A minha perspectiva sobre a Rendição e a Reconciliação

Esta é uma resposta ao mais recente artigo do Cobra:

http://pt.prepareforchange.net/2016/07/15/os-termos-da-rendicao-actualizacao-cobra-14-07-2016/

Renda-se e permita que o Universo o segure.

Acho que o ponto mais importante aqui é manter o foco na nossa visão de criar uma sociedade da Luz. As forças das trevas têm programado a Humanidade durante tanto tempo para responder ao crime e aos erros com a punição, o que só cria laços de sofrimento, e que esta é a forma como eles moldaram seu sistema ‘”legal” e que não produz nenhuma justiça, a mesma forma que eles usaram para perpetuar o seu sistema após a revolução francesa e como eles também moldaram os sistemas de crenças com a programação religiosa, incluindo as falsas leis do karma:

Uma quantidade enorme de programação mental foi criada pelos arcontes para justificar o mal. Por exemplo as leis do karma, que afirmam que por exemplo que se eu parti a taça do meu amigo, então o universo irá enviar alguém para partir a minha, a fim de me ensinar as consequências das minhas acções. Isto significa que o universo então irá enviar alguém para partir a taça de quem partiu a minha e assim sucessivamente. Isto é totalmente artificial e não tem nada a ver com as verdadeiras leis universais, simplesmente porque se o fizesse nada jamais se iria resolver e o sofrimento iria apenas escalar infinitamente. A verdadeira lei universal é a do Perdão e Graça, e isso é o que tem sido ensinado pelos professores que tiveram uma conexão verdadeira. A vontade da Fonte é que, se alguém faz algo prejudicial, eles devem receber a cura adequada para que eles encarnem o seu verdadeiro eu novamente. Alguns reequilíbrios energéticos entre as pessoas envolvidas podem ser necessários como por exemplo, quem partiu a taça pode comprar outra para o seu proprietário, ou repará-la, ou fazer algum outro tipo de serviço para compensar energeticamente. Ou o dono da taça poderia simplesmente perdoar e a abundância infinita da Fonte reequilibraria as coisas automaticamente de alguma forma, não tirando nada a quem partiu a taça mas fornecendo a ambos o que for necessário. Os Recursos e a Abundância são ilimitados. (Fonte)

As sociedades libertas respondem ao crime e erros não com a punição ou vingança, mas com a cura. A base legal para o fazer é o Código Galáctico que garante boas condições de vida em alinhamento com a Luz para todos os seres vivos sem excepções.

É bom lembrar que muitos dos membros da cabala foram forçados a participar em actividades obscuras e foram fortemente traumatizado desde a infância, sendo que muitos deles abandonariam e paravam de participar nessasactividades, se pudessem. A cabala controla rigidamente todos os seus membros e, violentamente, impede-os de sair. Aqueles que não aceitam a Luz serão levados para fora do planeta para a reestruturação no Sol Central. Aqueles que aceitarem a Luz serão portanto alguns dos indivíduos mais traumatizados do planeta, que terão uma grande necessidade de ajuda.

A diferença entre as experiências passadas durante a prisão Terra e o período em que nós estamos agora é que este é o fim do ciclo cósmico durante o qual todas as trevas são transmutadas sem excepção, e não voltarão a existir de novo e, por isso, se a Humanidade não fizer boas escolhas vai tornar a transição muito mais difícil para ela própria. Quando as ondas do Centro Galáctico chegarem até nós não as poderemos impedir, elas irão purificar tudo o que estiver no seu caminho e, por isso, o nosso trabalho é de nos alinharmos com a Luz e, neste caso, a fim de realmente fechar e curar toda esta experiência de escuridão, a Humanidade precisará do perdão.

 Por outro lado, também.   precisamos de ter em mente que as massas humanas foram muito traumatizadas e programadas durante muitos milhares de anos de escuridão e que elas também terão de ser acomodadas e receber a cura adequada. Neste contexto, pode não ser muito fácil no início para as mesmas massas aobservar aqueles que delas abusaram e as escravizaram por tanto tempo, desfrutarem livremente das suas enormes casas e iates obtidos com o dinheiro roubado, enquanto a maioria da Humanidade trabalha para finalmente ter a sua primeira casa própria condigna, o seu primeiro acesso adequado à água potável e electricidade e, em muitos casos, trabalhar para limpar este mundo fortemente contaminado.A sua dor e trauma são muito profundos e eles vão passar por um grande choque e um enorme processo de purificação. Uma vez que saibam a verdade eles não vão confiar facilmente, e vão precisar de uma grande quantidade de garantias e transparência para que eles possam passar por esse processo sem tumultos. Então, eu estou a propor aqui mais algumas condições a fim de tornar o processo mais aceitável para a Humanidade:

1. Vamos precisar de total transparência pública sobre como exactamente a cabala está a ser sendo vigiada e impedida de tomar de volta o controlo, sobre quem e está fazer essa vigilância e sobre o que é exactamente permitido à cabala manter e sobre o que a cabala fez ao longo dos anos.

2. Vamos precisar de total transparência públicasobre o que se entende por a cabala desempenhar um papel de “conselheiros do outro lado da moeda” na Nova Sociedade, e se realmente desempenham esse papel, e vamos precisar de total transparência pública sobre o que fazem como conselheiros”.

3. Vamos precisar de transparência pública total sobre quem exactamente está a negociar com a cabala, logo que seja seguro divulgar. A Humanidade precisa de compreender verdadeiramente a situação em que estão para que ela possam tomar as rédeas do seu destino.

4. Nas primeiras fases após o Evento o trauma pode ser tão profundo que a Humanidade pode desejar que os membros da cabala sejam completamente removidos da sua realidade. Portanto, em nome da Seção II do Código Galáctico, “A Lei da Divisão das partes em conflito”, os ex-membros da cabala podem ter de ser temporariamente exilados do planeta Terra se a maioria da Humanidade a sim o escolher, e se tal for necessário para facilitar uma atmosfera de Paz neste planeta, e para dar espaço suficiente à Humanidade para se curar e se sentir segura na sua casa que é o planeta Terra. Os membros da cabala que aceitaram a Luz e forem exilados poderão então receber a cura das forças de Luz fora da superfície deste planeta.
Depois de uma certa fase de cura
terminar, a reconciliação cara a cara pode ser organizada entre ex-membros da cabala e a Humanidade sob a supervisão das forças da Luz.

Vamos mudar toda a nossa realidade para criar um mundo onde o sofrimento nunca aconteça independentemente das circunstâncias. Nós todos teremos de entregar as nossas sombras para à Luz. Vamos precisar de transformar todas as prisões em belos centros de cura e dar uma elevada quantidade de assistência a quem necessite até que todos possam viver a vida bela que era a intenção do seu Espírito e da Fonte.

Libertação !

6 comentários sobre “A minha perspectiva sobre a Rendição e a Reconciliação

  1. Aqueles da cabala que aceitarem a luz ficarão em Gaia junto com a humanidade para serem curados. Eles são mestres em manipulação, controle e dissimulação. Como saberemos que estão sendo sinceros em aceitar a luz e que isso não é mais uma forma de nos enganar para depois controlar?

    • Olá Neusa. A ideia aqui (e a sugestão deste artigo) é que eles sejam sujeitos a um controlo e supervisão rigorosa, de forma totalmente transparente e que qualquer desvio seja imediatamente notado e corrigido. Em alternativa a separação total numa fase inicial poderá ser exigida pela população para evitar conflitos.

  2. O que significa exatamente “serão levados para fora do planeta para a reestruturação no Sol Central”? Isso é no nível físico ou energético/espiritual? O que essa exposição ao sol central faria com uma pessoa? O Cobra sempre fala disso e não vejo sentido.

    • Significa desconstrução dos corpos materiais e imateriais (alma + corpo etérico + espírito) que serão reciclados no fogo do Sol Central para serem re-incorporados na Fonte, uma vez que esses seres optaram à muito tempo atrás pela experiência da separação da Fonte. Esses seres não podem ser re-incorporados directamente na Fonte uma vez que a Fonte é puro Amor e Unidade e esses seres escolheram a experiência do oposto.

      Faz sentido?

      • Isso significaria a morte/destruição do próprio espírito? Se é isso, não faz sentido, pois acredito que esses seres devem ter quantas oportunidades forem necessárias para sua evolução, sem jamais ocorrer aniquilação. A evolução se dá em Orbes em sintonia com almas que apostaram na experiência da separação da Fonte. Como saber se não somos como esses seres que lá atrás, no tempo, escolhemos esses tipo de experiência de separação? Acredito na Fonte como puro amor e misericórdia, a todos.

        • Olá Fabiano.

          Eu percebo a tua questão. As Almas deles não serão desintegradas. Serão recicladas no Fogo do Sol Central. É diferente. É importante perceber que é impossível haver reintegração com a Fonte para Almas que escolheram de livre-arbítrio a experiência da negação da Fonte que é a anomalia cósmica (também apelidada de Contingência ou Anomalia Primária) que resulta da escolha da própria Fonte de viver a experiência da Aleatoriedade. A Anomalia Primária resulta, portanto, de uma flutuação Aleatória da Experência da Fonte. Sendo a Fonte Intencional, o oposto de Aleatório, a conciliação de ambos é impossível.

          A Reestrutaração no Fogo do Sol Central não significa que a experiência e as memórias desse ser sejam eliminadas do Universo. Significa que aquilo que é a sua identidade (corpo, alma, espírito) é desconstruído para poder ser reintegrado.

          Não é possível reintegração de seres que escolhem conscientemente a experiência do oposto da Fonte, apesar das oportunidades sistemáticas que lhes são dadas.

          A Fonte deseja que o Universo evolua para a experiência total da Unidade e que as Trevas sejam transmutadas para o Amor. A Fonte “deseja” em interacção com a Consciência colectiva de todos os seres neste e noutros planetas. Sendo a massa crítica atingida (normalmente por ciclos de 26.000 e 13.000 anos) um pulso ou um flash de Luz do Sol Central, aquilo a que chamamos o Evento, é emitido em todas as direcções para limpar a anomalia cósmica.

          Isto é um mecanismo de protecção embutido no próprio Universo para impedir que a experiência da negação da Fonte e da Unidade se perpetue infinitamente e é por isso que se diz que a “Luz tem mais força que as Trevas” ou que a “Luz vence sempre”. É por causa desse mecanismo de protecção da experiência no livre-arbítrio.

          Quem nega isso não pode conseguir impedir a evolução dos restantes e portanto tem de ser reintegrado na Fonte sem a sua identidade estruturada.

          Faz sentido?

Deixar uma resposta

Top
%d bloggers like this: