Relatório GoldFish ~ Mesa Redonda sobre Exopolitica com COBRA, Embaixador dos Dragões Vermelhos, Alfred Webre e Max Steel ~

cropped-cropped-l-php1

Relatório GoldFish Mesa Redonda sobre Exopolitica – Parte 3.
“Manifestando nossa nova sociedade.” Com COBRA, o Embaixador da família Dragão Vermelho, Alfred Lambremont-Webre e o Capitão Max Steel – 29 de julho de 2016.

LOUISA – Olá a todos, bem-vindos ao Relatório GoldFish. Sou Louisa a vossa co-anfitriã. Hoje prometemos um relatório GoldFish muito especial. Esta é a terceira parte de nossa mesa redonda sobre exopolítica e o foco de hoje é a criação da nossa Nova Sociedade. Na discussão deste processo em que manifestaremos isso, gostaria de colocar nosso foco na parte da manifestação em si na medida em que discutimos, à medida que falarmos as nossas palavras aqui ditas, elas irão manifestar o que falarmos aqui hoje. Estou muito animada por receber os nossos convidados muito especiais para ajudar nessa tarefa. Temos connosco o COBRA, e muito obrigado mesmo por se juntar a nós, a quem damos as boas-vindas pelo seu retorno ao Relatório GoldFish.

COBRA – Muito obrigado pelo convite. Estou ansioso por esta emocionante discussão.

LOUISA – Temos Alfred Lambremont-Webre, obrigado por se juntar a nós hoje Alfred.

ALFRED – Muito obrigado, estou feliz por estar aqui.

LOUISA – Temos também o capitão Max Steel e a sua parceira de Nicole Steel que também estão na Radio Wolf Espirit juntando-se a nós. Max e Nicole, obrigado pela participação.

MAX – Obrigado. É um prazer estar aqui com estes ilustres convidados tão importantes para a humanidade, e estou contente e honrado por estar aqui com todos vós.

LOUISA – E é claro que gostaria dar as boas-vindas ao nosso excelente anfitrião, o embaixador da família Dragão Vermelho, bem-vindo Embaixador.

EMBAIXADOR – Muito obrigado. Boas-vindas a todos os convidados.

LOUISA – Apenas para registo, também convidei Simon Parkes para estar aqui hoje connosco, mas acho que teve problemas na ligação à Internet. Hoje temos um Relatório GoldFish muito especial e, como mencionei, esta é a Mesa Redonda sobre Exopolítica.  A razão pela qual estamos a promover estas mesas redondas é para que possamos ter as pessoas que estão preocupadas com Humanidade e o processo de Divulgação a prestar informações às pessoas que não são relatadas no fluxo principal dos meios de comunicação social convencionais e que são de fundamental importância para a Humanidade no que diz respeito ao que está a acontecer no nosso planeta. A coisa mais importante que desejamos discutir é a co-criação do nosso novo futuro. O que eu gostaria de fazer agora é passar um pequeno vídeo clip para dar o mote aqui, de modo que todos nós possamos começar a partir do mesmo ponto como um só coração. Para iniciar a manifestação e a discussão a partir de um lugar de compaixão e Amor, para a intenção e manifestação. Gostaria de começar com este vídeo do YouTube intitulado “Uma mensagem para a Humanidade”. Trata-se do famoso discurso de Charile Chaplin no seu filme “O Grande Ditador”:

LOUISA – Uau, muito comovente. Este é um óptimo ponto de partida. Uma forma de lembrar onde é que nós, como Humanidade, estivemos e para que coletivamente possamos nos nossos corações construir a nossa Nova Sociedade com compaixão e Amor nos nossos corações pelo outros. Espero que este vídeo tenha tocado, nem que seja por um pouco, os corações de todos aqui hoje, porque queremos o melhor para a Humanidade e é por isso que estamos aqui para que possamos manifestar isso. Como que têm de ouvi-lo com a música para o sentirem nos vossos corações. E, dito isso, gostaria de escolher e discutir algumas das muitas boas citações e imagens pungentes do vídeo. “O Reino de Deus está dentro do homem”. Vamos começar com COBRA. COBRA, “O Reino de Deus está dentro”. Esta não é uma declaração nova, mas acho que temos de olhar para isso de uma forma completamente diferente  e o que você fala em relação às suas meditações, ir para dentro, e abertura dos chakras. Você poderia começar esta conversa respondendo a essa afirmação?

COBRA – A minha perspectiva é que através da interiorização você irá encontrar todas as respostas, todas as orientações e irá manifestar ou, diria, que juntos iremos manifestar a nossa Nova Sociedade em primeiro lugar através da interiorização, estendendo a mão para a visão e manifestando a visão sobre o físico. Então precisamos, em primeiro lugar, de mudar o mundo de dentro para fora.

LOUISA – Cobra, estamos falando do metagene? Existem muitos investigadores que falaram sobre o facto de que os humanos possuem uma coisa chamada metagene. É desta forma que manifestamos através deste metagene, Cobra? Isto é algo único, o que há de tão especial sobre os seres humanos?

COBRA – Toda as espécies no Universo possuem isso. A Humanidade está numa posição única, porque este planeta tem um maior contraste, formas de vida mais complexas, e é um ponto focal para as transformações cósmicas. Todavia, isso está realmente acontecendo em todos os lugares, é um processo universal.

LOUISA – Teria essa capacidade sido sequestrada da Humanidade para fins nefastos pela Inteligência Artificial ou arcontes?

COBRA – Eu diria que existem forças opostas que tentaram sequestrar o processo e o livre arbítrio, mas a decisão inicial de todos neste planeta de se juntarem a esta realidade foi uma escolha de livre arbítrio, quando assinaram o contrato. Precisamos de cancelar esse contrato e usar novamente nosso livre arbítrio.

LOUISA – E como podemos cancelar esse contrato?

COBRA – Simplesmente usando o livre arbítrio para dizer não a isso. Não queremos mais isso, queremos um mundo diferente, queremos uma realidade diferente. É muito simples. E é por isso que as pessoas estão a despertar, e é por isso que temos todos os blogs e essa actividade e reacções acontecendo agora em todo o mundo para dizer não a isso. Não precisamos de concordar com isso, nós podemos mudar isso.

LOUISA – Por isso precisamos de nos fortalecer?

COBRA – Podemos. Se soubermos o que queremos, se mantivermos a nossa visão e consciência de que realmente podemos, iremos manifesta-la. Não é algo que não possa ser feito. Leva tempo, é preciso perseverança, mas isso pode ser feito. E isso será feito.

LOUISA – Obrigado Cobra. Existe uma pesquisadora chamada Mary Rodwell que foi recentemente entrevistada no Relatório GoldFish e que tem um livro chamado de “O Novo Humano”, em que sua investigação é baseada e no que o seu trabalho é sistematicamente focado, na ideia do “Novo Humano” e é tirada da sua pesquisa com as crianças de hoje que estão encarnadas e que possuem habilidades incríveis. Elas estão a chegar com habilidades linguísticas sem correspondência nas línguas da Terra. Eles estão a chegar com memórias de tecnologias e habilidades de engenharia ainda não são conhecidas. Estão a chegar com a capacidade de falar com fadas e experiências interdimensionais. Aparentemente, à noite, vão para as naves onde tem aulas de vários tipos de habilidades, tais como aprender a voar, etc. O que está acontecendo COBRA? É o nosso DNA que está a ser actualizado? Será que isso vai ajudar-nos a manifesta-lo?

COBRA – Não é apenas o DNA, é toda uma transformação interior, não apenas no corpo físico. São as nossas emoções, a nossa mente, as nossas percepções, a nossa personalidade, a nossa conexão com a nossa Fonte, com nosso Eu Superior. Tudo isso está a ser transformado. É parte de um processo cósmico.

LOUISA – Na nossa última Mesa Redonda sobre Exopolitica COBRA, você falou que estávamaos indo para a 4ª e 5ª dimensão e achei muito interessante que o que disse sobre estarmos a tentar resolver os problemas actuais na forma tridimensional de pensar e que realmente não era útil para nós. Agora vou trazer o Capitão Max Steel. Max também acha que este Evento está muito? Não sei se você está a falar do mesmo Evento que Cobra se refere, mas eu acho que está. Quer explicar esse Evento a que se refere como um observador remoto?

MAX –  Sim, é uma grande honra estar com todos vocês hoje. No Domingo, tive uma visão muito clara e que realmente me chocou. Eu sou um comandante galáctico. Lá fora no espaço tenho uma nave e tenho várias naves de 120.000 milhas de extensão, maiores do que Júpiter na minha frota. Tive uma visão de uma grande nave espacial que, comparada com a minha, esta grande nave parecia um feixe escuro ao lado do Sol e a minha parecia uma moeda de dez centavos em relação a esta nave. Confirmei isso com outros médiuns, incluindo Nicole que está aqui conosco e Jessica Marrocos. Ela está a vir para cá e estes seres que estão a bordo dessas naves não são nada como já vi antes. Eles têm uma couraça sobre si mesmos, possuem grandes garras e suas faces são escuras e muito assustadoras para um ser humano normal. Embora, eu não tenha medo de nada disso, não tenha medo ou ego, estou preocupado com o que pode acontecer quando ela chegar.

Disseram-me que a cabala estaria usando esta gigantesca nave para assustar a humanidade na Terra, mas que essa não era a razão pela qual eles estão aqui. A razão pela qual eles estão aqui é para remover toda a cabala, todas as entidades negativas que estão aqui neste planeta. Eles disseram-me que este será o dia do julgamento e que este é o Evento de que os seres humanos têm estado à espera. Estão a vir para cá para remover as entidades negativas que estão aqui, incluindo os seres humanos que têm causado problemas, inclusive aqueles aqui que estão em prisões, seriam todos removidos, todos eles. Também estão a vir para limpar a atmosfera, a água contaminada e remover totalmente todos os produtos químicos do planeta como se nunca tivessem existido. Estou à espera que isso realmente aconteça.

LOUISA – Isso é muito interessante, porque parece que não existe tecnologia capaz de fazer isso e que houve outras pessoas alegando que os ETs estão aqui e sempre estiveram aqui e que, de facto, impediram prováveis guerras nucleares várias vezes neste planeta. Deixe-me perguntar ao Alfred. Temos muito a superar. Sobre a manifestação da nova sociedade, Alfred, como você vê as mudanças a acontecerem dentro da sociedade, não só como alguém que trabalha na comunicação, mas com a sua formação em Direito e Exopolítica. Como é que vamos manifestar a nossa nova sociedade? O Evento acontecerá da maneira como Max ou como Cobra descreve? Não será uma transformação planetária e num nível social, o que você vê a acontecer Alfred?

ALFRED – Bem, são muitas perguntas numa só. E, em primeiro lugar, não existe ‘ou’ entre o que Cobra e Max disseram, é um ‘tanto’ ‘e’, de forma que podemos trazer a ciência objectiva actual para sustentar o que ambos disseram e eu gostaria de fazer isso agora. Isto vem directamente de nossos estudos empíricos em Exopolítica e eu vou começar pelo Max, em primeiro lugar. Se, por exemplo voltarmos para o ano de 2010 e ao caso de Stanley Fullham, que é um oficial do NORAD há muito tempo em Winnipeg, Manitoba aqui no Canadá, e que é um colega meu. O seu trabalho no NORAD era despachar os interceptores a jacto, toda as vezes que havia uma invasão UFO no espaço aéreo do NORAD.

Ele estava familiarizado com os protocolos e com OVNIs e OVNIs interdimensionais. Depois de se aposentar, ele foi contactado por um cluster avançado de almas interdimensionais, provavelmente da sétima densidade, que disseram que queriam colocá-lo em contacto com o Conselho Regional da Governança Galáctica, os Alfas Centaurinos, os Sirianos e outros que realmente formam o Conselho Regional da Governança Galáctica que estava no comando do projeto Homo Sapiens de que somos um exemplo. Realmente são aqueles que estão no comando da criação do planeta, a nível do universo físico, não no nível dimensional espiritual, que é um nível de alma que supervisiona tudo. Naquela época eles entraram em contínua e intensa comunicação com Stanley Fullham. Tudo isso está no seu livro. Eles lhe disseram que iriam aparecer sobre Nova York em 15 de outubro de 2010, para mostrar sua frota e que escolheram Nova York porque era um centro de comunicações, finanças e governo em todo o mundo e que a população de Nova York como todos sabemos, é indiferente e que não iria se assustar.

E aquele que ler o seu artigo em exopolitics.com sobre isso verá as pessoas a olhar para a esquina da 38ª e Madison Avenue numa espécie de indiferença, com respeito a revelação da frota determinada para essa data. Então Stanley Fullham publicou um livro, no início de 2010, que dizia que a frota iria sobrevoar Manhattan em 15 de Outubro de 2010 e todos que estavam na ExoPolitcs disseram: “Se Stanley não teria perdido o juízo? Sabe o que acontece às pessoas que fazem previsões com datas exactas? Elas são destroçadas. Bem, a 15 de Outubro de 2010 a frota apareceu sobre Manhattan. E, claro, houve a contra-inteligência que disse que “Eram balões” e você sabe quem era a contra inteligência.

Agora, porquê a 15 de outubro de 2010? Porque, no dia seguinte aconteceu a reunião do Conselho do Espaço Exterior da ONU. As suas naves sobrevoaram a sua base em Vienna e o seu diretor, uma mulher, fez um discurso sobre os protocolos a serem adotados quando a Terra entrasse em contacto com uma civilização extraterrestre. Então é por isso que este nível de interacção estava a acontecer em 2010, que era bastante avançada. E o que eles disseram a Stanley na época era que, conforme seu plano de acção, a Frota Galáctica iria entrar quando a densidade estivesse suficientemente aberta. Que a data ideal para a abertura desse portal acho que era em 2025 e que, também, seria quando o portal da quarta densidade começaria a aparecer… Bem como para a 5ª densidade e além, que eles vão pousar e farão um discurso não traumático na ONU. Dessa forma eles irão proceder como disse o capitão Max, limpar o meio ambiente. Está tudo muito especificamente definido no livro de Stanley Fullham.

Eu acompanhei com toda uma série de entrevistas no balanço de 2010. Ele adiantou-se e previu que haveriam avistamentos em Londres e em Moscovo em Dezembro e aconteceram. E então as forças negativas, provavelmente eu acho que a NSA, CIA, MI5 entraram e o assassinaram com um cancro no pâncreas fulminante que o matou até ao final do ano. Eu tenho a última entrevista com Stanley Fullham antes de ele morrer com cancro. Assim, alguém que realmente sabe das evidências documentadas com fotografias coordenadas com as fotografias actuais é o Randy Kitcher, que é um estudante brilhante de mestrado de nível de pós-graduação, da Universidade de Manitoba, e que era um colega que morava perto de Stanley Fullham. E ele é, provavelmente, um dos principais, se não o principal ufólogo no Canadá porque ele entende as entidades interdimensionais assim como de porcas e parafusos. Nós fizemos várias entrevistas com Stanly e Randy fez entrevistas independentes sobre o UFO de Nova Iorque, o de Londres e o de Moscovo. Não é só isso, mas também houve avistamentos em Jerusalém sobre a cúpula da mesquita onde ficou claro que eles tiveram que integrar e desconstruir a inimizade entre o islão e o cristianismo e que foi parte do que ele estava a falar. E aqueles UFOs do Mossad vieram, e como disse, era apenas desinformação da Mossad, mas mostramos que era impossível ser uma operação do Mossad e isto serve apenas para documentar capitão Max. Eu posso, agora mesmo, documentar exactamente e de forma científica o que COBRA estava a falar sobre sobre movermo-nos para a ascensão na quarta e quinta densidade, se começarmos a olhar para desde 2012, para os intervalos a partir de 2012 a 2025, em termos do grande ano ou o que chamamos na tradição oriental os Yugas que são 25.800 anos, a precessão dos equinócios na qual que estamos agora.

Isso é a mudança entre o caliyuga para o satiyuga, na qual estamos agora, e são esses portais, que são conhecidos no Ocidente desde o tempo de Platão no Oriente desde sempre, que este é o tempo, como o Cobra diz, de interiorizar. Porque a Ascensão é interna, não é para fora, onde você normalmente tem a terceira e quarta densidade do Universo. Uma máquina de lavar Almas do Universo. Você sabe, assim como você tem os ciclos numa máquina de lavar como lavar, enxaguar, rotação, a terceira densidade é como o ciclo de lavagem, a quarta densidade é como o ciclo de enxaguamento e depois a quinta densidade é como o ciclo de centrifugação.

E então o que Max disse sobre a frota que está a chegar e dispersar as almas do mal, sim, porque as almas que se servem a si mesmas não podem subir para a quarta e quinta densidade, elas estão a ser levadas para fora do planeta para completar os seus ciclos particulares e ascender. Se você olhar para o ponto de vista do Omniverso, o que fizemos foi estabelecer um modelo baseado na ciência do Universo, no Multiverso e no Omniverso e como eles interagem como um único sistema integrado, basicamente, para a criação e desenvolvimento da alma.

LOUISA – Uau, isso é muito rebuscado Alfred, e como um futurista é isso que você faz, para nos dar uma perspectiva mais alargada. E no nosso espaço em que estamos hoje, concentraremo-nos em manifestar! O que precisamos fazer para manifestar o que está para vir em termos da nossa nova sociedade, família, trabalho e agricultura. Vamos falar sobre isso para que possamos manifestá-lo juntos. Deixe-me passar ao embaixador para falar sobre o novo sistema financeiro. Obviamente, o sistema financeiro que temos não está a funcionar. O que é que você acha Embaixador. Será a melhor forma de avançarmos, com um novo sistema financeiro? Será que ainda precisamos de dinheiro, de todo?

EMBAIXADOR DV – Acredito que precisamos de alguma forma de trocas comerciais. Para serviços e mercadorias e seja o que for. Porque isso também tem a ver com o nosso próprio desenvolvimento independente. Por isso tem de ser equilibrado. Infelizmente o que tem que ser feito é que o actual sistema que temos hoje é construído sobre falhas. Então eu acho que precisamos de uma grande reforma no sistema financeiro e precisamos que o mundo seja representado neste novo sistema financeiro, e que as nações devem ter as suas verdadeiras vozes ouvidas. E hoje você vê o FMI, que é basicamente a América e Europa, e o resto do mundo tem que respeitar as suas decisões. Eu não acho que representa o resto do mundo que compõe a comunidade internacional. Ouvimos tantas vezes as pessoas a falar sobre o que os Estados Unidos e a Grã-Bretanha afirmam, de serem eles que estão a representar a comunidade internacional, e cada vez que falam sobre a comunidade internacional é apenas a Grã-Bretanha e os Estados Unidos, e eu acho que este tipo de mentalidade tem que ser removida. Eu acho que é importante que nações como a Índia, China, Rússia e muitos outros países com grandes populações, em que as suas populações e as suas capacidades também evidenciam que são os maiores donos do capital e garantias de empréstimos do que os Estados Unidos e outras nações tem feito.

Precisamos encontrar alguma forma de verdadeira reconciliação e uma auditoria adequada e uma forma clara para avançar. E é por isso que eu acho que nos próximos meses, quando pudermos observar essas competências a serem redistribuídas, acredito que veremos as moedas a moverem-se para cima e para baixo em determinados lugares e que deverão estabilizar no seu verdadeiro valor. Agora estamos num estágio de terceira Guerra mundial, já é uma guerra que está a acontecer, e temos também uma guerra financeira como temos vindo a falar, onde as pessoas estão manipulando as moedas como um acto de guerra, ou quase. Eu acho que é importante todos nós sentarmo-nos e mudar do Ocidente para o Oriente já, porque o Oriente é onde a maioria das pessoas vive. E devemos ter um mundo que é representado pelas pessoas de sua população, não representada por algumas oligarquias que controlam tudo. Como eu disse antes, como você pode ver com a tentativa de golpe na Turquia, isto é exactamente o que tenho chamado a atenção desde que eu comecei, as pessoas devem assumir a responsabilidade e enfraquecer o seus governos criminais, mas neste caso parece que era apenas uma operação secreta para que ele pudesse tomar o poder final e ter o direito de executar toda a oposição. Mas nós como nações precisamos nos unir e as pessoas precisam se unir para lutar contra esta tirania que vemos no planeta e não concordarmos com todos estes disparates.

Agora, há uma eleição em curso nos Estados Unidos, que é basicamente um insulto à Humanidade onde você tem outros dois, um é a praga e o outro é a cólera, e é entre isso que você tem que escolher. E independentemente do que você escolher você irá para o inferno, e quando você tem esse tipo de situação apresentada na sua cara e as pessoas não reagem e as pessoas nem sequer fazem qualquer coisa, isso impulsiona a agenda de pessoas tenebrosas que vêem que eles ainda têm um fácil controle sobre as massas ignorantes ou o que você lhes quiser chamar, que é só ir para a frente para tentar sobreviver, não pensam sobre os seus direitos e não executam e usam as suas vozes para reivindicarem os direitos que têm. Penso que é importante que nós, como populações e todas as populações em todo o mundo assumam a responsabilidade, unifiquem e lutar contra este pequeno grupo de pessoas da elite que sequestrou o sistema por um longo tempo, protelando a implementação do 555 por um longo tempo, adiando esta nova era de prosperidade. Isto é algo que podemos enfrentar com muita facilidade com a nossa própria vontade. Temos nações, temos pessoas em governos que são extremamente favoráveis à população do mundo e, depois, temos um pequeno grupo de pessoas a que eu chamaria de organizações terroristas do Atlântico Norte ou o que chamamos NATO, que continuamente querem manter o mundo à beira de uma guerra nuclear, e eu acho que nós precisamos enfraquecer este tipo de liderança.

Mas, então, você tem todos os agentes de desinformação, as pessoas que vivem num mundo de fantasia incrível que afirma isto e aquilo, e eles devem fazer isto e aquilo e no fundo não têm nada. E então você tem pessoas a dizer que são representantes da família Dragão ou são a família Dragão e contam histórias que vêm directamente da Walt Disney. Eu acho que é importante discernirmos com muito cuidado o que você vê nos meios de comunicação social e o que você ouve de pessoas. Mas se vamos ter sucesso, e acredito que a Humanidade tantas vezes durante a nossa existência se uniu e derrotou tanto mal, e se uniu e fez as coisas melhorarem, e eu acho que este é o momento para uma revolução de verdade. E eu espero que nós entremos numa nova dimensão ou numa compreensão maior, embora eu ainda não tenha visto tantas evidências disso, espero realmente que isso venha muito rápido, porque para salvar a maioria das pessoas neste planeta eu acho que precisamos agir agora e não devemos ficar sentados nas nossas cadeiras e pensar que alguém nos vai nos salvar. Acredito que precisamos salvarmo-nos a nós mesmos. Essa é a minha opinião pessoal.

LOUISA – Obrigado, Embaixador. Uma das coisas interessantes sobre esta questão do dinheiro é que você sabe que o dinheiro realmente corrompe as pessoas, infelizmente, e é uma espécie de história ovo ou a galinha, ou seja o que é que vem primeiro? A pessoa é espiritualmente falida ou é primeiro corrompida, ou a pessoa começa com boas intenções e, posteriomente, o poder associado ao dinheiro corrompe-os? Cobra, há outros sistemas planetários que existem sem este sistema monetário? E como eles, então, lidam com a troca como o embaixador estava dizendo? Existe uma alternativa, COBRA?

COBRA  Basicamente, o sistema monetário que temos neste planeta foi importado do sistema estelar da constelação de Orion. É um sistema de escravidão através da dívida, que é realmente usado para controlar as populações, e isso não é absolutamente necessário. Quando as forças controladoras forem removidas ninguém será capaz de suprimir tecnologias avançadas que serão capazes de criar qualquer coisa a partir da substância etérea. Assim, teremos replicadores, e quando as pessoas têm replicadores, o dinheiro como um modo de troca vai perder seu valor, porque todos vão ter um replicador que será capaz de materializar em casa tudo o que precisar. O valor real da troca é a nossa própria essência, a nossa própria presença, e nas civilizações mais avançada pelo Universo essa troca acontece energeticamente como um acto de amor. Não é algo que precisa ser medido. Porque há abundância de tudo e o sistema monetário neste planeta foi criado a partir da perspectiva da falta, que não existe o suficiente. E a única razão pela qual não há o suficiente é porque alguém está a suprimir o fluxo da abundância na superfície planetária e é por isso que temos uma quarentena. E quando o estado de quarentena do planeta for removido o fluxo da abundância irá fluir através de toda a Humanidade. Estou a falar de abundância física mas também espiritual aqui, e quando as portas da abundancia forem abertas não haverá mais necessidade de dinheiro.

Claro que isso não pode acontecer imediatamente após o Evento. Haverá um certo período de transição, mas não vai ser longo. Será apenas o tempo suficiente para a Humanidade integrar a mudança e acostumar-se aos replicadores depois de processar toda a informação que será lançada. Então, depois do planeta passar pelo processo de integração não há absolutamente nenhuma necessidade de dinheiro sob qualquer forma.

LOUISA – Cobra, você disse que estes são replicadores moleculares, é isso que você quer dizer quando diz replicadores?

COBRA – Estes não são apenas replicadores moleculares, eles realmente materializam a matriz de qualquer objecto físico no plano físico.

LOUISA – Como a tecnologia era definitivamente o tema que queríamos abordar aqui hoje também, e uma vez que falamos sobre este tema, vamos manter-nos fiéis a ele. Com o teletransporte. Nós queremos esta tecnologia, queremos energia livre. Antes de eu ir para si Cobra, eu gostaria de partilhar no ecrã com todos cós algo que foi notícia hoje, embora para o Cobra, isso não seja novidade e todas as pessoas que seguem o Cobra já sabem e já estão conscientes do que são os taquiões mas, nós aqui temos um físico teórico muito conhecido e respeitado que é o Michio Kaku, falando sobre a descoberta da “a força que governa tudo”. Ele se refere a isso dizendo “Os taquiões são partículas teóricas capazes de arrancar a matéria universal ou o espaço vazio entre partículas da matéria, deixando tudo livre da influência do universo circundante”. Ao descobrir isso, Michio Kaku conclui que “vivemos em numa matriz”. COBRA, você pode comentar sobre isso e ajudar-nos a entender isso melhor?

COBRA – Sim, quando eu li este artigo constatei que é exactamente o que eu venho falando desde há anos sobre a energia taquiónica. É tudo muito familiar para mim e é uma boa confirmação vindo de alguém que é na realidade um dos pais da Teoria das Cordas. Então, eu vou dizer que é um aspecto interessante na Divulgação maciça, o facto de que a ciência dominante está lentamente começando a aceitar certas coisas que não eram aceitáveis antes, porque a posição da doutrina física ortodoxa era de que não havia taquiões. A sua existência era impossível à luz da teoria da relatividade especial e nada poderia ser mais rápido do que a luz e este era o mantra da física ortodoxa. E agora novamente estamos a aproximar-nos mais da verdade real e, claro, qualquer pessoa que tenha qualquer esse tipo de conexão espiritual sabe que a velocidade da Luz não é a velocidade máxima no universo.

LOUISA – Sim e, claro, aqueles que são telepáticos já sabem disso. Apenas através da telepatia, sabemos que não é o caso (COBRA – sim, exactamente). Certamente, os naves UFO viajam a velocidades superluminais. Eu esboço no meu alpendre à noite e eu olho para as estrelas e vejo tantas coisas a voar muito rapidamente e, embora eu esteja numa grande área metropolitana onde há aeroportos não muito longe, estes não são aviões, eu sei eles não são aviões pois eles realmente parecem voar tão alto como as estrelas e com uma luz constante. Há um grupo de irmãos de nome Cousin Brothers que têm  um site chamado Third Phase of Moon e um canal no YouTube e eles tinham um companheiro que recentemente que convocou um UFO a aparecer e os primos filmaram este homem usando a sua técnica e o UFO apareceu. Ele afirma que todos nós podemos fazer isso. Estamos a falar de coisas que a nossa ciência não está a revelar para nós. Para as pessoas que estão despertas e conscientes esta foi realmente uma longa espera. Mas no espaço em que estamos agora queremos criar, pensar e manifestar um mundo melhor. Deixe-me ir para o Cobra para ver se ele tem um comentário sobre isto antes de eu ir para o Max, porque Max é capaz de se comunicar telepaticamente com naves desde que trabalhou na Área 51. Cobra, vamos ter teletransporte também?

COBRA – Sim, claro. O Teletransporte e materialização são dois aspectos do mesmo processo. Eu diria que é uma conformação do campo de espaço-tempo universal e todas as civilizações avançadas no universo sabem como fazê-lo. E quando tivermos o primeiro contacto e quando tivermos essa conexão com os nossos irmãos e irmãs das estrelas será uma realidade quotidiana. Este é o nosso futuro.

LOUISA – Mas você está a dizer que a tecnologia já existe. Mas não é isso o que CERN em parte faz? Se eu entendo isso correctamente, é uma questão das unidades de informação serem quebradas e depois são transportadas em uma ordem específica para que elas possam ser reagrupados no lado da recepção? Eu sei que esta é uma maneira muito básica para descrever isso e estamos a tentar mantê-la simples para os nossos telespectadores. COBRA, como é que funciona? É isso o que o CERN está fazendo?

COBRA – Não, CERN é um acelerador de partículas, não é uma máquina de teletransporte. Ele apenas tenta acelerar as partículas tão próximas quanto possível da velocidade da luz com energias muito altas para detectar partículas teóricas que foram previstas pela física clássica. Esta não é uma máquina de teletransporte. Teletransporte é o processo de quando você realmente empurra a matéria através de um buraco de minhoca hiper-dimensional e esta matéria sai do normal continuum espaço-tempo, é teletransportado e entra num continuum do espaço-tempo noutro lugar. Através de outro portal esta informação, posteriomente, viaja através de um buraco de minhoca, eu diria em uma dimensão diferente, numa realidade diferente e a informação chega ao seu destino final intacta. É basicamente um processo muito simples e todos serão capazes de experimentar isto após o Evento.

LOUISA – Você diz que é tão simples e ainda assim fomos privados disso e eu sinto que deveríamos ter tido isso há muito tempo atrás. Você sente que a Humanidade está pronta ou você sente que havia alguma razão real para tantos adiamentos?

COBRA – A Humanidade sempre sempre pronta, o problema era que a Humanidade estava a ser manipulada. O acesso à informação era restrito, mas quando a humanidade tiver toda a informação básica depois de passar por este processo de integração, ela será muito aberta receptiva e eu diria que mais de 90% das pessoas não terá absolutamente nenhum problema com a aceitação das novas e avançadas tecnologias que irão expandir os seus horizontes.

LOUISA – Obrigado, Cobra. Max, todo este conceito de ser telepático que você estava a explicar numa das nossas entrevistas anteriores, sobre ser capaz de se comunicar com esse conjunto de naves e mostrou-nos algumas fotos anteriores de alguns símbolos que tinha desenhados e foi capaz de se comunicar com este conjunto de naves quando estavam na Área 51. E, apenas para recapitular, Max era um transportador dessas naves danificadas encontradas pelo governo dos Estados Unidos e, como ele estava transportando as mesmas, descobriu que era capaz de se comunicar telepaticamente com elas. Então Max, qualquer um pode fazer isso?

MAX – Eu só sei sobre mim mesmo. Estou certo de que existem outras pessoas por aí que podem realmente fazer isso. Depois de fazer contacto, pela primeira vez como eu fiz, quando o comandante da Área 51 me levou à S4 para olhar para uma nave que estava na doca sete, ele pediu-me para a ver e perguntou se eu poderia abri-la. Eu disse que não sabia se conseguiria, que não tinha certeza, mas, posteriormente a nave começou a falar comigo telepaticamente e ela me disse o que fazer. Eu coloquei minha mão esquerda na parte inferior da nave, senti um formigamento de eletricidade na minha mão, e a porta abriu-se. Eu disse ao comandante que eu precisava entrar e ele disse que não. Expliquei a ele que eu precisava entrar imediatamente ou a porta iria fechar para sempre. Então ele me autorizou entrar na nave e, assim que entrei, coloquei minhas mãos no painel de controle à direita, na minha frente. Ela (a nave) disse-me para fazer isso. Então, coloquei minhas mãos naquele painel, era como uma prata, como um metal… Não consigo distinguir qual tipo de metal era porque a nossa tecnologia é muito diferente. A nave “abasteceu” essa eletricidade nos meus dedos, sobre a palma da minha mão, e transmitiu-me um grande flash de informações para minha mente, como um download, e eu era capaz de ver como a nave tinha sido construída, por onde ela tinha viajado, onde ela tinha sido feita, a idade da nave, ela disse-me muitas coisas. Então, depois de ter feito o contacto com ela, noutras entrevistas eu disse que era uma nave Procyon. Eu não podia revelar a verdadeira identidade no momento, mas posteriormente eu disse-o numa entrevista do Goldfish, que eu estava contente em poder revelar que foi, na realidade, uma nave reptiliana em que eu entrei. Ela reconheceu quem eu era e a razão pela qual eu vinha do futuro, não o seu futuro, eu quero deixar isso claro. Eu sou do futuro do meu sistema estelar, que está no universo 17 e na vigésima primeira dimensão, que é onde o meu povo está. Porque quando vim pela primeira vez à Terra, eu vim em 1958 e este corpo já tinha cinco anos. Ele nasceu em 1953, mas eu fui capaz de entrar neste corpo.

Eu sou um comandante galáctico, e Rei do meu sistema planetário. Vou contar-lhe sobre estas três naves das quais eu havia tirado fotos, que realmente se comunicaram comigo telepaticamente. A última das três era a única que estava se comunicava comigo e ela conhecia o meu povo e eu. Aqui está outra foto que eu tirei de uma nave na Geórgia que estava aproximadamente 200 pés acima de mim. Eu estava a comunicar-me com todas essas naves telepaticamente. Elas sabiam que o meu povo é muito pacífico e não violento. Nós não começamos guerras, nós não lutamos guerras. Somos essencialmente pela paz, amor e harmonia. Eu tenho armas na minha nave, armas muito avançadas e incríveis. Nós não matamos as pessoas. Nós podemos enviar um sinal para qualquer nave, não importa qual o tamanho seja. Então transportamos essas entidades para uma dimensão que criamos para trazer essas entidades e lá mostramos-lhes um tipo de vida onde elas podem viver sem violência. Mas, como Cobra disse agora há pouco, temos replicadores. Enviamos esses replicadores para as suas naves de um modo a que eles só podem replicar o necessário, como comida, água para beber, e tudo o que… Como posso dizer… Eles não podem usá-lo para sair de lá, ele simplesmente não funciona. Eu tenho uma imagem que me foi dada por um amigo meu que trabalhava para a NASA e é uma imagem real do Elenin. É um quadro de nove naves-mães. Ela foi tirada com o telescópio Hubble da NASA e de outros aparelhos e, na verdade, esta imagem é uma fotografia de Marte. Nós temos um telescópio lá fora, que os Estados Unidos colocaram lá em cima na órbita de Marte. Ele foi enviado para nós a partir de Marte. A NASA disse ao público que era um cometa ou asteróide, mas como poderia algo desse tipo frear e parar subitamente. Isso é o que eles disseram que era, mas não funciona dessa forma.

LOUISA – Cobra, você falou sobre o afinamento do Véu numa conferência recente que você fez e você mostrou uma imagem do céu e era um céu rosado. Será que vamos ganhar mais habilidades uma vez que este Véu se desintegre completamente?

COBRA – Sim, claro, porque a tecnologia do Véu está bloqueando as nossas capacidades mais elevadas. E quando o Véu for removido todas essas habilidades se tornarão muito naturais, especialmente para aqueles de nós que vieram a este planeta de outros sistemas estelares. Nós apenas iremos despertar para o nosso próprio poder interior. Vamos recuperá-lo.

LOUISA – Alguns de nós têm isso em certa medida. Muitas pessoas dizem: “Eu sabia que alguém ia contactar-me antes de me contactarem” ou “Eu apenas sabia que tinha algo”  e você não sabe como você sabia disso, mas você simplesmente sabia. Alfred, você estava a falar sobre o seu livro antes e eu sei que você teve suas próprias experiências interessantes. Mas Alfred, podemos falar mais sobre isso e, como Cobra disse, este Véu precisa de se desintegrar. O que você pode dizer-nos sobre isso Alfred? Como Cobra relatou, isto significa que este Véu está a ficar mais fino ou que existem buracos nele ou que existe um processo de desintegração ocorrendo? O que isso significa?

ALFRED – Sim, essa é uma pergunta muito interessante. Todos nós estamos monitorizando isto para ver. Eu apelido uma parte disso de cronogarquia porque foi usada uma tecnologia específica que é uma tecnologia secreta de viagem no tempo. Uma secreta tecnologia de transporte e viagem no tempo, já que vivemos num holograma espaço-tempo, o tempo sendo apenas uma das dimensões da altura, largura e profundidade e o espaço-tempo, onde você pode “discar” qualquer posição no nosso holograma do espaço-tempo e teleportar-se para lá, essencialmente. Eu posso muito rapidamente a descrever ao público o que temos sido capazes de documentar usando a lei da evidência que é boa o suficiente para os tribunais e que é prova visual documental, o que em registo. Eu tenho exposto aqui no meu livro “ExoPolítics” que supostamente fundou a ciência da exopolítica. Ele foi escrito aqui em Vancouver em 1999, foi publicado on-line como um e-book livre, para mudar o paradigma. Publicado em capa mole, em 2005, e prontamente viajou através da tecnologia secreta de viagem no tempo da CIA voltando para o ano de 1966, até onde sabemos. Porque eu tive uma reunião com o governador Winthrop Rockefeller, um encontro privado com apenas duas outras pessoas lá na Universidade Yale de Direito em 1966, porque ele tinha isso, a gangue dele me perseguia. E então o “cronógrafo” Andrew D. Basiago testemunhou isso como parte do projeto Pegasus em 1971 na companhia de duas outras pessoas, incluindo o seu pai, que era parte do projeto da CIA de viagem no tempo e em 1971 eu era conselheiro-geral do Departamento de Administração de Proteção Ambiental em Nova Iorque. Fui convidado para uma reunião com cerca de cinquenta oficiais do Departamento de Defesa da CIA de viagem no tempo que haviam sido informados sobre o meu livro. Eles queriam ver como eu parecia em 1971 porque sabiam que, em 29 de Julho de 2016, eu seria um delator que denunciaria que eles controlam o tempo e que eles tem uma cronogarquia, e estou soprando o apito juntamente com um exército inteiro de delatores e é assim que chegamos ao futuro com sucesso. Então, agora, isso é uma verdadeira prova, a “prova A”.

LOUISA – Mas isso é algo de que falamos recentemente, desculpe interromper, é que eles pré-seleccionaram todos os presidentes dos EUA no mesmo processo, certo?

ALFRED – Bem, agora você tem a “Prova B”. E as pessoas podem ir online e ler um artigo meu que foi publicado em 2011 na Revista Veritas na Austrália, e está tudo documentado. Temos toda a história da viagem no tempo secreta lá. Temos testemunhas oculares que estavam nas reuniões quando George H. W. Bush e George W. Bush foram informados em, 1971, sobre serem futuramente presidentes num restaurante chamado “Las Haciendas” em Sakkara, New Mexico. George W. tinha dezoito anos e ele correu ao redor da sala dizendo: “O meu pai e eu estamos indo para a presidência”, “O meu pai e eu estamos indo para a presidência”. Quero dizer, você sabe, isso é o que W. fez quando lhe disseram!

LOUISA – Bem, você foi para a escola com ele então isso você deve saber, certo?

ALFRED – Bem, W estava 4 anos atrás de mim na Universidade de Yale quando eu estava na faculdade de direito e Dick Cheney, que era vice-presidente, estava no segundo ano, quando eu era caloiro e ele foi reprovado. Então, eu tinha esses dois tipos nos meus ombros cósmicos todo esse tempo. Você não sabe. Mesmo o Stonewall teve lugar na esquina do meu apartamento de Greenwich Village na noite em que eu fiz uma grande festa, porque eu passei no exame da New York Bar. A minha vida inteira é uma operação psicológica em andamento. Sabe que o Stonewall foi apenas uma operação psicológica da CIA?

LOUISA – Bem quase tudo em nossa realidade é uma operação psicológica?

ALFRED – Assim, temos identificados o 1.º Bush, que bateu Clinton, Bush, dois, Obama cujo verdadeiro nome é Barry Sorbarka e ele é o filho de um líderd de um culto indonésio. E este próximo presidente que está para vir é chamado Donald J. Trump, e eles o informaram em 1971, goste ou não disso, Donald J. Trump. Agora, vindo em 2020 ou 2024 temos o meu bom amigo de Nova Jersey, o grande Estado-Jardim de Nova Jersey, estamos contando com você Louisa, você irá libertar Nova Jersey! (Louisa – Andrew D. Basiago, vamos falar sobre isso). Alfred – Aqui está a mensagem diária de voto de 2016, “Vote a sua consciência!” Vou votar Basiago pela minha consciência de um futuro positivo e por uma centena de seguintes razões ou a propostas específicas. Andy preparou, incluindo o teletransporte planetário que Andy tem apresentado como um participante durante a infância no teletransporte da CIA. Ele teve que ir regularmente para uma base da DARPA no futuro, no ano de 2045 e que Andy apresentou e que é uma pré-condição para a Terra se tornar um tipo de uma civilização que irá eliminar a guerra, doença, crime e pobreza e que irá elevar a Humanidade para o próximo nível de civilização universal além do nosso holograma tempo-espaço para a quarta quinta densidade, interior, que é exactamente o que o Cobra diz. Então, essa é a minha mensagem, está tudo aqui para a escada até o céu. Boom, fim da história.

LOUISA – Essa é uma ótima maneira de terminar. E eu também queria dizer queCOBRA também tem um livro, que eu imprimo a partir da Internet intitulado “O Evento”, e é um manual muito espesso de cerca de mil páginas. Este livro é muito bem pensado e descreve todos os processos que estamos atravessando, tudo o que eles estão à espera de acontecer no momento do Eventoas formas de que nos podemos ajudar uns aos outros nestes tempos de mudança. Cobra eu tenho que dar-lhe crédito por isso também, muito trabalho foi posto nisso e eu acho que foi muito bem pensado. Porque precisamos de ter visionários como Alfred. Nós precisamos ter pessoas como Max, que tem a experiência de outras civilizações. E deixe-me dizer que nós também temos as civilizações subterrâneas Cobra, temos os aghartianos e tudo isso. Eu havia participado num seminário on-line com uma pessoa que teve contacto com os aghartianos como parte de minha pesquisa e parece que, se não me engano, essas civilizações subterrâneas, obviamente, não usam  dinheiro, mas o que eu ouvi que eles têé um tipo de cooperação comunitária, onde há uma quantidade razoável de tempo durante o dia, que é como na Suécia, onde eles têm um dia de trabalho limitado, onde todos trabalham, mas eles trabalham um curto período de tempo para que as necessidades de todos sejam atendidas e você pode passar a maior parte de seu tempo com sua família e ir atrás dos seus próprios interesses para se realizar verdadeiramente. Cobra quão realista é isso para a nossa população superfície?

COBRA – É muito realista, porque até mesmo agora temos a tecnologia disponível na superfície do planeta o que poderia reduzir o dia de trabalho para quatro horas ou menos. Eu diria que especialmente nos países desenvolvidos a maior parte do trabalho é feito apenas para manter a matriz de controlo. É um trabalho que não produz qualquer valor e que ele apenas mantém o status quo. E o progresso que estaria disponível e o foco que pode ser deslocado para algo mais produtivo poderia reduzir a jornada de trabalho hoje em quatro horas ou menos. A introdução de tecnologias mais avançadas após o Evento isso poderá ser ainda mais reduzido e, depois do Evento, o trabalho em si não será um trabalho árduo, será a inspiração, a criatividade do seu propósito de alma. Não vai ser mais um trabalho duro. Nós não teremos que canalizar a nossa energia para manter os nossos corpos físicos. Nós estaremos livres para sermos criativos e livres para seguirmos a verdadeira voz interior e vocação. Nós não seremos limitados e acorrentados como estamos agora.

LOUISA – Eu estou a compreender isso correctamente, Cobra, embora eu não queira processar a palavra comunidade, mas é realmente a palavra certa para descrever o sistema que eles usam. Parece utópico e eu sou totalmente a favor disso, eu acho que é óptimo, mas existe uma maneira formal para descrever esse tipo de sociedade?

COBRA – Eu diria que esta é uma sociedade pós-comunidade. É uma sociedade de família de alma.

LOUISA – Entendo. Então todos trabalham para um objectivo comum e as necessidades de todos são atendidas no processo mas, por outras outras palavras, a fim de ter as roupas em nosso corpo alguém tem que cultivar… mas esperem, se todos têm replicadores, então ninguém tem que cultivar algodão. Mas não terá alguém que fazer os replicadores? Não há sempre alguém que tem que arregaçar as mangas e fazer o trabalho duro?

COBRA – Isso foi feito há milhares de anos em muitas civilizações. Nós não precisamos de reinventar a roda. A tecnologia já está disponível, não é algo que teremos de começar do zero.

LOUISA – E sobre mineração no nosso planeta. Ainda vamos ter que manter a mineração do ouro etc …?

COBRA – Não, o ouro pode ser replicado também.

LOUISA – Tudo pode ser replicado?

COBRA – Tudo.

LOUISA – Uau, este é o lugar onde nossos corações precisam estar agora. Este é o lugar onde nossas almas precisam estar em ressonância com esses conceitos para que possamos manifestar isto mais rapidamente. Porque nós merecemos, eu penso que nós já pagamos aquilo que devíamos, mesmo que provavelmente não precisássemos, mas nós fizemos isso.

COBRA – Estamos a passar por uma completa mudança de paradigma. Não uma mudança pequena apenas. Não é apenas a detenção da cabala, não é apenas a Divulgação, não é apenas um vazamento de informações, é uma mudança completa de vida neste planeta tal como o conhecemos. É uma entrada para um novo sistema de realidade sem dinheiro, sem luta, sem sofrer e sem dualidade. E é uma mudança cósmica, não é apenas uma ligeira de operação de limpeza na superfície do planeta. É muito mais do que isso.

LOUISA – Cobra, para algumas almas que vieram a este planeta e chegam aqui e dizem que isto não bate certo e que nunca sentiram como se já se tivesse sentido bem aqui. Cada alma tem seu propósito e eu entendo isso, mas parece que alguns têm uma jornada mais dura do que outros aqui. O que é isso tudo?

COBRA – Primeiro é que há indivíduos que têm um forte potencial e as forças que controlam querem atrasá-los. E depois há pessoas que passaram por experiências muito duras no passado e estão a recria-las por causa dos seus sistemas de crenças. É uma combinação de vários factores.

LOUISA – Isso vai mudar quando este evento acontecer? Porque a religião, e eu vou deixar depois o endereço do Embaixador, porque é algo de que ele é muito conhecedor, nós temos que conciliar estes sistemas de crenças que temos aqui, e o Evento vai ajudar-nos e de que maneira nos vai ajudar-nos a fazer isso?

COBRA – Não vamos precisar mais de sistemas de crenças. Os sistemas de crenças são apenas para tentarmos lidar com uma realidade que é demais para nós, e essa é a definição de sistema de crenças. Assim, quando a realidade mudar nós não precisaremos mais de acreditar em nada, porque nós experimentaremos a verdadeira realidade e todos os sistemas de crenças são conceitos mentais, são apenas paredes de fogo que nós construímos para não enfrentar a dura realidade da anomalia primária. E tudo isso vai ser transformado.

LOUISA – Pelo que Max está a dizer, este evento parece estar à nossa porta. Cobra,é o que você está dizer? Porque eu acho que a partir das suas notas de conferências recentes você disse que estamos na próxima fase, que está a acelerar para o Evento. Poderia explicar o que você quis dizer com isso?

COBRA – Eu não posso entrar em muitos detalhes, mas gostaria de dizer que certos ciclos importantes foram completados em Julho e nós apenas começamos um novo, e houve uma forte ruptura nos planos não-físicos do Véu. Não foi uma ruptura completa, mas foi um primeiro e forte indicador que despoletou uma nova fase, que será concluída no momento do Evento. Por isso, estamos basicamente a falar que estamos a ver brechas na matriz do Véu. Esta tecnologia não é mais cem por cento indestrutível. E ela vai começar a desintegrar-se lentamente e quando isso começar estaremos muito perto.

LOUISA – Será que vamos ter uma sensação de que algo está iminente? Ou realmente vai como que apanhar-nos de surpresa?

COBRA – De certa forma, vai apanhar-nos de surpresa, porque quando as coisas começarem a acontecer elas vão acelerar muito, muito rápido. As pessoas não serão capazes de fazer planos quando as coisas começarem a acontecer. Vai ser muito, muito rápido. Mas haverá sinais antes e, já há sinais antes, mas se falarmos da ruptura real sim, vai ser uma surpresa, porque quando a ruptura final acontecer ela será a remoção de todos os obstáculos de uma só vez. Não será um processo gradual.

LOUISA – Excelente. Isso parece bom demais para ser verdade. Lamento soar como uma nova-iorquina, mas você sabe quando algo parece bom demais para ser verdade para um nova-iorquino você sabe, nós somos um pouco cépticos e precisamos ver com nossos próprios olhos para acreditar, por assim falar.

COBRA – Ok, quando o Evento acontecer os nova-iorquinos não serão mais tão indiferentes. Será também um choque para eles.

LOUISA – Tenho a certeza que será. Eu sei. E eu vejo , Alfred esta ali rindo de mim porque ele sabe do que eu estou a falar porque ele costumava viver em Nova Iorque… é um lugar difícil de prosperar. Mas eu quero trazer o Embaixador agora, ele tem estado tão pacientemente à espera, mas eu gostaria de convidar alguém para entrar na conversa, porque eu sei que eu estou dirigindo perguntas parea determinadas pessoas, mas eu também sei que todos podem ter comentários sobre os diferentes tópicos de que estamos a falar, então esteja à vontade para entrar. Mas Embaixador nós cobrimos tantos tópicos diferentes aqui e como eu disse que você estava tão pacientemente à espera, tem alguma coisa que você queria acrescentar até este ponto sobre o que nós cobrimos? Houve alguma coisa que você gostaria de falar hoje e que nós ainda não cobrimos?

EMBAIXADOR DV – Sim, eu só queria confirmar algumas coisas realmente. Eu fui também informado na semana passada e eu sei que as coisas estão a desenvolver-se muito rápido e a avançar e acredito que talvez nos próximos  seis meses você verá algo que nunca vimos antes. Então eu acho que este tipo de Divulgação está cada vez mais próxima mas, ao mesmo tempo, o mundo está a ficar mais louco, como podemos ver, com muitos dos chamados ataques terroristas, do racismo e da ignorância e todo o tipo de emoções que estamos deitar para fora. Penso que é importante perceber que a maioria daquilo que estamos a falar sonre sistemas de crenças será, num futuro próximo, traumatizante para um grande número de pessoas. Eu acho que muitas pessoas vão ficar abatidas e traumatizadas.

Eu acredito que é importante para as pessoas prepararem a sua mentalidade e usarem o discernimento para o que é certo e o que é errado. E eu estou a falar por mim, porque se eu estivesse a olhar do lado de fora, da perspectiva de uma raça alienígena olhando aqui para baixo para a espécie humana, não seria bonito de ser ver. Provavelmente é como olhar para um cancro a espalhar-se num corpo saudável. Então eu acho que nós temos que mudar-nos a nós mesmos e a aprofundar a nossa própria compreensão do Criador e ser Um com ele e também ter uma maior compreensão do mundo. E é por isso que eu acho que é mais importante agora do que nunca travar uma guerra contra a ignorância. E eu também acho que nos próximos dias à medida que nos aproximarmos de uma certa data, em Setembro, após Setembro, vamos ver um escalar da desinformação, e já temos um monte de agentes de desinformação que trabalham na máquina de propaganda como a CNN, NBC, as notícias da BBC e FOX e todas aquelas organizações diferentes. E também nos meios de comunicação social livres os combatentes da Liberdade também temos algumas pessoas insanas, mentirosas compulsivos e alguns agentes de desinformação, e então eu acho que é muito importante nestes dias que, quando todas estas coisas começarem a escalar e quando todas estas armadilhas forem lançadas para a população que ela esteja apta a usar o seu discernimento para que eles não se magoem. E eu rezo e espero que atravessemos qualquer tipo de transformação de uma maneira melhor e eu acho que o mundo precisa agora mais do que nunca de se unir em vez de se dividir. E eu acho que é importante enfraquecer algumas organizações que não têm feito outra coisa senão causar danos neste planeta durante tanto tempo. E nós somos os únicos que podemos fazer isso e ninguém pode fazer isso por nós. E eu acho que é o que eu queria dizer para acabar com a minha declaração de hoje. Que precisamos de libertar-nos e precisamos de salvar-nos a nós mesmos e trabalhar em conjunto. Com isso eu acho que podemos superar qualquer coisa.

LOUISA – Certo Embaixador, muito obrigado. Estamos já em uma hora e meia e passou tão rápido e eu sei que o Cobra tem que ir, então eu vou pedir para fecharem os comentários. Cobra, que queria focar-se em manifestar a nossa Nova Sociedade de hoje e eu sei que você tem a sua meditação semanal na qual eu participo. Havia um artigo hoje sobre como a música clássica, na verdade, ocupa um reino dimensional superior mas, para as pessoas que são compositoras e escritoras, é o acto de criar a música que eu encontrei pessoalmente, que cria hologramas nesta dimensão mais elevada. Todos nós podemos manifestar usando diferentes técnicas e estilos, mas fazê-lo todos juntos e combinando a nossa energia e intenção de causalidade é uma ferramenta muito poderosa. Cobra que mensagem você pode deixar para os nossos telespectadores hoje sobre como podemos manifestar a nossa nova sociedade juntos?

COBRA – Uma das coisas mais importantes é manter a visão. Todos têm uma certa compreensão ou sentimento ou intuição ou certo conhecimento interior sobre a mudança que está para vir, sobre a nova era, sobre o novo ciclo com a nova realidade. E se mantivermos isso no coletivo vamos criar o campo de ressonância para a manifestar. E esta é uma das razões pela qual eu estou apelando a essas meditações em massa, para tornar essa ressonância mais forte e manifesta-la mais depressa. Eu sei que tem havido muitos atrasos, ninguém estava a espera que isto levasse tanto tempo, mas precisamos de manter o foco. Esta é a minha mensagem. As forças que controlam trabalharam mantendo seu foco durante séculos e é por isso que eles têm sido tão bem-sucedidos em escravizar a Humanidade, independentemente das suas diferenças e do seu conflito eles são capazes de unir as suas forças contra nós. Mas agora temos de realinhar as nossas forças para manter a nossa visão independentemente das nossas pequenas diferenças, devemos manter a visão para a nossa nova realidade para este planeta, para a libertação, para a Nova Sociedade, para a nova tecnologia avançada, para o primeiro contacto, para tudo isso precisamos de manter a visão. Não importa o que aconteça, vamos mantê-la tanto tempo quanto for preciso. Eé por isso que nós estamos caminhando para sermos bem-sucedidos. Então eu gostaria de agradecer a todos e espero que vocês tenham gostado deste encontro.

LOUISA – Cobra muito obrigada por se juntar a nós. Esta é a sua segunda vez como convidado na nossa mesa redonda com o Relatório GoldFish, e estamos muito gratos por se ter juntado a nós. E foi uma mensagem muito forte a que você nos deu e não podemos subestimar o quão importante a mensagem é porque, como você disse, as forças escuras combinam a sua energia, a sua intenção de se opor a nós, por tanto tempo e que tem sido tão poderoso e se as pessoas apenas entenderem que temos essa mesma capacidade, mas todos nós temos de estar fazendo isso colectivamente. Você está a dizer que isso poderá acelerar o Evento ?

COBRA – sim, claro.

LOUISA – Isso faz sentido. Eu só quero pedir que volte a visitar-nos e falar para o Relatório GoldFish?

COBRA – Sim, eu irei.

LOUISA – Isso é óptimo. E esperamos que o Simon Parkes, que deveria juntar-se a nós aqui hoje, o faça numa de nossas futuras mesas-redondas. E queremos dizer vitória para a Luz! Muito obrigado por se juntar a nós hoje, Cobra.

COBRA – Obrigado por ouvir.

LOUISA – Max, eu queria passar para si. Com o que é que você gostaria de deixar nossos telespectadores hoje? Qual seria a mensagem mais importante que você gostaria de deixar aos nossos telespectadores acerca de manifestar a nossa Nova Sociedade?

MAX – Eu gostaria de dizer que há cerca de um mês e meio atrás, na minha família galáctica na sua nave espacial lá em cima, nós removemos várias linhas de Ley que estavam a ser usadas contra a Humanidade para o controlo da mente subconsciente e da nossa Consciência. Nós removemos todas elas e isso significa que as linhas de tempo que todos estamos a viver estão ativas para criar e manifestar o que se quiser. A linha do tempo na sua matrix foi libertada então agora você pode fazer o que quiser fazer, mas tentem criar e manifestar algo para a Humanidade que é o objectivo principal agora para ajudar a Humanidade no planeta. A minha mensagem é que você tem a liberdade de fazer, criar e manifestar o que quiser. Nãentrem no jogo de controle da mente que está a acontecer agora. Não dê ouvidos à desinformação no YouTube que foi propositadamente plantada para nos distrair da realidade que estamos a tentar criar agora. Paz, Amor e Harmonia.

LOUISA – Obrigado Max. Essa é uma mensagem muito poderosa também, Paz, Amor e Harmonia. E parece que, mais uma vez, este tempo passou tão rapidamente e temos tantos temas para cobrir que vamos ter de fazer outra rodada uma vez que temos tantos tópicos para discutir com os nossos ilustres convidados. Eu amei o facto e apreciei muito que você se tivesse juntado a nós hoje Max, e eu sei que a sua parceira Nicole está conosco e eu não tenho a certeza se ela tinha algo que ela queria dizer ou acrescentar à conversa, mas de qualquer forma, por favor pode entrar e comentar sobre o que discutimos hoje?

NICOLE – Eu acho que o que todos disseram foi realmente muito bom. Eu definitivamente acho que é preciso haver uma outra entrevista igual a essa ou duas ou três ou quatro. E se pudéssemos ter mais pessoas envolvidas também era bom porque recebendo múltiplas perspectivas realmente ajuda quem está a ouvir estas mensagens. Creio que esta foi realmente uma grande entrevista que tivemos aqui e eu quero agradecer a você por me deixar ser parte disto e espero mais destas entrevistas no futuro.

LOUISA – Você é muito bem-vinda, e eu acho que você esta absolutamente certa Nicole de que precisamos ter mais destas entrevistas e eu acho que é preciso haver um diálogo permanente e acho que o espírito de que o Alfred falou ajuda a criar um Conselho. Colocar um grupo de pessoas que já estão prontas para liderar. Pessoas como Alfred, o embaixador, e Cobra, e eu que vivi esta jornada difícil. As pessoas têm de acordar e ver através da matriz é isso que eu tenho tentado fazer com estas entrevistas. E como você disse Max, todos têm de ter a oportunidade de comentar e com o mero de pessoas nestas entrevistas nós queremos permitir o intercâmbio de perspectivas e, naturalmente, permitir que todos tenham um prazo razoável para falar.

NICOLE – Acho que chegou o momento em que precisamos de trazer mais soluções e, como temos estas reuniões, sermos mais proactivos como você queria que nós fôssemos, de criar e manifestar no momento e eu acho que é certamente algo que as futuras reuniões de grupo nos podem proporcionar, não apenas falando sobre isso, mas vamos começar a fazê-lo.

LOUISA – Bem, isso é o que eu pensei que estávamos a fazer hoje.  Falando sobre isso da maneira que estamos a falar aqui , nós tambéestamos manifestando colectivamente. Não é Alfred? Estamos realmente manifestando … esta é a chave para fazê-lo, para ficar a pensar sobre isso, para sentir, para falar sobre isso com intenção e causalidade. Alfred eu espero que você volte e continue esta conversa connosco no relatório Goldfish. E Alfred, quero pedir-lhe um comentário que gostasse de deixar aos nossos telespectadores.

ALFRED – Oh, com certeza eu adoraria.

LOUISA – Alfred, gostaria de deixar os nossos espectadores de hoje no espírito de manifestar a nossa nova sociedade e no espírito de criar o lugar divino neste planeta o qual nascemos para ocupar, que nascemos para ter. Qual é essa mensagem para os nossos espectadores?

ALFRED – Bem, ecoando todos os pontos muitos pertinentes que os nossos colegas disseram, à medida que nós estamos a caminhar através daquilo a que eu chamo de colapso, o processo de descoberta, o qual é como os sistemas complexos avançam para o próximo nível, ocorre constantemente, tanto por meio da vossa percepção como através do que vocês relatam aos outros em conversação, nos vossos textos, como vêem o mundo, como comunicam com ele, aquilo que publicam. Foco nos avanços e não nos colapsos. Porque vocês podem andar por aí e dizer oh, ouviram sobre este colapso ou olhem para este colapso ou este é o maior colapso de sempre. E as pessoas não estão a focar-se nos avanços. E assim, procurando os avanços, reforçando os avanços e publicando-os, falando sobre eles e mantendo-os nas vossas mentes, não só é como construímos o futuro como também o manifestamos e o tornamos real. É isso que eu gostaria de dizer, foquem-se nos avanços, manifestem-os e esqueçam os colapsos, a recolha do lixo estará lá para removê-lo amanhã ou hoje ou imediatamente neste mundo fugaz.

LOUISA – Exactamente. Eu penso que vamos todos terminar onde começamos com a rubrica do vídeo “Mensagem de Charlie Chaplin para a Humanidade” do filme “O Grande Ditador”. E a razão pela qual eu lancei isso logo no início, não foi para criar a negatividade mas precisamente o oposto, para criar motivação para todos nós para sermos tocados nos nossos corações por aquilo que vemos e ouvimos e gostamos, aquilo que o Alfred estava a dizer sobre o colapso. Nós vimos crianças que foram mal tratadas e mortas, nós vimos o seu sangue no chão e o Embaixador tem plena consciência do sofrimento da Humanidade e é isso o que nos motiva, que nos deixa tristes nos nossos corações, isso NÃO É o que os humanos são. Como a mensagem disse “Nós queremos amarmo-nos uns aos outros, nós queremos ajudarmo-nos uns aos outros e ter o Amor do Homem nos nossos corações.. essa é a nossa natureza, nós queremos focar-nos em amarmo-nos uns aos outros e o Embaixador tem vindo a fazer isso na sua missão. E gostaria de deixar alguns comentários finais Embaixador?

EMBAIXADOR DV – Eu quero apenas terminar este assunto e dizer que estou muito feliz em ver  que todas estas grandes mentes juntaram-se neste programa e que podemos sentarmo-nos aqui e ter uma conversa aberta e civilizada  entre todos e que podemos trabalhar para o mesmo propósito e que isto é o melhor para o nosso planeta e o melhor para a Humanidade e eu penso que temos de encontrar um caminho em que possamos unificarmo-nos e trabalhar juntos e não apenas possuir aquela frequência humana hostil que vemos tanto no mundo. E vir a esta mesa e falarmos juntos e encontrarmos uma solução eu penso ser a grande plataforma. E é por isso que também temos os Simpósios na Missão Global pela Paz para que as pessoas venham e interajam juntas e encontrem soluções juntas. Por isso, eu quero agradecer a todos os que assistirem a este programa e eu espero ver-vos a todos em breve.

LOUISA – Bem, obrigada Embaixador por nos proporcionar esta plataforma para todos e saber o quão importante é virmos até aqui juntos colectivamente, conduzir as nossas mentes juntas com os nossos corações e almas para fazer isto. E tal como o trabalho que está a fazer, nós todos estamos a fazer, embora de forma um pouco diferente, mas eu penso que os nosso corações estão no local certo e eu apenas gostaria de dizer que todos nós agradecemos a todos vós por se juntarem a nós hoje. Isto será apenas transcrito e copiado num formato de voz digital e assim se conclui esta edição do The GoldFish Report.

Adaptado para Português europeu a partir da tradução original de Português do Brasil em:

http://www.sementesdasestrelas.com.br/2016/08/entrevista-mesa-redonda-co-anfitria.html

Fonte: http://nebula.wsimg.com/818ce01d87e48d873ef5a8393a86a5e8?AccessKeyId=D024642E08D25FC38E4B&disposition=0&alloworigin=1

Deixe um comentário

Top