marte

O encobrimento massivo das “civilizações alienígenas” em Marte

Devido a pirâmides, alegadas ruínas de cidades, estruturas em forma de pirâmide, inúmeros denunciantes que revelaram detalhes fascinantes sobre Marte e as suas alegadas “civilizações alienígenas” que já existiram no planeta vermelho, Marte tem sido tema de debate já desde há décadas.

O planeta Marte deu-nos, ultimamente, muito que falar. Pouco a pouco, têm chegado informações que contradizem tudo o que pensávamos ser verdade sobre Marte há algumas décadas atrás. E não pára por aqui.

Inúmeras descobertas foram feitas na superfície de Marte que nos deixam ainda com mais perguntas sobre o nosso planeta vizinho.

O dia de Marte dura 24 horas com 37 minutos, e tem dois satélites que alguns cientistas afirmam serem de natureza artificial, estacionados “há incontável tempo” atrás e usados ​​como estações espaciais por uma avançada civilização alienígena.

Um dos argumentos principais que sustenta essa teoria “selvagem” é que um dos satélites viaja quatro vezes mais rápido do que Marte.

Isso é extremamente estranho porque não existe um único satélite natural que conheçamos que tenha uma velocidade maior que o planeta que ele orbita.

Outro factor que os investigadores não conseguiram explicar é o motivo pelo qual um dos satélites do planeta vermelho desacelera à medida que se afasta de Marte.

Curiosamente, de acordo com o Dr. S. Fred Singer, assessor especial do ex-presidente dos Estados Unidos Eisenhower, Phobos pode ser um satélite artificial lançado em órbita em torno de Marte há muito tempo por uma civilização marciana altamente avançada.

No entanto, Singer não foi o primeiro a sugerir que havia algo estranho coma as luas marcianas. As primeiras reivindicações semelhantes foram feitas pelo astrofísico soviético Iosif Samuilovich Shklovsky, que acreditava firmemente que um design inteligente estava presente em Phobos.

Ah e… há aquele monólito MASSIVO na superfície de Phobos.

Buzz Aldrin, o segundo homem a caminhar na superfície da Lua, surpreendeu muitos quando disse:

“Devemos visitar a Lua de Marte, há um monólito lá, uma estrutura muito incomum neste pequeno objeto em forma de batata que gira em torno de Marte uma vez a cada sete horas. Quando as pessoas descobrirem isso vão dizer: “Quem é que colocou isso lá? Quem colocou isso lá? “Bem, o Universo o colocou lá ou se preferir, foi Deus que o colocou lá”.

Os enigmas em torno de Marte e das suas Luas são muitos, mas as descobertas mais estranhas foram feitas na superfície do planeta.

Várias imagens partilhadas pela NASA, tiradas na superfície de Marte, conseguiram causar uma grande controvérsia porque muitos investigadores e caçadores de OVNI’s afirmam ter encontrado evidências de árvores, água, pirâmides, tubulações, edifícios misteriosos e objectos, inúmeras anomalias que não deveriam estar lá.

E é claro, há essa questão das cores em Marte, em que os caçadores de OVNI’s afirmam que a NASA alterou a cor real de Marte, a fim de ocultar o seu céu e condições semelhantes às da Terra.

Muitas pessoas acreditam que não nos disseram tudo sobre Marte, e que a verdade é mantida longe da sociedade.

Sir William Cooper e John Lear acusaram a NASA de ocultar informações sobre Marte, num documento assinado em 1989 para o presidente Bush.

Outra figura proeminente que fez declarações surpreendentes é Gordon Novel, ex-membro do Ministério da Defesa, que disse que tanto a NASA quanto o governo dos EUA têm enviando pessoas a Marte desde à muitos anos.

De acordo com as fugas “internas”, a NASA têm usando naves espaciais cônicas que levam apenas 33 horas a chegar a Marte e têm ao seu dispor geradores de energia livre e gratuita já desde há mais de 60 anos.

O Dr. O’Leary, que se tornou professor de física e respeitado na Universidade de Princeton, depois de deixar a NASA, afirmou:

“Existem evidências abundantes de que estamos a ser contactados. Civilizações estão a monitorizar-nos já desde há muito tempo e a sua aparência é bizarra de qualquer tipo de ponto de vista materialista ocidental”.

Talvez uma dessas civilizações alienígenas fosse aquela que existiu – ou ainda existe – em Marte.

“…com base em novos dados evidenciamos que, durante esse período de clima parecido com o da Terra a evolução biológica produziu, por fim, uma civilização humanóide que deixou ruínas em vários locais, sendo que Cydonia Mensa e Galaxias Chaos são os dois locais mais intensamente investigados. Os dados desses locais constituíram a base para a Hipótese de Cydonian (Brandenburg, DiPietro e Molenaar, 1991) de uma civilização antiga, indígena, aproximadamente na Idade do Bronze em Marte ” ~ Dr. John Brandenburg.

“Existem estruturas na superfície de Marte. Vou contar-lhe para que fique registado, que existem estruturas abaixo da superfície de Marte que não podem ser vistas pelas câmeras da sonda Voyager que passaram em 1976. Eu também informo que existem máquinas na superfície de Marte e sob a superfície de Marte que, olhando, poderá descobrir nos detalhes, poderá ver o que são, onde eles estão, quem são e muitos detalhes sobre elas. “(Dolan, Richard. OVNIs E o Estado de Segurança Nacional: Nova York: Richard Dolan Press) (Fonte 2)

Deixar uma resposta

Top
%d bloggers like this: