Esta é a Razão pela qual os Protectores Solares na Realidade AUMENTAM o Risco de Cancro da Pele

Contrariamente à crença popular, usar protector solar irá aumentar o risco de melanoma. Os ingredientes do protector solar inibem a síntese do óxido nítrico induzível (iNOS). Os protectores solares previnem a vermelhidão induzida pelos raios UV, que ocorre em parte através da acção do óxido nítrico (NO), sintetizado pela pele. Mas o NO é uma importante molécula imunorreguladora e é crucial na indução da resposta imune aos tumores mediada pelas células.

De acordo com um artigo no Melanoma Research:

 

Estes resultados sugerem que os filtros solares podem prevenir a vermelhidão em parte pela absorção de UV e em parte pela inibição da resposta inflamatória da pele. Como tal, os protetores solares podem promover em vez de proteger contra o melanoma

O óxido nítrico também actua para ajudar a diminuir a pressão arterial – outras das razões para evitar protectores solares que destroem o produto químico no seu corpo.

Fontes:

Melanoma Research Fevereiro 2005; 15 (1): 3-6
Óxido Nítrico 15 de fevereiro de 2010; 22 (2): 136-140

Os investigadores do Environmental Working Group, um grupo sem fins lucrativos com sede em Washington, divulgaram no seu relatório anual que quase metade dos 500 produtos mais populares protectores solares podem realmente aumentar a velocidade a que as células malignas se desenvolvem e propagam o cancro de pele porque contêm vitamina A e os seus derivados, o Retinol e palmitato de retinilo.

Para além disso, a FDA [agência governamental que regula os fármacos nos EUA] está ao corrente dos perigos da vitamina A nos protectores solares desde que encomendou um estudo sobre isso há 10 anos, mas não fez nada para alertar o público sobre os perigos.

“O palmitato de retinilo foi selecionado pelo Centro de Segurança Alimentar e Nutrição Aplicada (da FDA) para testes de foto-toxicidade e fotocarcinogenicidade com base no uso cada vez mais difundido deste composto em produtos de cosmética para uso na pele exposta ao Sol”, afirma um relatório de Outubro de 2000 Pelo Programa Nacional de Toxicologia.

De acordo com a notícia do AOL, entre outros problemas associados aos protectores solares incluem-se:

  • O uso da hormona oxibenzona que desorganiza as hormonas, penetra na pele e entra na corrente sanguínea.
    • Reivindicações exageradas sobre o desempenho.
    • A falta de regulamentação necessária e supervisão pela FDA.

Para além disso, tenha cuidado quando você discute o perigo associado aos protectores solares. A supermodelo brasileira Gisele Bundchen teria “enfurecido os especialistas em cancro” ao descrever o protector solar como “veneno”.

Bundchen se recusa-se a usá-lo em si ou na sua família por causa dos produtos químicos que contêm. De acordo com o Daily Mail:

[Bundchen] fez os comentários no lançamento de sua própria linha orgânica de produtos de cuidados da pele, que presumivelmente não inclui cremes solares.

Bundchen, aliás, é actualmente a supermodelo mais bem paga do mundo. Ela também disse que devia ser ilegal as mães saudáveis ​​ darem aos seus bebés fórmulas infantis cheias de açúcar, e muitas vezes de soja.

Fontes:
Daily Mail 4 de Fevereiro de 2011
AOL News 24 de Maio de 2010
Guia do Protector Solar do Grupo de Trabalho Ambiental 2010

Comentários do Dr. Mercola:

A FDA está mais uma vez no lado errado da segurança do consumidor, visto que mais uma vez permitiram a circulação de drogas perigosas no mercado que acabam por matar pessoas e são mais tarde mandadas recolher.

O facto de não alertarem os consumidores sobre os perigos da vitamina A e dos seus derivados nos protectores solares está em consonância com a aparentemente interminável capacidade da FDA de proteger os seus grandes clientes de negócios em detrimento da segurança pública.

Neste caso, os fabricantes de protectores solares são os beneficiários da incapacidade ou relutância da FDA em publicar a sua própria pesquisa sobre a segurança da vitamina A que eles fizeram há mais de 10 anos, em 2000.

Para uma lista longa de outras disputas com a FDA ao longo dos anos, apenas pesquise por “FDA” no motor de pesquisa da minha página em mercola.com.

O protector solar é realmente uma necessidade?

Vamos considerar uma questão que naturalmente surge a partir deste último fracasso da FDA – você ainda precisa de usar protector solar em primeiro lugar?

A resposta é “talvez”, e somente quando você não pode controlar a sua exposição solar. Por exemplo, se você trabalha ao ar livre durante todo o dia como parte de seu trabalho, ou se você precisa de proteger áreas sensíveis de seu rosto, como ao redor de seus olhos, que são particularmente susceptíveis ao fotoenvelhecimento e não uma grande área de superfície para impactar os níveis de vitamina D que podem ser interferidos com protector solar.

Mas você certamente não quer usar a maioria dos protectores solares comercialmente disponíveis sob qualquer condição, pois não só bloqueiam a capacidade do seu corpo para produzir vitamina D como também estão carregados de produtos químicos tóxicos. Mais sobre daqui a pouco.

No entanto, os protectores solares disponíveis na maioria das lojas de alimentos saudáveis e os que vendemos no nosso site, são seguros para serem usados quando surgir a necessidade.

O facto é que, obter exposição solar segura todos os dias é realmente uma das melhores coisas que você pode fazer para a sua saúde. A exposição solar permite que o seu corpo produza naturalmente a sua própria vitamina D, e os especialistas concordam que esta é a melhor forma de vitamina D disponível.

O ponto a reter aqui é que uma vez que a sua pele perca a tonalidade mais clara e rosada (se você for caucasiano), é hora de sair do Sol. Passado esse ponto de exposição o seu corpo não produzirá mais vitamina D e você começará a sofrer danos pela exposição solar. E queimaduras solare em qualquer lugar do seu corpo nunca é boa para sua saúde.

Os benefícios da vitamina D

Em primeiro lugar, a vitamina D desempenha um papel crucial na sua saúde e no seu bem-estar geral. Se você já passou algum tempo no meu site você sabe que eu sou um defensor firme da optimização dos seus níveis de vitamina D.

Por exemplo, este excelente nutriente é conhecido por:

Compreenda que esta lista de benefícios importantes representa uma fracção apenas das muitas formas através das quais a vitamina D ajuda a optimizar a sua saúde. E, embora você possa obter a vitamina D a partir de fontes naturais de alimentos, os peritos concordam numa coisa:

A luz solar é de longe a melhor forma de obter a sua vitamina D. Os chamados “peritos” que aconselham a evitar a luz solar e a aplicar religiosamente o protector solar estão realmente a encoraja-lo a aumentar o risco de contrair cancro e não a diminuí-lo…

A chave é encontrar um equilíbrio saudável entre a obtenção de luz solar suficiente para maximizar a sua produção de vitamina D e manter a sua saúde optimizada, e ao mesmo tempo proteger-se de danos que ocorrem da exposição excessiva ao Sol.

A exposição solar pode protegê-lo do cancro

Ao longo dos anos vários estudos já confirmaram que a exposição adequada ao sol realmente ajuda a prevenir o cancro da pele. De facto, verificou-se que a ocorrência de melanomas diminui com uma maior exposição solar e pode ser aumentada por protectores solares.

Um desses estudos revelou que os pacientes com melanoma que tinham níveis mais elevados de exposição ao Sol eram menos propensos a morrerem do que outros pacientes com melanoma, e os pacientes que já tinham melanoma e que tinham muita exposição Solar eram mais propensos a tumores de tipo menos agressivo.

Outro estudo italiano, publicado no European Journal of Cancer em Junho de 2008, também confirma e apoia os estudos anteriores mostrando melhores taxas de sobrevivência em pacientes com melanoma que foram expostos à Luz solar com mais frequência antes do seu melanoma ser diagnosticado.

Para além disso, o melanoma é realmente mais comum em trabalhadores de interior do que em trabalhadores ao ar livre, e é mais comum em regiões do seu corpo que não estão expostas ao Sol em tudo. Mais ainda, foi descoberto que a radiação UVB atraso o aparecimento de melanomas, se você está geneticamente predisposto ou propenso ao cancro da pele.

Para evitar danos na pele que você tem que se proteger contra os raios mais perigosos

A luz ultravioleta do Sol vem em dois comprimentos de onda principais – UVA e UVB. É importante que entenda a diferença entre eles e os factores de risco de cada um.

Considere UVB a “boa forma” que ajuda a sua pele a produzir vitamina D.

O UVA é considerado a “forma má” porque penetra na sua pele mais profundamente e causa mais dano com radicais livres. Não só isso, mas os raios UVA são bastante constantes durante TODAS as horas de luz do dia, ao longo de todo o ano – ao contrário dos UVB, que são baixos de manhã e à noite, e elevados a meio do dia.

Se você já teve uma queimadura solar num dia nublado agora você sabe porquê. Foi por causa dos UVA que são profundamente penetrantes!

Visto que os UVA’s são inerentemente mais prejudicial e persistentemente elevados durante todas as horas do dia, usar um protector solar que não o protege dos UVA não lhe vai dar praticamente nenhum benefício e será prejudicial para a sua saúde em geral. Portanto, a primeira coisa que tem de entender sobre o uso de protector solar, quando aplicável, é ter a certeza de que você está realmente a receber protecção contra os UVA.

Uma Alternativa Melhor ao Protector Solar

Uma das melhores estratégias para se protege do Sol não é realmente a do protector solar de todo, é a de vestir roupas ou ficar à sombra.

Porquê?

Porque a maioria dos filtros solares estão carregados com produtos químicos tóxicos que podem realmente acelerar o cancro da pele ou entrarem na sua corrente sanguínea onde eles podem interromper as suas hormonas. Para além disso a a protecção que os fabricantes alegam dar é muitas vezes enganosa devido à aplicação inadequada.

Portanto, você nem sempre precisa aplicar protector solar, e você definitivamente quer ter alguma exposição à Luz solar de forma segura todos os dias, o que também está demonstrado ajudar a proteger contra até 16 tipos diferentes de cancro incluindo o da mama, cólon, endométrio, esófago, ovário, bexiga, vesícula biliar, gástrico, pancreático, próstata, rectal e renal, assim como o linfoma não-Hodgkin.

A roupa de algodão fornece um factor de protecção solar 15, por outras palavras, você terá cerca de 15 vezes a protecção solar normal da pele, onde quer que você cubra o seu corpo com roupas. Basta lembrar que, mesmo com roupas de protecção no seu corpo, ainda é importante monitorizar a sua pele para os sinais indicadores de queimadura.

Lembre-se que as queimaduras não fornecem nenhum benefício e nunca é bom para a sua pele.

Desta forma podemos afirmar que Gisele Bundchen está certa?

Até muito recentemente, todos os filtros solares não filtravam a radiação UVA. Filtravam a UVB, assegurando-se de que o seu corpo não poderia produzir  toda a vitamina D ao deixar ao deixar passar os UVA completamente. Portanto, houve uma forte recomendação da comunidade médica para usar protector solar, mas este conselho realmente aumentou o risco de cancro eliminando a capacidade do seu corpo para fabricar vitamina D!

A outra questão é qual o tipo de produtos químicos que o protector solar usa para criar a barreira contra as ondas UVA?

Os produtos químicos sintéticos muitas vezes utilizados nas preparações dos protectores solares podem entrar na sua corrente sanguínea e podem causar todos os tipos de efeitos secundários tóxicos e indesejados, incluindo a disrupção hormonal.

Alguns destes produtos químicos são:

  • OMC (metoxicinamato de octilo)
  • Octocrileno
  • Avobenzona
  • Oxybenzona
  • Homosalato
  • Octinoxatro
  • Octisalato

This Is Why Sunscreen Will Actually INCREASE Your Risk Of Skin Cancer

Portanto, se Gisele se referia aos protectores solares que contêm essas substâncias químicas sintéticas que não interferem com os raios UVA, então ela estava absolutamente certa!

Alternativas de protector solar mais seguras

No entanto, existem opções para providenciar protecção solar segura durante os momentos em que você pode for capaz de controlar a quantidade de exposição solar que provavelmente receberá. Por exemplo, se você levar os seus filhos a um parque de diversões ou à praia, você poderá estar exposto á luz solar directa durante todo o dia.

Para obter a protecção solar natural de ambos os raios UVA e UVB, você vai querer usar um produto protector solar que contenha os ingredientes activos de dióxido de titânio e óxido de zinco. A minha equipa de investigação identificou o que consideramos ser uma protecção solar superior e pode encontrar mais informações sobre isso aqui.

Você terá de ser cauteloso para não incluir qualquer vitamina A no seu protector solar, ou os seus derivados retinol e retinil palmitato.

Outros ingredientes seguros que nutrirão a sua pele incluem o:

  • Óleo de coco
    • Óleo de jojoba
    • Óleo de girassol
    • Manteiga de karité
    • Vitaminas D e E
    • Óleo de eucalipto

A Vitamina A – um perigoso aditivo dos protectores solares

A indústria dos protectores solares utiliza a vitamina A nas suas formulações porque é um anti-oxidante que é pensado para ser um retardador do envelhecimento da pele. Mas de acordo com a história da AOL citada acima, o estudo da FDA sobre as propriedades fotocarcinogénicas da vitamina A revelou que:

Os tumores e lesões desenvolveram-se até 21 por cento mais rápido em animais de laboratório revestidos por um creme de vitamina A que nos animais tratados com um creme sem vitamina.

Esta conclusão veio da análise ambiental do grupo de trabalho das descobertas divulgadas pelo FDA e pelo programa nacional da toxicologia.

Porque é que a FDA não divulgou essas descobertas e alertou o público para os possíveis perigos de usarem um protector solar que inclui a vitamina A ou os seus derivados?

Ninguém sabe realmente porque é que a FDA se recusa novamente a ouvir os seus cientistas e médicos. Mas este tipo de comportamento tornou-se no procedimento operacional padrão da FDA, uma agência que rotineiramente protege os interesses comerciais das corporações em vez de seguir o seu mandato declarado de proteger a saúde pública.

O nosso protector solar costumava ter vitamina A nele até que eu descobri os problemas de saúde potenciais que estavam associados a ela. Nós imediatamente deixamos de o usar mas, no entanto, muitas outras marcas ainda o incluem nas suas fórmulas e por isso então tenha sempre o cuidado de verificar os rótulos ao comprar protectores solares.

Como procurar o seu protector solar

Graças ao Grupo de Trabalho Ambiental agora você pode saber exactamente qual o nível de segurança e de eficácia do seu protector solar. Confira aqui o guia para protectores solares do Grupo de Trabalho Ambiental.

No seu site também estão listados os protectores solares que contêm o titânio e o zinco e que obtiveram as classificações mais altas, bem como fornece algumas opções classificadas como tendo uma toxicidade mais baixa.

O site é também contém imensas referências aos factos surpreendentes sobre os protectores solares e contem também um filtro de pesquisa de protectores solares expondo os piores e absolutos criminosos na escala da toxicidade. E por último, de acordo com o seu site, 1 em cada 8 protectores solares vendidos no mercado hoje em dia não oferecem nenhuma protecção contra raios UVA!

A astaxantina como o protetor solar interno mais em voga!

Sim, um nutriente específico foi identificado como sendo profundamente útil na protecção contra os danos causados ​​pelo Sol!

A astaxantina saltou recentemente para a linha da frente no que diz respeito ao seu estatuto como “supernutriente”, tornando-se o foco de um número grande e crescente de estudos científicos revistos ​​por pares. É produzido a partir de algas marinhas em resposta à exposição à Luz UV. Esta é a forma através da qual as algas se protegem, sendo que assim faz todo o sentido que esta substância profundamente pigmentada tenha capacidade de criar um “escudo” para si quando é ingerida nas quantidades suficientemente elevadas ao longo do tempo suficientemente prolongado para saturar os tecidos do seu corpo. Normalmente, demora várias semanas.

Um dos benefícios da astaxantina que captou o interesse dos investigadores é a sua capacidade de reduzir os sinais de envelhecimento ajudando a proteger a sua pele dos danos do Sol.

A Cyanotech Corporation financiou um estudo através de um laboratório independente de pesquisa para consumidores para medir a resistência da pele à Luz UVA e UVB, antes e depois da suplementação com astaxantina. Depois de tomar 4mg por dia durante duas semanas, os indivíduos mostraram um aumento significativo na quantidade de tempo necessário para a radiação UV avermelhar a sua pele.

Estudos em animais fornecem mais evidências dos efeitos da astaxantina como um filtro solar interno. Considere o seguinte:

  • Em 1995, ratos sem pêlo foram alimentados com várias combinações de astaxantina, beta-caroteno e retinol durante quatro meses. Após a irradiação, a astaxantina sozinha ou em combinação com o retinol foi substancialmente eficaz na prevenção do fotoenvelhecimento da pele (medida por marcadores para danos na pele).
  • Num um estudo de 1998 com ratos, foi descoberto que a astaxantina era 100 vezes mais potente do que o beta-caroteno e 1000 vezes mais que a luteína na prevenção do stresse oxidativo induzido pela luz UVA.
  • O Journal of Dermatological Science publicou um estudo em 2002 em que descobriu que a astaxantina é capaz de proteger contra alterações no DNA humano induzido pela exposição à Luz UVA.

Algumas outras dicas para diminuir o risco de queimaduras

Controlar a sua exposição Solar nem sempre é possível, e às vezes até os mais vigilantes de nós esquecem-se de trazer o protector solar natural adequado quando estamos mais expostos.

Então, qual é a melhor maneira de garantir que o seu corpo está preparado para ter a melhor defesa contra a superexposição aos raios UVA nocivos do Sol?

Consumir uma dieta saudável cheia de antioxidantes naturais sempre foi uma estratégia útil para não só ficar saudável, mas também fornecer ao seu corpo os recursos para combater os danos da exposição à radiação ultravioleta. Alimentos frescos, crus e não processados ​​fornecem os nutrientes que o seu corpo necessita para manter um saudável equilíbrio dos óleos ômega 6 e ômega 3 sua pele, que é a sua primeira linha de defesa contra queimaduras solares.

Se você está regularmente consome alimentos processados ​​e as suas células estão carregadas principalmente com gorduras danificadas, oxidadas, você simplesmente não está a dar à sua pele a protecção de gordura adequada que ela precisa ao nível celular.

Legumes frescos e crus também fornecem ao seu corpo uma abundância de poderosos anti-oxidantes que irão ajudá-lo a combater os radicais livres causados por danos causados pelo Sol que podem criar queimaduras e cancro.

Você também pode certificar-se usa um chapéu com pála para proteger o seu rosto e os olhos da Luz solar directa, juntamente com roupas suficientes para proteger a sua pele do contacto directo com o Sol. A maioria das roupas de algodão dará uma protecção de aproximadamente 15 SPF.

Para além disso evite usar óculos de Sol, porque acredite que os seus olhos precisam de receber todo o espectro de Luz para funcionarem de forma ideal e os óculos escuros bloqueiam algumas ondas essenciais do espectro de Luz. Então, na medida em que receber a sua saudável e necessária exposição diária à luz solar directa para optimizar os seus níveis de vitamina D, você vai querer certificar-se que deixa de usar os seus óculos de Sol.

Fontes: http://www.bodymindsoulspirit.com/this-is-why-sunscreen-will-actually-increase-your-risk-of-skin-cancer/ e http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2011/04/22/new-study-shows-many-sunscreens-are-accelerating-not-preventing-cancer.aspx

Deixar uma resposta

Top
%d bloggers like this: