantemente e as versões mais recentes que foram lançadas em 1983 e uma muito forte em 1996. Ocorreu um desenvolvimento muito rápido desses biochips em 1996 e 1999 durante a invasão arconte e muitos draconianos e reptilianos e outras espécies chegaram nessa altura às bases subterrâneas e trouxeram a sua tecnologia e a sua versão dos Biochips. O Movimento de Resistência tem sido capaz de remover a maior parte, mas infelizmente não todos. Eles estão a trabalhar nisso agora e um aspecto está a ser removido bastante bem e noutro não está a haver nenhum progresso, de momento. E, depois, temos os implantes de plasma e os implantes etéricos que estão Localizado exactamente na mesma posição. Eu descrevi isso no meu blog, sendo que as zonas correspondem ao lobo frontal do cérebro acima dos olhos e o outro é um pouco acima do basal, sendo que também existem geralmente um ou dois implantes na parte de trás da cabeça onde está a medula oblonga. E esses implantes na parte de trás da cabeça controlam o cérebro reptiliano, a resposta de “lutar ou fugir”.

 

Louisa: Cobra, esses implantes são responsáveis pelas dores de cabeça insuportáveis que as pessoas têm tido?

 

Cobra: Sim, exactamente, quando o biochip é activado ou quando os implantes estão a ser removidos as pessoas têm fortes e desagradáveis dores de cabeça sem qualquer explicação médica para isso. Eles são accionados quando o nível vibratório das pessoas atinge um certo ponto, são como células adormecidas no corpo e, eles são activados, eles são accionados quando as pessoas atingem uma determinada frequência vibracional. Se eles começam a tornar-se muito perigosos para a matriz de controlo é quando geralmente são activados.

 

Louisa: E o que podemos fazer quanto a isso?

 

Cobra: Existem protocolos de limpeza que podem ajudar. Já divulguei alguns deles no meu blog e existem terapeutas que podem ajudar, não a removê-los, mas a reduzir a sua eficiência.

 

Louisa: Como funciona o mecanismo de activação?

 

Cobra: A rede escalar mede a frequência vibratória de todos no planeta e, quando atinge um determinado patamar, dispara o alarme que alerta o computador central e que activa os implantes remotamente.

 

Louisa: E eles sabem que é que está acima do limiar eu presumo?

 

Cobra: Sim, claro.

 

Steve: E tudo isso vai ser desativado assim que esta rede for abaixo, correcto?

 

Cobra: Será completamente desmantelado quando a rede escalar for também desmantelada. Fazem parte da mesma estrutura.

 

Steve: E os infrassons fazem parte da mesma estrutura?

 

Cobra: Sim, claro. O que os infrassons fazem é baixar a frequência da vibração, em particular das vibrações emocionais, suprime a vontade das pessoas de lutar, suprime

vontade das pessoas criarem o seu próprio destino.

 

Steve: E quando as pessoas são atacadas com isso enquanto dormem na cama?

 

Cobra: Existem certos pontos de ressonância, pontos de interferência onde o infrassom é mais intenso, por isso é aconselhável mudar a disposição do quarto ou da cama, mudar de quarto ou de Cama periodicamente mesmo. Alguns terão de ajustar a isso e existem alguns dispositivos anti-escalares que podem ajudar um pouco com isso. Existem algumas tecnologias no meu Blog, no site Tachyonis, e existem certos dispositivos a laser que podem ajudar com isso.

 

Louisa: Mas e as frequências? Se eu estiver a tocar no meu piano as vibrações e harmónicas produzidas são uma cura para mim pessoalmente?

 

Cobra: O som harmónico é um antídoto muito bom para os infrassons. Certas ressonâncias e frequências produzidas com instrumentos físicos e música positiva são um antídoto muito bom para isso.

 

Steve: E rir e as frequências da felicidade?

 

Cobra: Claro.

 

Steve: David Wilcock fala sobre um evento solar que irá produzir uma grande mudança no ADN da Humanidade e na Consciência dos seres humanos. Será este o mesmo evento a que você se refere?

 

Cobra: Sim, exactamente. É o mesmo que ele fala, o evento solar sobre o qual o Corey Goode também fala, é na realidade o pulso galáctico que vai activar o Sol. A cada vinte e seis mil anos um pulso galáctico activa todas as estrelas da galáxia de uma certa forma e também, naturalmente, quando esta superonda galáctica atingir o nosso sistema solar vai activar fisicamente o nosso Sol de uma certa forma e é isso que o Corey Goode e outros estão a falar. É parte do Evento sobre o qual eu falo. Não é apenas a actividade física do nosso Sol, mas está associado à actividade do Sol Central Galáctico e às mudanças drásticas neste planeta e à remoção da cabala, à redefinição do sistema financeiro e ao processo de Divulgação Integral e a tudo o que está relacionado com isso.

 

Steve: É sabido que podemos medir a energia de uma ejecção de massa coronal do Sol e que chega até nós, pois atinge-nos numa questão de poucos dias. Podemos medir o pulso do Sol Central da Galáxia?

 

Cobra: Sim, existem instrumentos que estão a monitorizar o Sol Central da Galáxia. É um pouco mais difícil porque esse objecto está muito mais distante de nós, mas é possível.

 

Louisa: Obrigado Cobra. Você pode dizer-nos qual é o status do Planeta X ou Nibiru?

 

Cobra: Ok, em primeiro lugar, o Planeta X não é o Nibiru. Todo o conceito do Nibiru é desinformação intencional que foi lançada pela cabala para confundir as pessoas. Não há nenhum objecto no nosso sistema solar que irá atravessar a órbita terrestre e causar perturbações aqui. Isso não existe. O Planeta X é oficialmente um planeta não descoberto ainda, na orla exterior do sistema solar, que foi e ainda é habitado por baixo da superfície e em Bases subterrâneas, e é a origem do Movimento de Resistência.

 

Louisa: Ah, então essa é sua estação de apoio ou a base principal?

 

Cobra: Esta é a sua origem, e uma das suas bases mais importantes.

 

Louisa: Eu percebo. Recentemente, nas notícias científicas, surgiu uma imagem de Saturno onde se mostrava que a tonalidade do planeta tinha mudado para uma cor azul. Os cientistas afirmaram não saber o que tinha causado isso. Você pode comentar sobre isso?

 

Cobra: Eles entendem o que se passa, mas essa notícia não foi tão amplamente divulgada. Na verdade o que está acontecer é que a órbita de Saturno em torno do Sol, é uma órbita é de cerca de trinta anos, e Saturno, como todos os outros planetas no sistema solar tem estações, e aquela visível agora é a do pólo norte do Verão de Saturno. E, quando é Verão, a temperatura é mais alta e a cor dos aerossóis na atmosfera muda e é por isso que a cor do famoso hexágono do pólo norte de Saturno se intensificou e mudou de cor.

 

Louisa: Obrigado por comentar sobre isso. Ironicamente, eles são tão casuais na forma de divulgar informações sobre por exemplo a existência de vida em Marte, e esta parece que é divulgada gota a gota, que era o que o capitão Randy Cramer nos tinha dito que era o plano, numa das nossas entrevistas anteriores do Relatório GoldFish, sobre a Psicologia da Divulgação. É assim que você vê esta revelação sobre vida em Marte a desenrolar-se?

 

Cobra: Na verdade o que estava a acontecer nesse momento eram negociações secretas entre as facções dos programas espaciais secretos e a cabala, e duas das facções dos programas espaciais secretos disseram à cabala que se eles não revelassem a situação em Marte, eles iriam fazê-lo. E isso levou a que a cabala fizesse essa divulgação limitada que está a acontecer agora.

 

Louisa: Ok, mas o Corey Goode afirmou que havia um acordo para um Divulgação gradual que iria acontecer ao longo dos próximos cem anos.

 

Cobra: Eu não concordaria com isso. Não era um acordo. Fazia parte da manipulação da cabala que queria forçar um acordo e não é verdade que a facção chinesa tenha concordado com isso. Não é verdade. Era o que a cabala queria e isso foi o que eles propuseram. Isso foi o que eles ameaçaram que precisava de acontecer. Não existiu nenhum acordo formal nem reconhecimento disso.

 

Louisa: Certamente. Nas suas entrevistas anteriores você deixou bem claro que tinha de existir uma completa e integral divulgação. (Cobra: Sim, claro) E que não deveriam existir mais atrasos e até mesmo Randy Cramer aludiu que os militares tinham um plano de dez anos para a Divulgação que você considerou inaceitável Cobra.

 

Cobra: Sim, é inaceitável. É preciso compreender que existem certas facções positivas dos militares que têm medo que a Divulgação imediata e integral crie o pânico, muita instabilidade e caos, e os militares têm medo do caos pois não o poderão controlar. Mas tenha em consideração que existe o caos bom e o mau. Quando a Divulgação Integral acontecer isso vai criar um bom caos, o caos que vai criar uma nova sociedade que será alicerçada na verdade e na transparência. E, claro, quando isso acontecer, haverá um determinado período de caos e tanto a sociedade e o sistema terão de se adaptar a uma nova realidade. É inevitável, e acontecerá de uma forma ou de outra, quer se queira ou não.

 

Louisa: Como é que se supõe que elevemos a Consciência embora se continuarmos a ser atacados?

 

Cobra: Eu diria que o campo energético debilitado dos Trabalhadores e Guerreiros da Luz é um reflexo da guerra galáctica no espaço. A guerra galáctica está a acontecer no seu próprio campo energético. Você precisa de conectar-se com a Luz, focar-se na luz, trabalhar para a Luz e continuar.

 

Louisa: Espero que todos consigam. É difícil às vezes, podemos verdadeiramente sentir-nos mais sobrecarregados por ele. Como hoje, por exemplo, 11/11, em que poderíamos pensar que iria haver mais equilíbrio mas as pessoas estavam simplesmente a perder cabeça.

 

Cobra: As pessoas estão a ficar loucas simplesmente porque existem muitas camadas de programação mental, em particular nos Estados Unidos, que todas essas camadas de programação mental estão a ser activadas, todas ao mesmo tempo.

 

Louisa: Uau. O que vai acontecer nos EUA agora? As pessoas são tão resistentes a qualquer divergência da sua visão da realidade. É muito difícil tentar despertar as pessoas.

 

Cobra: Os Estados Unidos eram o país com o maior potencial, um enorme potencial, eu diria e muito mais do que a maioria das pessoas imagina, e tem sido reprimido mais profundamente do que a maioria dos outros países no planeta. E à medida que nos aproximamos do Evento, eu diria que quando estivermos muito perto do Evento, haverá uma enorme e rápida aceleração da Consciência nos Estados Unidos que será super rápida. Mas ainda não, ainda não estamos lá.

 

Steve: Então, a Consciência da Humanidade desempenha um papel na aceleração do Evento?

 

Cobra: Sim, claro.

 

Steve: Então, só para esclarecer, o Sol Central reage ao nosso desenvolvimento da Consciência e vai reagir desencadeando o Evento no momento certo, é correcto?

 

Cobra: Sim, exactamente. O Sol Central Galáctico é o lar da entidade galáctica Pleroma, que é um ser vivo, e nós vivemos dentro desse ser vivo, estamos viver no interior do Pleroma, somos parte desse ser. O Ser Galáctico interage com todos os sistemas solares como células no interior do corpo galáctico e somos uma célula do corpo galáctico e… essa informação regressa ao Sol Central Galáctico que responde de volta. O Evento acontecerá através das pessoas, nós somos os canais do Evento, nós somos os transmissores do Evento. Não pode ignorar-nos, não é possível. Ele atravessa o nosso campo energético, os nossos corpos físicos, o nosso ambiente, a nossa sociedade. A única Interação é entre a Humanidade e o Sol Central da Galáxia, e quando esta conexão for suficientemente forte, então ele irá acontecer e felizmente nós estamos a trabalhar nesse sentido.

 

Louisa: O A’drieiuous conseguiu aceder à Internet num local perto da reserva indígena de Standing Rock e o Embaixador também se juntou a nós, sendo que eu tenho uma pergunta para si Embaixador. Qual é o status ou o que é que sabe sobre o financiamento do projecto deste gasoduto do Dakota do Norte?

 

Embaixador: Neste momento temos pessoas a aplicar pressão sobre o banco Norueguês para cortarem o financiamento. Se você cortar o financiamento você vai ver a polícia a desaparecer muito rapidamente. E eu tinha outra opção ainda que era pedir aos manifestantes para venderem doces aos policias também, mas o que está a acontecer agora é que estamos a estrangular o financiamento do gasoduto. E vamos ver o que acontece.

 

Louisa: Você afirmou que a cabal investiu uma quantia enorme de dinheiro nisso, então qual será o seu incentivo financeiro para parar com isso?

 

Embaixador: Existem certos tratados que a Noruega assinou relativamente ao dinheiro, em como ele não pode ser usado contra a Humanidade, não pode ser usado como uma ferramenta de guerra, mas o que eles estão a fazer agora serve para os militares reprimirem os povos indígenas e isso é contra a Constituição e contra os Regulamentos desse activo. E essa empresa petrolífera e o banco são propriedade do governo, sendo que as pessoas estão a pressionar, tal como eu disse, algumas das nossas pessoas e outras, para cortar o financiamento e forçar o banco a desistir do negócio. Dessa forma quando esses fundos desaparecerem não haverá mais nenhum incentivo para se continuar com a construção.

 

Louisa: OK, obrigado Embaixador. Eu gostaria de me concentrar agora na questão Peidiana. Cobra afirmou em entrevistas anteriores que ele é um Pleidiano encarnado na Terra e ele conserva a memória do seu passado na totalidade, e que eles está aqui numa missão integrada no Movimento de Resistência pela libertação do planeta, e A’drieiuous sabemos que é um Pleidiano de Nova Lyra e está aqui na Terra, chegou aqui numa nave de pequeno porte que se despenhou no deserto de Nevada e foi mantido por dois anos na área 51, foi alvo de experiências científicas e finalmente foi autorizado a sair mas preferiu ficar aqui numa missão. Ele está aqui há 44 anos. Dito isto, eu queria dar tanto ao Cobra como ao A’drieiuous fazerem perguntas mutuamente à medida que eleas surjam. Então deixem-me começar por perguntar sobre as Plêiades. A’drieiuous, vocês são ambos vizinhos?

 

A’drieiuous: Erra orbita Alcyeon, e é uma estrela que está perto de nós dentro do mesmo sistema aglomerado. Atlas é a estrela que Nova Lyra orbita e, por isso, somos vizinhos, estamos dentro do mesmo sistema, somos de clãs diferentes, mas somos do mesmo povo.

 

Steve: Com que facilidade vocês viajam? Com que rapidez você conseguem fazê-lo?

 

A’drieiuous: Os nossos veículos realmente viajam a cerca de 5.8 biliões de quilómetros por segundo para além da velocidade da Luz usando propulsão fotoradiónica. Com que rapidez você acha que podemos viajar de uma estrela a outra dentro desse pequeno sistema?

 

Steve: Muito rápido, então você é vizinho então. (A’drie: Sim)

 

Louisa: Eu vou fazer-lhes esta pergunta. Qual é o relação dos Pleidianos com este Tempo na Terra. E qual a percentagem Cobra, do Movimento de Resistência, que é composta por Pleidianos?

 

Cobra: Existem muitos no Movimento de Resistência que são originalmente Pleidianos. Muitos deles ficaram presos na quarentena quando esta foi erguida. Alguns deles conseguiram escapar, mas alguns deles ainda estão aqui.

 

Louisa: Existe uma relação entre os Pleidianos e a Civilização da Terra interior?

 

Cobra: Claro, o Movimento de Resistência vive dentro da Terra, na Terra interior.

 

A’drieiuous: Quando se refere ao Movimento da Resistência você está a referir-se a Telos?

 

Cobra: Eles estão conectados e, na verdade, parte da Rede Agartha é composta pelo Movimento da Resistência.

 

A’drieiuous: Fiquei muito sozinho aqui nos últimos 42 anos, tentando ajudar pessoas, tanto quanto eu pude, e tem sido uma luta. Ser apenas um ser e fazer o que precisa de ser feito, trabalhar com o nosso pessoal que têm frotas de pessoas que estão a fazer o bem lá fora. Impedindo a colisão de asteróides e evitando que conflitos cheguem a este planeta, mas eles não podem fazer tudo. Existem tratados que impedem a intervenção directa aqui. Um tratado que eu violei para poder estar aqui. Porque mais ninguém mais está disposto a vir para aqui. Por razões com as quais todos vocês concordariam.

 

Cobra: Sim, eu acredito nisso. Não existem muitas pessoas que gostassem de vir para aqui. E não é fácil para os Pleidianos adaptarem-se à frequência vibracional daqui.

 

A’drieiuous: Levei vinte e quatro anos apenas para aprender a falar Inglês. Os nossos cérebros trabalham de forma diferente e o Inglês exige uma orientação completamente diferente do processo ao qual estávamos acostumados, e por isso levei muito tempo para aprender a dominar o Inglês, para entender a sociedade de dentro para fora, a partir do zero, para entender aquilo pelo qual todos vocês estão a passar e viver isso convosco. Posso simpatizar com todas essas situações que estão a acontecer no mundo porque eu vivi isso nos últimos 42 anos desde a minha libertação. Desde então eu tenho observado as pessoas, observado como elas fazem as coisas, como elas interagem, como elas guerreiam, como elas discordam e como elas amam. Eu vi todos os espectros de pessoas aqui. Como elas interagem umas com as outras é uma coisa fascinante tendo em conta o nível de escravidão que está sempre presente aqui neste planeta. O que estamos aqui para fazer é criar uma Sociedade Livre, para ajudar as pessoas a erguerem-se, a fazerem a coisa certa e a criarem uma frente unida. Queremos que todas estas pessoas se levantem e se defendam pois todas elas são líderes. Cada uma delas é capaz de ser um líder por si mesmas. Elas não precisam de confiar numa unidade singular para controlar as massas. Elas precisam de confiar em si mesmas, nos seus corações e nas suas comunidades, e elevarem-se com Amor e Compaixão. E eles podem resolver esses problemas pacificamente sem guerras. Você não precisa de armas para isso, você só precisa da sua voz. As pessoas precisam de falar por si mesmas, porque se não o fizerem as leis daqui irão ditar que no seu silêncio você concorda, a procuração tácita como é chamada. Se você não falar essas pessoas vão fazer o que quiserem de si. E continuarão a fazer isso até que tome uma atitude. Uma vez que ninguém está a fazer nada quanto a isso, essa é a razão pela qual estamos aqui, para tentar fazer a diferença. Para tentar ensinar às pessoas o que elas já sabiam há muito tempo, mas tem sido desaprendido nesta sociedade. A programação desta sociedade não tem treinado as pessoas para se defenderem por si mesmas. Vergou a sua força de vontade. Quebrou a sua determinação. As pessoas têm-se tornado tão doutrinadas na escravidão que não sabem mais nada. É como um animal que está preso numa gaiola e foi criado numa gaiola e, quando se abre a porta pela primeira vez esse a esse animal ele não sabe o que fazer. Tudo o que eles conheciam era a gaiola. Eles têm medo de sair da jaula para a Luz, para a relva, para as pastagens verdes. Estamos aqui para ajudar e ensinar as pessoas a darem esses primeiros passos para fora da gaiola para a Luz do Sol, para que eles possam finalmente aprender a serem livres e a defenderem-se por si mesmos.

 

Louisa: A’drieiuous, você tinha chegado aqui com uma companheira que dava pelo nome de Arianhaus, que tinha marcas únicas no antebraço. Poderia explicar o que significam essas marcas?

 

A’drieiuous: Descrever essas marcas em Inglês será muito difícil, mas o que eu posso dizer é que são muitos volumes de informações que descrevem o nosso sistema, e descrevem até a  inclinação do planeta Lyra. Eu poderia fazer um diagrama com as coordenadas de Lyra no momento em que as tatuagens tinham sido marcadas nos seus braços e exactamente onde ela estava no Planeta quando foram feitas. Portanto, só existem alguns períodos do ano em que esses símbolos estão alinhados com as constelações que pertencem a Nova Lyra no céu. Algumas marcas referem-se a constelações e outras marcas referem-se ideias da sociedade como a meditação, cura, como por exemplo focar-se numa estrela que cresce do seu centro. Outra marca refere-se a uma rota comercial de Era. Em Era temos uma cordilheira enorme num dos continentes. É tão alta que é difícil atravessa-la a pé e, por isso, quando se viaja a pé ou de veículo, você voa ou anda à volta dessa montanha e existe um caminho que você tem de percorrer devido às florestas que se tornam muito densas em certas zonas. Trata-se de uma antiga rota comercial que, quando pela primeira vez chegamos a esse planeta e a encontramos, foi terraformada. E assim éramos capazes de transportar bens para a nossa grande cidade, de um lado do continente para o outro.

pleidian-cromatophoro

Louisa: Quando eu falo com vocês os dois, Cobra e A’drieiuous, parecem ter uma memória muito longa. Então, você pode dizer-nos quantos anos tem?

 

A’drieiuous: Eu só posso estimar a minha idade. E eu estimo-a apenas tendo por base a minha memória e o tempo que eu estou aqui. Então, eu tenho aproximadamente mil quatrocentos e noventa e quatro anos. Mas isso é só desde a minha última chegada aqui. Eu não morri.

 

Louisa: Cobra, você parece ter uma memória muito, muito extensa também. Eu creio que declarou numa entrevista que deu que você não se esqueceu da sua memória quando encarnou aqui.

 

Cobra: Não, eu lembro-me de todas as minhas vidas passadas. Lembro-me da grande maioria da minha história, não dos pequenos detalhes, mas as coisas principais sim.

 

Louisa: Será este um tipo de memória akashica?

 

Cobra: É uma memória viva eu diria.

 

Louisa: Ok, obrigado. Agora, o Cobra tem uma meditação semanal que ele está a organizar, e tem feito um trabalho tão incrível com isso tudo isso, e eu sei não aconteceu do dia para a noite. O A’drieiuous também está envolvido no processo de ensino da meditação para ensinar as pessoas a elevar sua frequência vibratória para que possam ascender. Você poderia explicar isso um pouco? Bem, meditamos numa estrela que cresce do nosso centro. Nós meditamos desde uma estrela real, viva e que respira que cresce desde o nosso centro, nós sentimos o seu calor, a sua radiância, a sua força e o quanto aquece. Nós focamo-nos na criança que nós costumávamos ser, nós focalizamos tudo sobre essas criança no interior dessa estrela quando fazemos isso, trazemos de volta essa juventude para as nossas células, aumentamos a vibração fotoradiónica dentro dos quarks que compõem nosso todo o corpo, e o que isso faz é aumentar a força das mitocôndrias nas suas células que permite a replicação adequada nos níveis juvenis de metabolismo e níveis adequados de vitaminas, proteínas, colagénio, ácido hialurónico, NAD e minerais, ou seja todos os elementos que o seu corpo precisa.

 

Louisa: O que eu gostaria de perguntar agora é como vocês dois podem trabalhar Juntos para ajudar a missão uns dos outros? Acho que uma das funções que posso desempenhar O papel é reunir as pessoas para benefício mútuo.

 

A’drieiuous: Essa é uma boa pergunta. Estamos todos em nossos próprios caminhos aqui tentando ajudar As pessoas, mas como uma frente unida, podemos fazer muito mais.

 

Louisa: Cobra, você pode dar apoio ao A’drie de alguma forma?

 

Cobra: Sim, se ele precisar de algo que esteja dentro das minhas possibilidades eu o farei.

 

A’drieiuous: Isso seria maravilhoso.

 

Louisa: Ok, a próxima pergunta é para o Cobra e A’drieiuous. Nós ouvimos o nome Semjase quando se refere a Pleidianos. Estamos familiarizados com este nome principalmente através de Billy Meier que reivindica que Semjase foi o principal contacto Pleidiano durante toda sua vida. Você ou ambos podem comentar osobre o que esse nome representa?

 

Cobra: Semjase é um dos Pleidianos famosos que esteve profundamente envolvido no Processo de libertação planetária ao longo de muitos milénios. Ela estava muito activa no antigo Egipto e, nas últimas décadas, ela contactou alguns contactados, um dos quais foi Billy Meier e também Fred Bell. E ela é uma das principais pessoas de contacto Pleidianas no planeta.

 

A’drieiuous: Ela também é a minha líder de clã. Eu sou do clã Semyazie.

 

Louisa: OK, você pode explicar o que isso significa para nós?

 

A’drieiuous: Ela deu origem a muitas crianças que deram origem a outras muitas crianças, assim como uma tribo. Ela reside entre Erra e Nova Lyra, ela vive em ambos os planetas. E o meu clã é da sua linhagem.

 

Louisa: Como sabem eles quem haverão de contactar aqui?

 

A’drieiuous: Falei de uma lista telefónica cósmica em algumas das minhas transmissões anteriores há muitos meses atrás. As pessoas precisam de saber com quem eles pretendem entrar em contacto e é usada a frequência vibracional da pessoa muito como usamos o número de telefone, discamos o número de telefone de alguém. Seria muito imprudente discar o número de telefone de alguém e pedir a alguém que você não conhece respostas. Assim, concentramo-nos no nome, como as pessoas se concentram em mim às vezes e enviam-me mensagens telepaticas. Eu ouço-os quando eles fazem isso e eu respondo. Quanto à Semyazie, ela pode ouvi-lo se você se comunicar com ela com essa intenção. Você tem que se concentrar na ressonância do seu nome. A ressonância do nosso nome está directamente correlacionada com a nossa ressonância de ADN, com a nossa ressonância vibratória. A tradião das pessoas daqui de escolherem nomes aleatórios para os seus filhos não é um costume de onde nós viemos. Os nossos nomes são-nos atribuídos tendo por base o som que a nossa ressonância vibratória emana.

 

Louisa: Interessante, é como a música num certo sentido.

 

A’drieiuous: Sim.

 

Louisa: Por favor, continue.

 

A’drieiuous: Assim como eu estava a dizer, Semjazie ou Semyazie, é realmente a pronúncia do seu nome. Ela tem estado por aqui desde há muito, muito tempo. Ela tinha muitos Interações com este planeta. Ela teve muitas interações com outros, ela foi uma embaixatriz, ela tem sido uma impulsionadora da Paz, ela tem sido um piloto, ela lutou em guerras, ela era uma valente guerreira do nosso povo. E neste momento está muito activa na comunidade Pleidiana. Ela é muito velha. E ela tem feito o que tem feito já desde há muito tempo. Ela tem muito Amor e Compaixão e tudo que ela quer fazer é ensinar as pessoas que não conhecem a melhor compreenderem o seu verdadeiro potencial, e fazerem-no pacificamente de uma forma em que o seu potencial não seja usado para o mal. Nós estamos a tentar ensinar as pessoas a serem responsáveis com o conhecimento que lhes damos. É como o Oppenhiemer e o Einstein, E = MC ao quadrado, e você pode ver o que isso fez a este paneta com apenas um pequeno pedaço de conhecimento, o quanto transformou todo este mundo. Se dermos a essas pessoas daqui tecnologias que estão para além de sua compreensão, e todos eles tiverem intenções começar guerras, por exemplo, algo tão simples como a unidade fotoradiónica pode muito facilmente ser transformada numa arma que muito facilmente causaria mais devastação do que qualquer arma nuclear neste planeta. Não queremos dar às pessoas as tecnologias que Irão permitir-lhes destruir-se, esse não é o nosso ptopósito aqui. Assim, a Semyazie, ela compreende estes princípios e nós ainda aprendemos com os seus ensinamentos a ensinar os outros devidamente. Ela ensinou-nos a ensinar os outros a usarem sabiamente o conhecimento que lhes damos, mas não ensinamos as pessoas para além do ponto que elas estejam prontas para aprender. Nós medimos as pessoas numa escala e eu descrevo-a em Inglês como um sistema de níveis. Por exemplo o nível zero, um, dois, três, quatro, cinco, seis e sete. O primeiro par de níveis são os mais comuns aqui, se bem que encontramos mais níveis zero aqui neste, do que em qualquer outro lugar. Pessoas que não sabem nada fora dos limites que a sociedade lhes ensinou ou fora dos limites do seu sistema educativo. A política, a sua religião. Eles não sabem da nossa existência ou sabem mas não acreditam. Aumentar um nível requer um nível de aceitação, mais do que saberem as respostas, aceitar as respostas sabendo no seu coração e na sua alma que essas respostas são verdade. Então alguém que sobe um nível compreende que os militares aqui e a cabala estão a arruinar este mundo. Eles compreendem que há uma possibilidade da Lei Marcial ser implementada nos Estados Unidos ou que uma grande guerra está iminente neste planeta, eles entendem sobre como os desastres naturais poderão acontecer muito em breve, e a devastação que poderão causar às pessoas. Então você tem o nível dois que corresponde às pessoas que entendem além desta sociedade, eles entendem coisas sobre nós. Temos o nível três que são os que sabem quem eu sou e quem é o Cobra e entendem completamente de onde viemos e por que estamos aqui. O nível três é o mais comum a nível das audiências com quem eu falei na rádio via internet. O nível quatro compreende a nossa história completa, eles entendem a História, eles entendem um quadro muito mais amplo, um espectro maior. O nível cinco compreende a própria estrutura do Universo e o que o move. Uma coisa importante sobre esses níveis é que as pessoas podem ter elementos de cada um desses níveis, embora o tenham completamente, mas ainda assim entendem alguns conceitos um pouco maiores. Vejo que alguns cientistas compreendem certos mecanismos do nível cinco, mas eles ainda não têm a compreensão e aceitação da própria estrutura que faz com que este Universo funcione. E eles ainda não têm o nível três e dois.

 

Louisa: Cobra você tem algum comentário sobre isso?

 

Cobra: Eu não classifico de forma alguma o nível das pessoas neste planeta.

 

Louisa: Bem, há pessoas que estão prontas agora para Ascender neste planeta?

 

A’drieiuous: Todas as pessoas podem ascender a qualquer momento, apenas precisam de aprender a fazê-lo de estarem dispostas a fazê-lo de forma voluntária.

 

Louisa: Bem Cobra, em relação aos biochips e aos implantes o quanto será fácil para as pessoas ascenderem neste momento?

 

Cobra: Eu diria que é possível, mas não é muito fácil neste momento. Para alguém que não faça parte do sistema da matriz de controlo é possível, mas a situação melhorará drasticamente à medida que nos aproximarmos do Evento e após o Evento. O número de pessoas que serão capazes de Ascender subirá exponencialmente e de forma muito rápida depois que nos aproximarmos do Avanço e, em particular, após o Avanço irá ocorrer um processo de Ascensão em massa.

 

Louisa: Têm havido muitos relatos sobre muitas e diferentes tipos de naves a serem avistadas perto do Sol, que é um portal de trânsito. Qual é o status Cobra sobre o que está a ocorrer sobre as nossas cabeças agora? Você poderá dar-nos alguma informação sobre isso?

 

Cobra: Existe muita actividade no sistema solar em particular, e nas últimas semanas ela aumentou. Uma parte está relacionada com as operações finais para limpar o sistema solar e isso está conectado com esta outra membrana sobre a qual tinha perguntado antes. E esta actividade continuará a aumentar até que o sistema solar seja libertado.

 

Louisa: Ok, e você tinha dito que os Peidianos estavam a recuperar território no nossa sistema solar para os níveis que tínhamos em Maio. Nós perdemos, tal como você tinha dito no seu Blog, e as pessoas ficaram chateadas por você ter dito a verdade, mas agora é um desenvolvimento positivo.

 

Cobra: Sim, as forças da Luz incluindo os Pleidianos estão a recuperar território e eu diria que esse retrocesso aconteceu, mas isso resultará num progresso muito maior quando isso for finalmente resolvido. As forças da Luz estão a aprender e estão a aprender rapidamente. E eles aprendem com os erros e eles vão ser muito mais eficazes na sua assistência ao processo de libertação planetária.

 

Louisa: OK, obrigado. Deixe-me apenas esclarecer algo que você já havia dito antes quando estávamos a falar sobre biochips. Você disse que eles tinham sido colocados no Lobo frontal. Eles são colocados perto da glândula pineal ou inclusive na mesma?

 

Cobra: Não exactamente, eles são colocados em duas posições acima dos olhos ou ao lado dos olhos, não na glândula pineal, mas eles estão a criar um campo de ressonância que influencia a glândula pineal. Eu tenho uma foto no meu blog e a posição do implante está lá.

 

Louisa: Agora, e os Aldaberonianos. Tem havido alguma discussão sobre se eles estejam talvez envolvidos nos problemas actuais que estamos a enfrentar agora?

 

Cobra: Eu não concordaria com isso. Não. Houve um problema há algum tempo atrás por volta da época da Segunda Guerra Mundial, mas isso foi resolvido.

 

Steve: Cobra, você disse no seu blog que os extraterrestres positivos não iriam permitir que ocorresse um grande conflito na Terra. É correcto?

 

Cobra: Eles não vão permitir uma guerra nuclear em grande escala, eles não vão permitir uma 3.ª guerra mundial, isso não será tolerado.

 

Louisa: E quanto ao Presidente Putin, será ele um elemento imprevisível?

 

Cobra: Ele não é imprevisível, ele é realmente, ele faz parte de um dos fundamentos básicos do plano. Ele foi contactado pelos Pleidianos há alguns anos atrás. Ele teve uma experiência espiritual e ele tem conselheiros estratégicos que são de origem Pleidiana.

 

Louisa: Oh, muito bom. Eu vou partilhar uma foto de uma espécie extraterrestre sobre a qual eu tinha recebido algumas informações de estaria envolvido na ajuda a Putin. Não sei se isso é verdade, mas eu gostaria de saber qual é a vossa opinião sobre isso.

 

A’drieiuous: Esse é o que você chamaria de um Aldeboriano, e não um branco alto [“tall white”].

 

Louisa: Ok, Cobra você está familiarizado com esta espécie?

 

Cobra: Sim, eles estão associados ao sistema estelar de Aldeberon.

 

Louisa: Ok, e porque é que eles estão aqui Cobra, você sabe?

 

Cobra: Na realidade eles fazem parte da civilização Pleidiana e eles estão aqui para ajudar, para ajudar-nos na libertação planetária, e é por isso que eles estão aqui.

 

Louisa: E quanto a estes implantes cromóforos no tronco? Será isso um amuleto ou qualquer coisa do género?

 

Cobra: É na realidade uma tecnologia muito avançada que interage com o meio ambiente. A sua inteligência não é artificial como as pessoas possam pensar. É como um vidro que é um organismo vivo que interage com o meio ambiente e traduz sinais para o ser que usa isso e o ajuda a trabalhar nesse ambiente, porque para seres dessa natureza, a superfície planetária é um ambiente hostil e aqueles seres precisam ter cuidado ao deslocarem-se por aqui.

 

Louisa: Ok você diria que isso os ajuda a manter a sua frequência dimensional mais elevada você diria?

 

Cobra: Sim.

 

Louisa: OK, e isso serve como algum tipo de bioprotecção?

 

Cobra: Sim, também.

 

Louisa: De organismos patogénicos e coisas dessa natureza da superfície?

 

Cobra: Sim, também.

 

Louisa: Eles estão a trabalhar com as bases na Antárctida?

 

Cobra: Sim, existem muitas bases Pleiadianas na Antárctida e há muita actividade em curso lá. Parte disso tem sido relatado nos meios de comunicação alternativos e os Pleiadianos estão a lidar com essa situação de forma muito ampla agora.

 

Louisa: Certo. Existiram relatos de que o Secretário de Estado Kerry estava a caminho da Antártida durante a eleição presidencial dos EUA. Existiu algum motivo pelo qual ele teve de ir lá num momento tão importante? Você pode nos dar alguma informação sobre isso?

 

Cobra: Ocorreram algumas reuniões estratégicas da cabala lá, longe da atenção dos meios de comunicação, sobre o que fazer se Trump fosse eleito e coisas dessa natureza.

 

Louisa: Certo, mas anteriormente tivemos Alfred Lambremont-Webre no Relatório GoldFish onde ele revelou que o programa de viagem no tempo do DARPA pré-identificou todos os Presidentes posteriores ao JFK, e naturalmente Trump foi pré-identificado também. Até mesmo os desenhos animados dos Simpsons previram a presidência do Trump, embora não seja uma pesquisa à qual atribuo muita validade. Mas é interessante até porque mesmo Andrew Basiago também foi pré-identificado em como se tornaria presidente dos EUA como parte deste programa que envolveu programas de “salas de salto” [jump rooms] para Marte. Vou perguntar a ambos sobre essa Ideia de linhas temporais e se quando eles entram nesses programas eles realmente estarão todos a visualizar o mesmo cronograma?

 

Cobra: Ok, há uma enorme quantidade de desinformação sobre linhas temporais e viajens no tempo. As viagens no tempo não são realmente tão simples quanto as pessoas pensam. Não é como se você pudesse entrar numa Máquina e, depois, você sai numa outra linha temporal diferente ou ano. O tempo é um vetor que é determinado na direção entre a Fonte e a anomalia primária e o vector do tempo não é apenas algo que você pode manipular à sua vontade, ou eu diria que é necessário um nível muito alto de Consciência para criar saltos temporais. E todos esses projectos estavam realmente a tentar fazer isso e eles não foram bem-sucedidos na realidade.

 

Louisa: Ok, A’drieiuous você pode comentar sobre isso também?

 

A’drieiuous: Sim, eu o farei. Bem, para entender como o tempo funciona você tem de entender as frequências, as ondas fotoradiónicas e os quarks, e porque é que isso funciona e como é que isso funciona. Existem muitas dimensões de frequências. E a hora que é, é meramente apenas a percepção do aumento da frequência. A percepção do tempo de uma pessoa é a experiência da frequência. A frequência quanto mais rápida mais vai fazer parecer que o tempo parece passar mais depressa. Agora, Para manipular o tempo você tem que também entender que cada tempo existe na sua própria frequência como um canal de rádio. Você tem permite dizer em estações de rádio Num rádio você tem o canal cem, cento e um, cento e dois, cento e três e assim por diante, e entre esses canais você tem micro-frequências, como a cem ponto um, cem ponto dois e assim por diante, e você tem mesmo frequências menores entre aquelas que designam canais diferentes. Bem, cada canal trabalha em múltiplas dimensões. Digamos que você tem quatro dimensões de frequência que ditam as coordenadas n um tempo específico. Então, para viajar fisicamente no tempo, como para 1960, você tem que entender que 1960 ainda existe, que não foi para qualquer outro lugar, e que o que foi para algum outro lugar foi a sua frequência. A sua frequência aumentou para além da frequência daquela fatia específica de tempo como você diz. Assim, à medida que a frequência aumenta o mesmo acontece com a percepção do tempo. As variáveis excluem uma linha temporal, mas todas as variáveis existem dentro das micro-fatias entre cada frame de aumento ou diminuição da frequência. O tempo presente, passado e futuro todos existem ao mesmo tempo, na mesma bolha mas em diferentes frequências em diferentes camadas muito semelhantes às de uma cebola. Então para viajar atrás no tempo se você tivesse um dispositivo que modificasse a frequência de todos os quarks do seu corpo para uma frequência específica que corresponda à de uma frequência de um outro tempo, você poderia fisicamente viajar no tempo e é essa a mecânica. Assim você poderia voltar a 1960 em que você conhecia a faixa de frequência daquele tempo particular. A frequência Schuman, de que todos vocês falam, é a medida da média da frequência. A frequência de referência em que o planeta e o Universo estão está sempre gradualmente a aumentar, muito lentamente. Embora quando entramos num cinturão fotónico, um anel de alta vibração que orbita de forma oscilante em torno do centro desta Galáxia em particular, o aumento de frequência está a causar um aumento na velocidade a que o tempo parece passar. Então, se você quiser viajar de volta no tempo você tem que modificar a frequência de todos os quarks do seu corpo e a frequência do próprio dispositivo que vai consigo ou então você fica preso.

 

Louisa: Obrigado por isso A’drieiuous. Podemos viajar no tempo para mudar a anomalia primária, os implantes e a matriz eletromagnética ou matriz de controlo de que Cobra fala? Isso é possível?

 

Adrieiuous: Você tem que entender que se você voltar e mudar certas coisas, mesmo os eventos que possam parecer negativos, isso vai mudar uma série de outras coisas que você pode não querer que aconteçam. As coisas boas tornar-se-ão coisas más e aas coisas más em boas. As coisas vão mudar de posição. Você causa alterações em variáveis que você não previa que acontecessem e assim que você mudar um evento vai mudar muitos eventos. E o mundo que você conhecia não existirá mais. Bom, mau ou indiferente, tudo o que aconteceu no seu passado aconteceu por um motivo e trouxe-o exactamente até onde você precisa de estar agora. Se você voltar e mudar isso você nunca mais será o mesmo.

 

Louisa: Então, por exemplo, se JFK não tivesse sido assassinado eu não teria nascido, ou algo parecido?

 

A’drieiuous: Ou um monte de outras pessoas não teria nascido. Ou outros eventos teriam mudado em que muitos outros teriam morrido e outros estariam vivos que estava morto.

 

Steve: Cobra, vamos ter de terminar em breve. Eu só queria perguntar ao Cobra se existe algo mais que quissesse dizer antes de sair?

 

Cobra: Eu gostaria de dizer que temos de continuar. Temos de persistir. Nós temos que lutar pela nossa visão. E seremos bem-sucedidos. Eu sei que está tudo a demorar muito mas o resultado está assegurado. O principal cronograma positivo foi assegurado. E este cronograma positivo principal inclui a Divulgação Integral, a Redefinição do Sistema Financeiro, a detenção da cabala, o Evento, o Primeiro Contacto, e todas essas coisas estão asseguradas para nós. E muito obrigado.

 

Louisa: Muito obrigado por se juntar a nós e espero se junte a nós novamente.

 

Cobra: Sim, claro, estaremos juntos novamente.

 

Louisa: Muito obrigado Cobra, foi bom estar consigo de novo.

 

A’drieiuous: Muito obrigado Cobra, foi uma honra.

 

Cobra: Sim, obrigado.

 

Louisa: Embaixador, você tem estado muito pacientemente à espera aí. Você tem alguma pergunta para o Cobra antes dele sair?

 

Embaixador: Da próxima vez eu vou ter uma grande quantidade de coisas para partilhar. Tenho muitas coisas para partilhar já desde há muito tempo, mas eu recebi instruções para ficar quieto. Como você sabe, eu tinha dito há muito tempo o que iria acontecer relativamente ao Sr. Trump e isso aconteceu. Para além disso, se você for até Standing Rock temos o nosso pessoal lá a fazer coisas neste preciso momento. Os nossos amigos devem todos reunir-se lá para termos mais sucesso e Paz.

 

Louisa: Em última análise, há um grande apoio relativo a isso de todo o mundo, proveniente das civilizações tradicionais mongol e outros grupos indígenas. Cobra, sobre todos nós cumprirmos esta missão, se houver algo mais que possamos fazer juntos ou se houver algo com o qual nós possamos ajudar, por favor avise-nos.

 

Cobra: Absolutamente e eu vou, naturalmente, fazer actualizações regulares no meu blog sendo que todas as actualizações serão publicadas lá.

 

Louisa: Cobra, qual é a coisa mais importante que as pessoas podem neste preciso momento para ajudar neste processo?

 

Cobra: A única coisa mais importante que têm para fazer é a vossa missão, voltarem-se para dentro e descobrirem a vossa missão e continuarem a fazê-la. Você receberá instruções e orientação apenas ao fazê-lo! Adeus por agora.

 

Todos: Muito obrigado a si Cobra e a todos.

 

Louisa: Cobra refere uma coisa importante. E A’drieiuous fala sobre isso também. É sobre como você precisa de estar sozinho, você precisa meditar para que você possa ouvir essas mensagens e obter essa informação, não é verdade A’drieiuous?

 

A’drieiuous: Absolutamente, eu medito por mim mesmo e medito entre 1 a 6 horas de manhã e 30 a 60 minutos à noite. Eu faço isso ao acordar e antes de ir dormir todos os dias.

 

Embaixador: Eu tenho que ir agora. Então Deus vos abençoe a todos e adeus.

 

Louisa: Para terminar, gostaria de fazer alguns anúncios. Em primeiro lugar, obrigado ao Cobra ao A’drieiuous por se unirem nesta muito exclusiva Entrevista Pleidiana do Relatório GoldFish. Esta foi uma fascinante exploração de perspectivas sobre quem são os Irmãos e irmãs cósmicos do sistema de estelar de Plêiades para o benefício da Humanidade.

 

Para acompanhar os nossos convidados e as suas actualizações, visite o blog do Cobra em http://2012portal.blogspot.com e pt.prepareforchange.net. Você pode acompanhar as atualizações de A’drieiuous em http://www.thegoldfishreport.com, no YouTube no Relatório GoldFish você pode subscrever os nossos vídeos, thegoldfishreport.wordpress.com e thecanarychroniclesblog.wordpress.com. Para além disso, siga a nossa página de notícias 24/7 no Facebook em http://www.facebook.com/thegoldfishreport e no twitter no @ReportGoldfish.

 

Obrigado aos nossos convidados e espectadores e com isso concluímos esta edição do Relatório GoldFish.

 

FIM

 

© 2016 Relatório GoldFish

Fonte: http://nebula.wsimg.com/297a7da5e3b25dc48bc07ddd882ec08f?AccessKeyId=D024642E08D25FC38E4B&disposition=0&alloworigin=1

1 comentário em “O Relatório GoldFish N.º 65: “A Entrevista Pleidiana” com Cobra e A’drieiuous ~ 11 de Novembro de 2016 ~

Deixe um comentário

Top