Alinhamentos Planetários de Outubro de 2018:  A Respiração de Vénus

As energias do planeta Vénus estão claramente no centro e na vanguarda durante os próximos meses de Outubro e Novembro. A partir de Dezembro, iniciaremos um período de dois anos de alinhamentos planetários muito poderosos e invulgares e que potencialmente trarão muitas mudanças nas nossas vidas.

Eeste mês de Outubro, em particular, é um período mais focado no trabalho interno, nas mudanças internas, no trabalho com a sombra, na recalibração, etc., o que é, de certo modo, uma preparação para os próximos anos.

A energia do planeta Vénus está a orientar este trabalho interno, pois ele está prestes a ficar retrógado a 5 de Outubro, o que durará 40 dias até 16 de Novembro. Este é um poderoso período de renascimento, que inicia um novo ciclo de Vénus de 19 meses, conhecido como o ciclo sinódico de Vénus.

http://goodvibeastrology.com/mysterious-venus-cycles/

Este ciclo de Vénus de 19 meses corresponde ao ciclo lunar das Luas Novas e Luas Cheias. Para Vénus, o ponto médio de Vénus retrógrado corresponde à Lua Nova, e é basicamente a Nova Vénus, que acontece apenas uma vez a cada 19 meses, e desta vez acontecerá no dia 26 de outubro, às 15h e 16 min de Lisboa (11h e 16 min de Brasília). Nesse momento, o Sol a Terra e Vénus alinham-se, e Vénus estará no seu ponto mais próximo da Terra.

Alinhamentos Planetários Outubro de 2018  A Respiração de Vénus

Para entender este processo um pouco melhor, vamos ampliar nosso ponto de vista um pouco. Tudo na Criação respira. Respirar é basicamente um fluxo de energia para dentro e para fora, e a respiração principal do Universo é geralmente chamada de Grande Respiração. Esse é o sopro da Fonte, é um ciclo de muitos trilhões de anos, que começa com a Criação do Universo fora da Fonte (a Fonte é o nosso estado de unidade pura, singularidade pura, sem tempo e espaço), e depois o Universo respira de volta à Fonte.

A partir deste Grande Sopro da Fonte, tudo na Criação segue e respira também.

O nosso processo de respiração é basicamente um fluxo de energia entre as dimensões inferiores, incluindo a física e a dimensão espiritual da Alma superior. A energia aparece no mundo físico fluindo do mundo da Alma, sendo que depois ascende do físico de volta para a Alma.

Alinhamentos Planetários Outubro de 2018  A Respiração de Vénus

Quando inspiramos, inspiramos energia da Alma para o nosso corpo. Quando expiramos, expelimos a energia do nosso corpo de volta para a Alma.

As estações da Terra são a respiração da Terra. A Primavera e o Verão são a respiração, e o Outono e o Inverno são a expiração.

O ciclo lunar é a respiração da Lua. Da Lua Nova até a Lua Cheia inspira e da Lua Cheia até à Lua Nova expira.

Então a respiração de Vénus dura 19 meses. Vénus é a amante, a beleza, a harmonia, o arquétipo sensual do Feminino Divino.

No ponto médio da sua fase retrógrada o Sol, a Terra e Vénus se alinham-se. Vénus está no ponto mais próximo da Terra, sendo que isso é chamado de conjunção inferior. Esta é a Nova Vénus. Nesse momento, Vénus é invisível no nosso céu. Uma semana depois, Vénus reaparece no nosso céu, e inicia a sua fase da Estrela da Manhã que dura 9 meses. Este é o momento em que Vénus é visível no nosso céu de manhã antes do amanhecer, que é a inspiração, o derramamento das energias de Vénus da Alma para o plano físico.

Depois fica invisível durante 2 semanas, e o ponto médio deste período de 2 semanas é quando Vénus está alinhado com o Sol e a com a Terra, atrás do Sol. Isso é chamado de conjunção superior e essa é a Vênus Plena. Uma semana depois da Vénus Plena, ela reaparece no nosso céu na sua fase de Estrela da Tarde durante 9 meses, que é o tempo em que Vénus é visível no nosso céu após o pôr-do-sol, sendo que esse é o tempo de expirar de volta à Alma.

A Nova Vénus é, como a Lua Nova, uma época de novos inícios, de estabelecer intenções para o próximo ciclo de Vénus de 19 meses. Então, quando a fase da estrela da manhã (inspiração) começa e Vénus fica directa novamente, é um momento de derramamento e renovação das energias Vénus da beleza, Amor e sensualidade nas nossas vidas, que dura 9 meses. No final disso vem a Vénus Plena, que é a culminação da manifestação das energias de Vénus na nossa vida. Depois vem a fase da estrela da noite (expiração) que é um momento de deixar ir, limpar, do amor próprio interior, libertar o velho e elevar a nossa Consciência em relação à nossa conexão com as energias de Vénus. Dura 9 meses e termina com uma nova Vénus retrógrada que inicia um novo ciclo, uma nova respiração de Vénus.

Os 19 meses de respiração de Vénus ressoam com a flor da vida, pois há 19 círculos numa flor da vida: 1 no centro e 18 ao redor. Vénus é invisível durante 1 mês e visível por 18 meses durante o seu ciclo.

Este ciclo de Vénus é o significado por detrás do antigo mito de Inana:

https://astrobutterfly.com/2018/09/18/venus-evening-star-venus-morning-star/

Os 40 dias e 40 noites da duração de Vénus retrógrado são aludidos em muitos outros mitos antigos, desde Jesus até Buda.

Sexta-feira é o dia de Vénus (dia de Freya), e Vénus tornar-se-à retrógrado no dia 5 de Outubro (20h04min de Lisboa e 16H04min de Brasília) na sexta-feira. A Nova Vénus a 26 de Outubro (15h16min de Lisboa e 11H16min de Brasília) é numa sexta-feira e a fase da Estrela da Manhã começa no dia 2 de Novembro, Sexta-feira, e vai mudar a 16 de Novembro (11:51H de Lisboa e 09:51H de Brasília) na Sexta-feira.

Os primeiros 20 dias de Vénus Retrógrado, de 5 a 26 de Outubro, são particularmente dedicados ao trabalho interior, ao trabalho com a sombra, à liberação, à libertação do velho, à busca do Amor interior e Universalmente. A Nova Vénus de 26 de Outubro é o ponto de viragem, o começo real do novo ciclo, o melhor momento para fazer a cerimónia para definir as intenções para o próximo ciclo.

Durante esses primeiros 20 dias, será a Lua Nova do dia 9 de Outubro (4h46min de Lisboa e 0h46min de Brasília). Isto ocorrerá em Balança, que é um dos signos do zodíaco de Vénus. Fará um aspecto quadrado com o planeta Plutão que é o planeta da morte e do renascimento, da transformação alquímica. Este é particularmente um bom dia para o trabalho com a sombra e trabalho interior, para recuar do mundo externo e ir longe e profundamente para dentro do Oceano do Amor Universal, onde tudo pode ser libertado e renovado.

Alinhamentos Planetários Outubro de 2018  A Respiração de Vénus

Por volta desse período, de 9 a 10 de Outubro, Marte também entra em novo território, onde finalmente avança, saindo do território que estava a cobrir durante sua última fase retrógrada. Também Marte faz um aspecto quadrado com Vénus ao mesmo tempo. Isso é significativo e mostra que estamos a mover-nos para um novo território, embora trabalhemos mais interiormente. A revisão de energia masculina está a completar-se e Marte está “de volta ao trabalho”. O aspecto entre Marte e Vénus convida-nos a trabalhar mais no sentido de conciliar as energias masculinas e femininas nas nossas vidas.

Na mesma época, Mercúrio e a Lua entram em Escorpião juntos, e fazem oposição a Urano e ao asteróide Magdalena (isto é, significando descarregamentos de energias e visões especialmente auxiliadas pelo arquétipo de Madalena), amplificando a energia de transformação, do profundo trabalho interior e renascimento. . Esse período de tempo por volta da Lua Nova de 9 de Outubro tem muito a ver com o estar voltado para o interior, assumindo a responsabilidade por tudo na nossa vida, evitando tensões externas e projecções, trabalhando mais interiormente. Este trabalho interior refletir-se-á então na nossa vida externa.

Alguns dias antes de 26 de Outubro, temos a Nova Vénus e a Lua Cheia no dia 24 de Outubro (17:45h de Lisboa e 13:45H de Brasilia). Esta é uma Lua Cheia em Touro, que é o outro zodíaco de Vénus, sendo que isso só por si já é uma poderosa coincidência. Para além disso, os alinhamentos nesse momento são significativos pois o Sol está em conjunção com Vénus e a Lua está em conjunção com Urano. Este é um dia de mais descarregamentos de energia e visões para ajudar particularmente no final do antigo ciclo de Vénus e no começo do novo ciclo.

Depois da Nova Vénus de 26 de Outubro virão os últimos 20 dias de Vénus retrógrado, durante o qual a fase da Estrela da Manhã começa a 2 de Novembro. Este é um momento de entrar no novo ciclo de Vénus, de preparar e visualizar o novo.

Ao entrarmos em Novembro, teremos mais alinhamentos para todo esse processo, sobre o qual eu irei publicar futuramente.

Até lá, ainda estou disponível para leituras privadas:

http://recreatingbalance1.blogspot.com/p/galactic-astrology-readings.html

💖 Desejando a melhor manifestação de potencial para esta mudança num novo ciclo do Divino Feminino para todos 💖

“Ser-lhe-á dado Amor
Você será cuidado
Ser-lhe-á dado Amor
Você tem que confiar

Talvez não das fontes
Tenha vertido o seu
Talvez não das direcções
Para onde olha

Rode a sua cabeça
Está tudo ao seu redor
Tudo está cheio de Amor
Tudo à sua volta
Tudo está cheio de Amor”

Fonte: http://recreatingbalance1.blogspot.com/2018/10/planetary-alignments-october-2018.html

1 comentário em “Alinhamentos Planetários de Outubro de 2018:  A Respiração de Vénus”

Deixe um comentário