entidades de plasma negativas

Entidades menores de Plasma Negativo

O tema deste artigo é bastante grosseiro mas, infelizmente, a verdade é que, mais cedo ou mais tarde, devemos chegar a um consenso sobre o facto de que o estado deste planeta tem sido verdadeiramente grosseiro também, com poucas excepções.

Como Cobra está mencionou, recentemente, o yaldabaoth está a ficar cada vez mais fraco, e várias outras entidades de plasma negativo menores estão a ser expostas e limpas. Ele escreveu sobre um par de grandes entidades semelhantes a vermes, e afirmou que existem inúmeras outras.

https://pt.prepareforchange.net/2017/09/29/curta-actualizacao-da-situacao-28-09-2017/

Nós, neste planeta, vivemos todos dentro do corpo do yaldabaoth, e a superfície do planeta está incrivelmente infectada.

Existem dois hospedeiros principais para essas entidades menores na superfície, confirmadas pelo Cobra: os nossos corpos e a rede de dispositivos eletrónicos.

Cobra também explicou que os nossos corpos usam o seguinte como âncora física:

http://www.collective-evolution.com/2017/08/11/do-parasites-rule-the-world-by-using-our-bodies-as-hosts/

Ele também explicou que, nos aparelhos electrónicos, eles estão em todos os computadores e telefones móveis, usando softwares baseados em lógica difusa como âncora e também estão nos routers de wifi. Eles foram fortalecidos desde 2013 pela inserção de chips de plasma que geram campos de plasma negativo mais fortes, em todos os dispositivos criados desde então.

Nos nossos corpos, os implantes geram campos de plasma negativos que alimentam as entidades semelhantes a vermes e ajudam a que elas fiquem ancoraradas.

Assims sendo, a sociedade humana tem servido como hospedeira do yaldabaoth e para as entidades de plasma menores.

Nos corpos humanos, tanto quanto eu sei, eles estão localizados principalmente na área do abdômen e na área do pescoço e da cabeça, porque esses são os locais onde podem afetar mais o comportamento humano. A razão para isso é que as áreas do cérebro e do plexo solar são âncoras da nossa capacidade mental, que é a âncora da nossa vontade ao nível de personalidade. Isso reflete-se no facto de que ao nível físico, a partir desses dois centros, nosso sistema nervoso é monitorizado, podendo-se então controlar o resto do corpo, e é isso que eles sequestram.

Foi bem documentado que o intestino é como um “segundo cérebro” e, em alguns aspectos, por exemplo, cerca de 90% da serotonina é produzida aí:

https://bodyecology.com/articles/your-gut-can-influence-how-you-feel-it-all-starts-with-serotonin

Uma coisa a considerar é que eles manipularão os desejos e gostos por alimentos, fazendo com que as pessoas desejem comer aquilo que o parasita precisa para prosperar. Por exemplo, as espécies de bactérias intestinais podem mudar completamente quando a dieta muda, e certas espécies promovem doenças enquanto outras promovem a saúde:

https://nutritionfacts.org/video/how-to-develop-a-healthy-gut-ecosystem/

E, é claro, diferentes espécies de bactérias hospedarão diferentes tipos de Consciência no plano de plasma, negativas ou positivas.

Assim, para remover parasitas, será mais eficiente trabalhar tanto aos níveis físicos como não físicos, juntamente. No nível não físico, a limpeza com a chama violeta e o fogo branco de AN ajudam.

Mais importante ainda, os parasitas plasmáticos (tanto no corpo como na eletrónica) e implantes estão ligados através de filamentos de plasma negativos por toda a rede de plasma negativa e entidades maiores ao redor do planeta, de modo que podem manter vigilância e orquestrar comportamentos, conflitos e circunstâncias negativas para as pessoas, com uma precisão bastante desagradável.

Ao nível mais esotérico, nos corpos das pessoas, eles estão localizados nas correspondências física, plasmática e etérica da membrana localizada no plano mental que divide o EU superior do nível da personalidade, de modo que o seu objectivo final é o de evitar a conexão com o EU superior. Esses locais são o plexo solar e o lugar onde a coluna vertebral se junta ao cérebro, chamado de centro principal Alta.

Assim, como sempre, uma maior ligação ao EU superior ajudará a limpar e a manter os corpos inferiores mais saudáveis, o que também aumentará a limpeza do campo energético do planeta.

A consciência do Eu Superior deve estar ancorada nos nossos corpos, até ao corpo físico. Os corpos inferiores são como um instrumento musical, são desprovidos de vida, e apenas o EU Superior pode tocar esse instrumento. Se o EU Superior não se apropriar dos corpos inferiores, outra Consciência poderá usá-los como hospedeira. A presença do EU superior é a melhor e única limpeza e cuja estabilidade providencia protecção e propósito.

negative plasma entities

Vitória da Luz

Fonte: http://recreatingbalance1.blogspot.ch/2017/10/smaller-negative-plasma-entities.html

Deixar uma resposta

Top
%d bloggers like this: